Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Música > Paredes Vazias, Ordem Perdida!

Paredes Vazias, Ordem Perdida!

Categoria: Música
Comentários: 2
Paredes Vazias, Ordem Perdida!

Empty Walls, música de Serj Tankian, possui uma mensagem ideológica bem forte. Apesar de retratar a realidade americana, com seu vício militar de enviar soldados para países estrangeiros (que muitas vezes retornam em caixões para suas famílias), podemos paralelizar o conceito do vídeo/letra com a realidade brasileira.

Soldados podem ser nossos policiais, que ganham uma quantia irrisória pelo risco que correm apenas pelo fato de carregarem o título de homens da lei. Muitos morrem pela farda e seus entes choram suas perdas. E ambas as crianças crescem com os fantasmas da violência. Lá atentados. Aqui uma mistura de guerra civil (facções disputando poder) com o Estado medindo forças com os foras da lei. Por vezes, vemos que os bandidos possuem armamentos dignos de guerra.

Este vídeo em especial, nos deixa um pensamento bem profundo: que mundo queremos que nossos filhos, netos, sobrinhos e afins cresçam? Não dá para admitir que é normal e aceitável.

Selvageria nunca pode ser vista como sinônimo de normalidade.
A violência corrói os valores que os pais tentam passar para seus filhos. Esses ensinam que é errado matar e roubar e o governo, a autoridade, matando e roubando. Lá, invadindo o território alheio para usurpar o petróleo. Aqui, governantes enfiam descaradamente nossos impostos em malas e cuecas. A cúpula de segurança manda subir os morros sem uma operação bem amarrada, o que quase sempre resulta em uma bala perdida acertando um inocente.

Como música também é bom de se escutar. Fica a dica!Serj Tankian é um compositor e cantor de muita inteligência e engajado em questões políticas e ambientais. Os seus ancestrais armenos e o genocídio sofrido por eles pode justificar um pouco de todo esse sentimento de "dever em lutar pela justiça".
Também vocalista da banda System of a Down, mais conhecida por SOAD pelos fãs ou simplesmente: system. Foi responsável pela composição de grandes sucessos da banda como Toxicity e Chop Suey, na parceria com Daron Malakian (vocais e guitarra), Shavo Odadjian (baixo) e John Dolmayan (bateria).

Deixo o link do vídeo para exemplificar o que eu estou falando. As vestimentas também são bem interessantes para quem se interessa por moda!


Amanda Maldonado

Título: Paredes Vazias, Ordem Perdida!

Autor: Amanda Maldonado (todos os textos)

Visitas: 0

537 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoFernando

    13-07-2014 às 01:09:11

    Interessante música....diferente do meu gosto...valeu

    ¬ Responder
  • Amanda MaldonadoAmanda Maldonado

    13-07-2014 às 17:44:50

    Obrigada, o intuito maior era de provocar reflexão Como foi a música que me trouxe reflexão, resolvi inseri-la.

    ¬ Responder

Comentários - Paredes Vazias, Ordem Perdida!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios