Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Material Escritório > Toners e Cartuchos

Toners e Cartuchos

Toners e Cartuchos

Os custos de material dentro de um escritório, pode transformar-se num assunto preocupante. Para que um determinado trabalho seja feito, dentro do escritório de uma empresa, independentemente do seu ramo, é necessário muitas vezes não olhar a meios quando chega a hora de gastar.

Se para qualquer negócio se tornou essencial os telefones e a internet, desde sempre o uso do papel e a impressão fazem parte da história e ocupam um lugar único na gestão, controlo e funcionamento de qualquer empresa.

Se bem se lembram, na altura em que as máquinas de escrever ocupavam um lugar de destaque nas empresas, a fita ficava gasta e tinha de ser trocada. Mesmo quando a fita das máquinas eram usada várias vezes (usando o velho truque de as rebobinar ou virar ao contrário), chegava sempre uma altura em que era necessário algum investimento. Naturalmente que com o desenvolvimento das novas tecnologias, a velhinha maquina de escrever foi substituída e a fita que se trocava, passou a dar lugar a toners e cartuchos de tinteiros.

Na altura de comprar uma impressora, a atenção nos consumíveis é um factor de extrema importância, mas muitas vezes o valor do equipamento é tomado em consideração, e as segundas núpcias (os gastos com os tinteiros) trazem grandes dissabores.

Para economizar os valores que se podem gastar em toners e cartuchos, o ideal é optar por os recarregáveis ou os compatíveis.

Os toners e cartuchos da marca, recarregáveis e os compatíveis, apresentam diferenças entre si.

Naturalmente que os originais são sempre os aconselhados. O uso de toners da marca, salvaguardam em termos de garantia e o resultado final, nunca apresenta falhas. São mais caros mas de uma qualidade inatingível pelas outras opções.

Quanto aos recarregáveis, as formas são várias. Podem ser recarregados, quando vazios e gastos, em loas da especialidade, pedir a uma empresa que faça a recolha, o carregamento e a entrega, ou pode comprar os depósitos grandes, e através de uma seringa, recarregar você mesmo o tinteiro. Aqui o factor de amigo do ambiente ganha pontos, pois nunca manda os tinteiros para o lixo.

Por último, os compatíveis. Normalmente não podem ser recarregados, mas existem alguns que a possibilidade até existe. No entanto, o baixo valor dos compatíveis, permite-nos a preguiça de os carregar, mesmo que seja em casa. Podem ser encontrados em grandes superfícies comerciais de materiais de escritório e a qualidade também é bastante boa.

No fundo, aquilo que muito nos preocupava relativamente a preços e qualidade pode ser hoje ultrapassado com algumas opções que nos dão a escolher de forma simples que tipo de toners e cartuchos escolher.


Carla Horta

Título: Toners e Cartuchos

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

652 

Imagem por: delabarrera

Comentários - Toners e Cartuchos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: delabarrera

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios