Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Configurando o Windows 7 para capturar áudio de caixas de som ou fones de ouvido

Configurando o Windows 7 para capturar áudio de caixas de som ou fones de ouvido

Categoria: Informática
Configurando o Windows 7 para capturar áudio de caixas de som ou fones de ouvido

A maioria dos novos computadores e notebooks possuem em sua lista de programas padrão alguns softwares capazes de gravar o som de, por exemplo, conversas feitas via VoIP. Mas, geralmente um software que consegue registrar o áudio de vídeos ou games não acompanha o pacote de programas pré-instalados no sistema operacional. Quando essa situação ocorre, é necessário recorrer a downloads de aplicativos que consigam executar essa tarefa.
O que poucos usuários sabem é a capacidade do Windows 7 em realizar essa atividade, bastando apenas algumas configurações no Painel de Controle. Mas fique ciente de uma coisa:

Existem alguns softwares que criam um bloqueio no conteúdo de mídia dos arquivos, tornando impossível a captura do áudio do mesmo por meio desse recurso. Outro fator é o cuidado necessário com o compartilhamento do arquivo de áudio, que foi gerado a partir das capturas realizadas. Pois isso pode ser considerado pirataria resultando em grandes problemas.

Ciente disso, saiba como configurar seu Windows 7 para realizar tal proeza.

Configurações a serem realizadas

Para começar a realizar o procedimento, vá ao menu “Iniciar” e clique sobre a opção “Painel de Controle” escolhendo, a seguir, o item “Som”. Uma nova tela se abrirá e nela clique na aba “Gravação”. Nessa aba, você poderá visualizar todos os periféricos que estão conectados ao computador e habilitados para o uso, além de saber qual é o dispositivo padrão para a gravação de áudio (geralmente é o microfone, quando há um conectado ao micro).

Agora você irá mudar essa configuração para ativar a captura de áudio externo, selecionando o item “Mixagem estéreo”. Caso não esteja encontrando essa opção, clique com o botão direito na região branca dessa janela (abaixo das opções visíveis) e verifique se os itens “Mostrar Dispositivos Desabilitados” e “Mostrar Dispositivos Desconectados” estão marcados. Se não estiverem, clique sobre essas opções para ativá-los. Provavelmente, o item “Mixagem estéreo” aparecerá na lista de opções de dispositivos.

Agora você deve clicar com o botão direito do mouse em cima desse item e marcar a opção “Definir como dispositivo padrão”. Depois de feito isso de “Ok” na janela e pronto, está feito.

Coloque para reproduzir o arquivo que você quer capturar o áudio e utilize o Gravador de Som do Windows para gravar o áudio.


Lucas Souza

Título: Configurando o Windows 7 para capturar áudio de caixas de som ou fones de ouvido

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 0

766 

Comentários - Configurando o Windows 7 para capturar áudio de caixas de som ou fones de ouvido

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios