Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Kit de sobrevivência para um apocalipse zombie

Kit de sobrevivência para um apocalipse zombie

Categoria: Outros
Visitas: 30
Comentários: 7
Kit de sobrevivência para um apocalipse zombie

Hoje vamos falar acerca de como sobreviver a um apocalipse zombie
É verdade que as hipoteses de tal coisa acontecer são pequenas mas mais vale prevenir que remediar.

A primeira coisa que temos de ter é um Kit de Sobrevivência, composto por lanterna LED recarregável por dínamo (a lanterna a pilhas terá uma utilização limitada e ninguém gostaria de ser atacado por um zombie por causa da falha de umas pilhas; um sistema de recarregamento solar inplica ter luz directa do sol, o que pode não acontecer), rádio recarregável (ou um rádio-lanterna como este: http://portuguese.alibaba.com/product-gs/rd-300-2012-hot-portable-dynamo-rechargeable-radio-with-flashlight-510034781.html), faca serrilhada ou “canivete suiço”, vela (as de sebo podem ser comidas em caso de emergência), fósforos à prova de água, conjunto de costura, comprimidos purificadores de água (filtros de café podem ser também úteis, para filtrar partículas maiores), bússola, espelho, serra de arame (pode ser usada como arma), permanganato de potássio (tem várias aplicações desde anti-séptico a uma espécie de antibiótico quando dissolvido em água, mas cuidado, pode ser fatal), pederneira, arame, anzol e linha, fita cola, mapas e saco de plastico. com excepçao do radio da lanterna e da faca este kit cabe numa caixa aproximadament do tamanho da de um tablet.

Este e o kit que deve andar sempre na nossa presença.

Devemos também ter uma mochila de boa capacidade, com um conjuntoo de primeiros socorros, pá dobrável, comida calórica (“MRE” e barras energéticas são boas escolhas) e água para 3 a 5 dias, papel higiénico e alguma roupa. Aconcelho tambem óculos e máscaras de protecção, roupa leve que nao impeça o movimento e hablidade de fugir. Uns ténis também irão ajudar a movimentação. Devem também ter um casaco e se forem dos sortudos um colete à prova de bala para eventuais conflitos armados ou fogo cruzado.

Em relação a armamento, à primeira vista armas de fogo seriam a melhor escolha mas ninguém pode garantir que os zonbies nao são atraídos pelo som. Além disso, uma arma de fogo implica manutenção mais ou menos regular e, mais importante, munições. Podem, no entanto, manter uma arma de fogo à vossa escolha, com um calibre comum para que seja mais fácil arranjar munições. Tenham também à mão 2 a 3 caixas de carregadores suplentes, uma besta ou arco (as flexas são recuperáveis e podem ser produzidas de variados materiais em caso de emergência), um machete ou faca de mato e um machado (o machado pode ser transportado na mochila e também serve para arrombar porta ou cortar uma árvore para lenha ).

Estas são as noções básicas do que devem ter no caso de um apocalipse zombie – ou qualquer outro tipo de catátrofe destructiva, como guerras, catástrofes naturais, entre outras. Podem personalizar os vossos kits. No entanto, num apocalipse zombie mantenham duas coisas em mente: primeiro, mantenham-se em grupo, pois sozinhos não durariam muito; segundo… apontem à cabeça!


Patrícia Carvalho

Título: Kit de sobrevivência para um apocalipse zombie

Autor: Patrícia Carvalho (todos os textos)

Visitas: 30

797 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 7 )    recentes

  • carolina

    30-09-2014 às 12:03:34

    boa tarde
    gostaria de saber onde posso comprar 100 kits? e qual o valor?
    obrigada!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    01-10-2014 às 00:39:11

    Olá, boa noite!
    Há este kit de sobrevivência bem em conta, segue o link:
    http://www.thinkgeek.com/product/13a6/?pfm=Search

    ¬ Responder
  • Briana AlvesBriana

    26-07-2014 às 21:00:57

    Bem práticos esses kits de sobrevivência. Realmente, pensamos que tudo está normal, mas nunca está. Devemos ser prevenidos e sermos também vigilantes!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãovinicius

    06-12-2012 às 17:09:03

    voces tem que assistir the walking dead

    ¬ Responder
  • Adrian

    23-10-2012 às 14:59:02

    RS* Cara vc tá assistindo mto filmes, isso é mal, rs* Vou relevar em considerações as outras chances de haver uma possivel guerras, catástrofes naturais, entre outras.

    ¬ Responder
  • Patrícia CarvalhoPatrícia Carvalho

    16-05-2014 às 20:06:40

    Tal como eu disse no fim do post: "Estas são as noções básicas do que devem ter no caso de um apocalipse zombie – ou qualquer outro tipo de catátrofe destructiva, como guerras, catástrofes naturais, entre outras" ;)

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoWallace Randal

    13-09-2012 às 13:47:59

    Temos que tomar cuidado com os tipos de zumbis. Se forem aqueles que se arrastam e não estão dotados de uma fome dilacerante, tudo bem, pode ser um apocalipse fácil. Mas se forem aqueles que correm desesperadamente e estraçalham, então a coisa está feia. Ainda há os que se regeneram de algum modo, neste caso já se pode considerar guerra perdida.

    ¬ Responder

Comentários - Kit de sobrevivência para um apocalipse zombie

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios