Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Mais eu me mordo de ciúmes!!!

Mais eu me mordo de ciúmes!!!

Categoria: Outros
Mais eu me mordo de ciúmes!!!

Nos dias de hoje as relações estão cada vez mais fluídas e complicadas. No entanto existem meios de se manter uma boa relação, mesmo nesses dias conturbados e modernos, das redes sociais e aplicativos de encontros que aparentemente existem somente para causar ciúmes entre os casais. Seguem nesse artigo 10 dicas para controlar os ciúmes e viver em pleno amor.

1- Confiar.
A primeira dica é a base na verdade de qualquer relacionamento, seja ele moderno ou não. É preciso que haja confiança. Lembre sempre. Confiança! Mesmo que você esteja longe do seu parceiro/parceira, você deve confiar nele (a).

2- Dar liberdade.
Depois que você conseguiu ter um pouquinho de confiança pelo menos siga para o seguinte passo. De liberdade ao seu parceiro. Pois quanto mais liberdade você der, mais confiança você terá. E de quebra você ainda terá mais liberdade também o que ajuda a evitar ataques de ciúmes reciprocamente.

3- Estar à vontade.
É muito bom para a sua relação quando os dois sentem-se confortáveis um com o outro, pois quando se está à vontade, significa que existe a confiança mútua que é mais que simples confiança, e que é o melhor remédio para o ciúme.

4- Conversar.
Outro ponto extremamente necessário é o diálogo contínuo e constante. Ajuda a evitar ciúmes e ainda é bom para manter o casal afinado qual aos gostos um do outro. E esse ponto ainda se aplica quando houver uma situação de ciúme. Pergunte, converse com seu companheiro para não dar ouvidos a fofocas que só trazem coisas ruins.
5- Conhecer.

Saiba quem são os amigos de seu namorado, seja amiga deles também. Conheça e vá aos lugares que o seu parceiro gosta. Descubra os costumes e hábitos favoritos dela para que invés de ciúme você sinta segurança, pense no que ele gosta de fazer quando não está com você. Isso tudo ajudará você a ficar mais tranquila e ajuda a diminuir o ciúme.

6- Sentir-se seguro/segura.
Esteja em paz com o seu eu interior. E tenha segurança em si mesmo. Pois a insegurança é a maior aliada do ciúme. Troque pensamentos como: “ Ela vai me deixar”, por “ Ela está comigo e comigo irá ficar, por que gosta de mim!”. Evite pensamentos negativos sobre o seu parceiro, pense que em todos os momentos ele estará pensando em você. Com isso ele nem terá tempo para fazer qualquer coisa que te desagrade ou que seja motivos para ciúmes. Sentir segurança em si mesmo é igual a não sentir ciúmes.

7- Confiar em si mesmo/mesma.
Seja responsável para com o seu parceiro. Muito se diz que quem sente muito ciúme é por que está fazendo coisa errada. E nisso tem um pouco de verdade. Se você não está traindo, por que achar que ele está? Confie nos seus atos para poder confiar nos atos dos outros.

8- Confessar seus sentimentos.
Abra o seu coração, mas sem agressividades. Diga ao seu amor o quanto você a ama e que, por isso gostaria de estar mais presente na vida dela, ou dele, quando se está na defensiva é mais fácil de tratar com situações de ciúme exagerado.

9- Assumir o ciúme para controlá-lo.
Assuma para si mesmo e para sua companheira que você sente ciúmes e que isso é um bom sinal, quando não é exagerado, pois significa que você gosta dela e tem medo de perdê-la. Então peça ajuda e acabem com o ciúme juntos. Podem deixar um pouquinho apenas para demonstrar que a paixão nunca se apagou.

10- Amar-se acima de tudo.
Ame-se antes de começar qualquer relacionamento, e saiba onde você está se metendo quando iniciar um namoro. A relação a dois, nem sempre é harmônica, mas com o tempo e o amor pode ser maravilhosa, contudo lembre-se de continuar se amando quando já estiver na relação e se perceber que está sendo enganado ou enganada, parta para outra. Nunca se machuque para permanecer em uma relação que não lhe faz bem.


Jhon Erik Voese

Título: Mais eu me mordo de ciúmes!!!

Autor: Jhon Erik Voese (todos os textos)

Visitas: 0

5 

Comentários - Mais eu me mordo de ciúmes!!!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um caminho para curar o transtorno alimentar

Ler próximo texto...

Tema: Saúde
Um caminho para curar o transtorno alimentar\"Rua
De acordo com um relatório divulgado em novembro de 2014 pelo Comitê Permanente sobre o Status da Mulher, entre 600 mil a um milhão de canadenses cumprem os critérios diagnósticos para um transtorno alimentar em um dado momento. Problemas de saúde mental com ramificações físicas graves, anorexia e bulimia são difíceis de tratar.

Os programas públicos de internação frequentemente não admitem pacientes até que estejam em condição de risco de vida, e muitos respondem mal à abordagem em grupo. As clínicas privadas costumam ter listas de espera épicas e custos altos: um quarto custa de US$ 305 a US$ 360 por dia.


Corinne lutou juntamente com seus pais contra a bulimia e anorexia por mais de cinco anos. Duffy e Terry, pais de Corinne, encontraram uma clínica na Virgínia. Hoje, aos 24 anos, ela é saudável e está cursando mestrado em Colorado. Ela e seus pais acreditam que a abordagem holística, o foco individualizado e a estrutura imersiva de seu tratamento foram fundamentais para sua recuperação.

Eles sabem que tinham acesso a recursos exclusivos. "Tivemos sorte", diz Duffy. "Podíamos pagar por tudo." Mas muitos não podem.
A luta desta família levou-os a refletir sobre o problema nos Estados Unidos. Em 2013, eles fundaram a Water Stone Clinic, um centro privado de transtornos alimentares em Toronto. Eles fazem yoga, terapia de arte e participam na preparação de refeições, construindo habilidades na vida real com uma equipe de apoio empática. Os programas funcionam nos dias da semana das 8h às 14h, e até agora, não tem lista de espera. Porém essa abordagem é onerosa: aproximadamente US$ 650 por dia.

A família criou a Fundação Water Stone - uma instituição de caridade que fornece ajuda a pacientes que não podem pagar o tratamento. Os candidatos são avaliados por dois comitês que tomam uma decisão baseada na necessidade clínica e financeira. David Choo Chong foi o primeiro a se beneficiar da fundação. Ele havia tentado muitos programas, mas nenhum foi bem sucedido. A fundação pagou metade do tratamento. Dois anos depois, Choo Chong, feliz e estável diz "Water Stone me ajudou a encontrar quem eu sou".

Pesquisar mais textos:

Roberta Darc

Título:Um caminho para curar o transtorno alimentar

Autor:Roberta Darc(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios