Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Está desempregado? Aposte no seu futuro!

Está desempregado? Aposte no seu futuro!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Empresariais
Comentários: 1
Está desempregado? Aposte no seu futuro!

O currículo é o “passaporte” para uma primeira entrevista de emprego, logo deve ser o mais completo possível.

A existência de “tempos mortos” entre um emprego e o outro podem ser difíceis de explicar, porque se por um lado não existem ofertas de emprego, por outro existe sempre atividades com que pode ocupar o sem tempo investindo em formação e enriquecendo o seu currículo.

Por vezes para contornar a questão dos “tempos mortos” há que fazer alguns sacrifícios, como ter de aceitar estágios ou empregos com condições pouco aliciantes, mas todas estas experiências são importantes para alcançar o emprego que deseja.

Todos os conhecimentos adquiridos ser-lhe-ão muito úteis, pois para alem do empregador perceber que é uma pessoa ativa e com objetivos, ajuda-o a traçar o seu perfil e a encontrar motivos para o contratar.

Apresento algumas sugestões de enriquecimento profissional:

- Aprender ou aperfeiçoar uma língua estrangeira;
- Frequente um curso de informática ou tecnologias da informação;
- Participe em atividades culturais, conferências, workshops;
-Compre revistas especializadas da sua área, ponha-se a par de todas as evoluções no mercado;
- Se tem interesse nalguma empresa aprenda tudo sobre ela
-Arranje um part-time, de preferência na sua área, se não, um que lhe possibilite aprender uma atividade/profissão cujos conhecimentos possa vir a utilizar mais tarde;

O importante é ter uma visão a longo prazo. Nem sempre as oportunidades que aparecem são as melhores, mas para além da experiência que cada uma proporciona, elas fomentam outras oportunidades.

Estar parado equivale a perder tempo e experiência. Um período, mesmo que pequeno, sem nenhuma ocupação é difícil de explicar, porque não há uma linha contínua. Uma paragem é um lapso no currículo que o obriga a ter de se justificar. O que só vai desviar a entrevista do que realmente interessa.

Um currículo claro e auto-explicativo é a melhor forma de captar o interesse do empregador. A escolha de uma profissão, de um curso, por si só não basta. As exigências atuais premeiam a diversificação de conhecimentos e competências e a formação contínua.

A procura da credibilidade e do respeito na sua profissão e na sua área obriga-o a ser fiel a uma linha de atuação, que não é mais do que a sua marca. É isso que um empregador procura no seu currículo.

O futuro começa a traçar-se no presente.

Não deixe de investir em si e principalmente não desista de alcançar os seus objetivos e desejos profissionais.


Mara Fernandes

Título: Está desempregado? Aposte no seu futuro!

Autor: Mara Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

627 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    04-07-2014 às 22:00:58

    Certa vez, li num texto na internet que se a pessoa está desempregada ela tem que procurar trabalho nas 8h do dia, se quiser encontrar um bom trabalho logo, logo. Na maioria, acham que apenas entregar durante a manhã do dia já é o suficiente. Tem que ir à busca!

    ¬ Responder

Comentários - Está desempregado? Aposte no seu futuro!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios