Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > O que é Vintage

O que é Vintage

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Vestuário
Comentários: 3
O que é Vintage

Já se apercebeu como a moda volta de tempos, a tempos!? Aquilo que a sua avó usava e que nos anos 20 estava no auge, volta hoje a usar-se e diga-se a verdade, sem grandes alterações, que supostamente deveriam ter acontecido com o tempo.

Não é tanto que as roupas retro estejam na moda, mas sim o feeling que estas podem trazer ao seu guarda-roupa, ou seja, o que se está a dar é um revivalismo não só no mundo na moda mas também noutras áreas do nosso quotidiano. Os vestidos com cinturinha de vespa e os saiotes que fazem elevar o volume da saia estão a usar-se como gelados nas mãos das crianças em pleno verão.

Podemos considerar que os cintos a demarcar a cintura, os óculos de sol evocativos dos anos 60 e 70, os anéis de cocktail, colares de pérolas e relógios antigos, são alguns dos acessórios que podemos encontrar nos estilos que vemos no nosso dia a dia e que são um exemplo concreto do revivalismo na moda que se chama de Vintage.

As bolinhas e os lacinhos, tal como as fitinhas na cabeça e um milhão de outros adereços completam a indumentária usada nos dias de hoje por tantas mulheres. Dar um ar contido e novato começa a ganhar fãs e cada vez mais se reconhecem estilos retro pelas ruas de todas as cidades.

Mas onde encontrar estas peças cheias de história e tão na moda nos dias de hoje? Existem vários sites da especialidade, pelo que muito facilmente consegue encontrar onde fazer compras deste tipo de roupa on-line. Se não gosta de fazer compras on-line, pode sempre procurar na internet onde estão as lojas de roupas vintage.

Muitas destas lojas vendem autênticas relíquias com mais de 80 anos, e em extraordinário bom estado de conservação. Algumas roupas mais caras do que outras, até porque muitas delas são de estilistas, que já na altura faziam furor nas passerelles.

Se não gosta de roupas usadas e se o facto de ir vestir uma peça de roupa que alguém que não conhece já usou, saiba que nestas lojas também encontra roupa nova com o mesmo estilo e glamour de outros tempos.

Em alternativa, muitas pessoas há que desenham as suas próprias roupas e que de seguida levam os seus desenhos a uma costureira. Se conseguir encontrar uma boa costureira, poderá dar asas à sua imaginação e apostar em peças de roupa vintage totalmente exclusivas, ou cópias perfeitas de peças de que gostou.

Adotar por um estilo vintage permanente, está na moda, mas pode também optar por umas quantas peças que misturadas com o que tem no seu guarda-roupa atual vão ficar muito bem.

Vestir de forma retro, pode ser muito mais do que um estilo de vestir. Pode ser um estilo de vida. Uma moda que vai mais além da roupa que se usa e que começa a ocupar o dia a dia de muitas e muitas mulheres.


Carla Horta

Título: O que é Vintage

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

635 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoWallace Randal

    13-09-2012 às 18:46:00

    Muito bom seu texto! A moda vintage é demais. Sou apaixonado por tattoos old school, pin-ups e decorações antigas. Além de ser muito estiloso, a história por trás dos simbolismos, roupas, música e acontecimentos são muito interessantes e é um grande campo para aprofundamento. E como você (Carla) disse, as comprar online são uma boa opção, seja pra roupas, acessórios, ou até pra encontrar uma loja bacana perto de casa.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla Horta

    07-09-2012 às 23:48:01

    Esta moda tem ganho tantos "amantes" que são muitas as lojas onde se encontram as famosas e bastante originais lojas vintage. Procure na internet e vai encontrar um mundo de sítios (quer lojas, quer sites) com esta moda tão na moda.

    ¬ Responder
  • palomapaloma

    21-08-2011 às 00:36:44

    Achei muito legal a materia, e principalmente porque eu adoro roupas retro.
    continue com essas materias e criatividade legal.
    abraços

    ¬ Responder

Comentários - O que é Vintage

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios