Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Material Escritório > Tinteiros novos versus recarregáveis – qual a melhor opção?

Tinteiros novos versus recarregáveis – qual a melhor opção?

Visitas: 2
Tinteiros novos versus recarregáveis – qual a melhor opção?

Quando o tinteiro da sua impressora chega ao fim é altura de o substituir. Nesse momento poderá optar por comprar um tinteiro original novo então procurar uma solução mais em conta – tinteiros recarregáveis.

Como é fácil de perceber os tinteiros recarregáveis são muito mais ecológicos, uma vez que a sua embalagem é reaproveitada, ao contrário dos outros tinteiros em que a embalagem vai parar ao lixo após uma única utilização.

Normalmente os tinteiros recarregáveis podem ser recarregados/reconstruídos/regenerados entre 10 a 15 vezes, e ainda assim manter os mesmos padrões de qualidade dos tinteiros novos. Obviamente que mais cedo ou mais tarde vão acabar por deixar de poder ser reutilizados, no entanto, multiplique estes números pelos milhões de tinteiros que são utilizados em todo o mundo e tente imaginar a redução na quantidade de lixo que isto representa.

Desde que sejam utilizadas tintas e toners de boa qualidade, você não notará qualquer diferença na qualidade de impressão. Além disso, se for necessário reconstruir alguma parte danificada do tinteiro ou cartucho, existem no mercado todos os componentes necessários para realizar essa tarefa com sucesso.

Os tinteiros recarregáveis são também submetidos a testes rigorosos de forma a garantir a sua fiabilidade e qualidade, tal como acontece com os tinteiros novos.

Em termos de preço a diferença pode ser bastante significativa e ao comprar tinteiros recarregáveis poderá poupar um montante considerável. Dependendo dos pontos de venda, um tinteiro recarregável pode chegar a custar até 30 a 50% menos que um tinteiro novo.

Para quem tem que realizar um grande volume de impressões diariamente, como é o caso das empresas e também algumas pessoas, torna-se muito rentável optar por tinteiros recarregáveis, e existem empresas que fazem a recolha dos tinteiros recarregáveis, realizam o processo de recarregamento/regeneração e voltam a entregar os tinteiros nas instalações.

Como pode ver existem várias vantagens em escolher tinteiros recarregáveis, principalmente vantagens de índole ambiental e económica.


Carlos Vieira

Título: Tinteiros novos versus recarregáveis – qual a melhor opção?

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 2

642 

Imagem por: Sir Adavis

Comentários - Tinteiros novos versus recarregáveis – qual a melhor opção?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Imagem por: Sir Adavis

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios