Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Novo iPad é lançado na China

Novo iPad é lançado na China

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Informática
Novo iPad é lançado na China

Nesta sexta-feira, dia 20, a China recebeu o lançamento oficial da nova versão do tablet da Apple. O lançamento do aparelho não gerou confusão como de costume, fazendo com que os fãs que estavam na fila das lojas em Xangai e Pequim ficassem impressionados e surpresos com a situação.

Um pouco antes de a Apple lançar a nova versão de seu aparelho, a empresa comprou uma companhia que fica localizada em Shenzhen, na China, por 60 milhões de dólares. O intuito desse investimento foi para acabar com uma disputa que ocorria quanto a marca registrada iPad na China. Esse novo tablet traz uma tela mais nítida e câmera com maior qualidade que as versões anteriores.

Para evitar o transtorno de seus clientes chineses, a Apple utilizou um sistema de reserva online, diminuindo o fluxo de pessoas em suas lojas. Em alguns lançamentos passados como, por exemplo, no do iPhone 4S em janeiro desse ano, futuros clientes ficaram o dia todo na fila para adquirir seu produto, gerando o transtorno de todos. O resultado disso foi um ataque de ovos na loja da Apple em Pequim.

Na China, a rede de lojas da empresa da maça está perpetuando, pois a empresa pretende aumentar o número de lojas, mesmo já tendo duas lojas em Pequim, uma em Hong Kong, três em Xangai, além de vários vendedores autorizados. Segundo informações do governo chinês, a companhia possivelmente abrirá mais duas lojas: uma em Chengdu e outra em Shenzhen.

Os produtos da Apple têm uma demanda tão alta que muitas pessoas acabam comprando de revendedores não autorizados (produtos contrabandeados, na maioria das vezes), ou em lojas pela internet que, em alguns casos, vendem produtos importados do mercado paralelo. Até mesmo em shopping centers, alguns fãs da empresa conseguem comprar os produtos com facilidade.

Segundo o presidente executivo da Apple, a China é um foco de venda muito importante para a empresa, pois as vendas combinando o mercado da China continental, Hong Kong e Taiwan triplicaram e trouxeram o lucro para a companhia de 7,9 bilhões de dólares, somente no segundo trimestre fiscal da empresa que encerrou no dia 31 de março.


Lucas Souza

Título: Novo iPad é lançado na China

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 0

612 

Comentários - Novo iPad é lançado na China

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios