Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Música > Os Albuns Mais Vendidos de Sempre

Os Albuns Mais Vendidos de Sempre

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Música
Visitas: 2
Comentários: 2
Os Albuns Mais Vendidos de Sempre

Pode não gostar de determinado estilo de música e a sua banda preferida ser uma de estilo bastante alternativo que ninguém conhece. Pode também ser daquelas pessoas que ouvem de tudo e não têm um género definido, ou será daqueles que gostam mesmo de uma banda, segue-a para todo o lado e limita-se somente ao que eles tocam? Gostos não se discutem e cada um ouve o som que bem entender.

Bandas de Rock, Grunge, Pop, música Ligeira, Transe, Hip-Hop, Pimba, Forró… Cada um ouve o que quer e no que diz respeito à música todos somos livres de ouvir o que bem entendemos.

Se o assunto, ao contrário do que cada um ouve for o que mais se ouve por aí, então o assunto é outro. O que se ouve no mundo está provado através das listas de álbuns mais vendidos em todo o mundo. Vejamos então quem são estes verdadeiros campeões de vendas.

1º Lugar – Cabe a Michael Jackson com álbum Thriller quando corria o ano de 1982. Vendeu 108 milhões de discos batendo todos os recordes de vendas até aos dias de hoje.

2º Lugar – Em 1980 AC/DC faziam história com o álbum Back in Black. Venderam 42 milhões de discos.

3º Lugar – Eagles brilhavam com Their Greatest Hits lançado em 1976 com 41 milhões de discos vendidos.

4º Lugar – Bee Gees e Pink Floyd equiparam-se em 4º lugar. Os primeiros com o álbum “Saturday Night Fever e Pink Floyd com The Dark Side os the Moon em 1973. Ambas as bandas chegarm aos 40 milhões de discos vendidos.

5º Lugar – O único Meat Loaf com Bat Out of Hell vendeu 37 milhões no ano de 1977.

6º Lugar – Com grandes êxitos, The Beatles venderam em 1967 cerca de 32 milhões de cópias com o álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band. Também neste lugar encontramos com o mesmo numero de álbuns vendidos, Led Zepplin com Led Zepplin IV em 1971 e a banda sonora do filme Dirty Dancing em 1987.

7º Lugar – Com 31 milhões de discos está Celine Dion que estreou Let’s Talk About Love em 1997.

8º Lugar – Com The Beatles e Bee Gees (imparáveis também com o mesmo numero de álbuns vendidos), Dire Straits lançavam Brothers in Arms em 1985 e vendiam 30 milhões de cópias.

9º Lugar – Michael Jackson espanta novamente com Bad em 1997 com 29 milhões de álbuns.

10º Lugar – Os muito experientes Bon Jovi com o fantástico álbum Slippery when wer em 1986 com 28 milhões de discos vendidos.

Se estes 10 lhe parecem pouco num leque tão alargado de bandas, saiba que muitos se seguem. Encontrará na lista dos que se seguem, bandas como Queen, Whitney Houston, Santa, Britney Spears, Madonna, Metallica, George Michael, Mariah Carey, Leonel Richie, Tina Turner e naturalmente U2.


Carla Horta

Título: Os Albuns Mais Vendidos de Sempre

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

638 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    13-05-2014 às 20:14:15

    Muitos deles não me apetece, mas é o que a maioria gosta e curte. Eles nunca ficam por baixo.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    13-09-2012 às 16:42:52

    Sou daquelas pessoas que refere no início do seu artigo. Não é que goste de bandas que ninguém conheça (Talking Heads e os Sparks são as minhas brandas favoritas e são relativamente bem conhecidos, especialmente a primeira), mas gosto de bandas que vão alterando e alternando estilos. No entanto, não posso dizer que não gosto de algumas músicas dos álbuns que apresenta como os mais vendidos, ainda que para o meu gosto sejam algo mainstreem.

    ¬ Responder

Comentários - Os Albuns Mais Vendidos de Sempre

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios