Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Apocalipse Introdução Capitulo II

Apocalipse Introdução Capitulo II

Categoria: Outros
Visitas: 6
Comentários: 1
Apocalipse Introdução Capitulo II

Como foi falado na 1º Parte

Na Bíblia diz que apocalipse significa revelação, por outras palavras “deus vai agir na história, julgando e destruindo o mal, para implantar definitivamente o seu Reino entre os homens.”

Como disse também na 1º Parte da minha introdução sobre o Apocalipse o título deste assunto tem varias adaptações, pois este tema é um tema de compreensão difícil, pois faz uso de imagens, símbolos, figuras e, números misteriosos, e como tal nada melhor para começar a comentar / argumentar sobre este assunto vamos usar os textos Bíblicos e tentar tira uma abordagem sobre este tema de forma mais fidedigna possível.

Comecemos então pela introdução do texto do apocalipse onde o autor dessa introdução diz o que significava o nome “Apocalipse” e explica por alto o que vai acontecer pormenoriza mente a intervenção de deus na história, como já foi escrito no inicio do texto, o autor tem dois grandes motivos para emitir/enviar a sua mensagens às comunidades cristãs (igrejas) nomeadamente da asia menor.

Os dois grandes motivos foram:

1º Sincretismos Religioso
2º A dominação Romana e a Religião Imperial

O sincretismo Religioso como o nome o diz sincretismo significa a união/fusão de filosofias e crenças, neste caso a religião cristã. É bom lembrar que na época de João (Apostolo de Jesus Cristo) que escreveu esta mensagem a comunidade cristã estava a dar os seus primeiros passos, e com tal esta mensagem que relata na Bíblia, vai ter como objectivo de criar uma fé forte nas 1º Comunidades Cristãs, e por consequência as restantes, e também de dar moral a quem defender a causa cristã contra a perseguição e tirania dos romanos à religião Católica.

Tendo também acontecido outros feitos históricos que podiam abafar por esquecimento a Religião Cristã.

A dominação romana é a Religião imperial como disse na 1º razão a perseguição e tirania dos romanos a religião cristã, foi um motivo de tentar ganhar fama e gloria derrotando as culturas antigas dos povos vencidos, e assim transferir o poder e gloria deles entre outras coisas para os títulos dos Imperadores Romanos. E se conseguissem isso totalmente estava praticamente garantido, a consolidação do império, pois ninguém, tinha argumentos, morais, e para além de forças para se revoltar contra os imperadores romanos tentaram por esse motivo por tirania, por consolidação entre outras coisas já descritas.

O maior ou um dos maiores dogmas da civilização é:

Será que o apocalipse só existiu nessa altura?

Será que o Apocalipse esta ainda acontecer desde da mensagem de João?

Será que o Apocalipse esta só agora acontecendo?

Será que Existe mais que um Apocalipse, até a Humanidade começar a cumprir o plano de deus cujo é “implementar o seu Reino entre os homens.”

No próximo capitulo continuaremos analisar sobre este assunto.


André_o_comentador

Título: Apocalipse Introdução Capitulo II

Autor: André_o_comentador André_o_comentador (todos os textos)

Visitas: 6

614 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Djáffia Wellen

    02-10-2015 às 02:58:36

    OLÁ AMIGO,quem pintou essa obra DOS 4 CAVALOS DO APOCALIPSE?

    ¬ Responder

Comentários - Apocalipse Introdução Capitulo II

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios