Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Criogenia- Ciência da congelação

Criogenia- Ciência da congelação

Categoria: Outros
Visitas: 10
Criogenia- Ciência da congelação

A ciência está sempre em constante evolução e transformação, trazendo á luz novas descobertas e conhecimentos.

Antigamente era impensável saber que era pssível preservar a vida sob as mais variadas formas à custa do complexo processo de congelamento a um nível atómico.

Nos dias de hoje descobriu-se o fabuloso e desafiante mundo do ultrafrio, graças á nova ciência chamada criogenia ou ciência da congelação.

Em termos mais simples, a criogenia é a ciência do extremamente frio, em que é opossível congelar pessoas ou animais mortos, na esperança de uma reanimação futura, a chamada criogenização.

Na verdade ela é uma alternativa ao enterro, e estuda as propriedades e aplicações de líquidos, materiais e ambientes extremamente frios.

Quando se fala em ambientes frios, refere-se a temperaturas abaixo de 150 graus Celsius, que constitui o estado mais frio da matéria. Mas, os investigadores, para obterem temperaturas mais baixas, têm de alterar os estados naturais dos gases, como o hélio e o azoto, dois dos elementos mais abundantes no universo.

O azoto é um gás à temperatura ambiente, mas graças À criogenia, é possível baixar a sua temperatura, tornando-o um líquido superfrio, fácil de armazenar e transpoertar em tanques vácuos.

È evidente que tudo isto só é possível, graças à Física, que é capaz de arrefecer os gases, usando permutadores de calor. Depois de arrefecido e comprimido, o ar é pulverizado para um grande tanque de armazenamento, baixando drásticamente a temperatura até ficar liquefeito. Em seguida o ar é destilado e separado dos elementos que o compõem, como o azoto, xigénio, hidrogénio e hélios líquidos.

Estes líquidos arrefecidos são os conhecidos refrigerantes, de temperaturas artificialmente baixíssimas.

Estes resultados foram de tal modo revolucionários, que foi possível, graças aos motores de combústivel líquidos, fazer um voo espacial. Estes combustíveis líquidos podem inclusivamente arrefecer foguetes sobreaquecidos.

Além disso é possível, através desta ciência, arrefecer certos metais e compostos quimicos que conduzem a eletricidade sem perca de energia.
A crigenia é uma ciência fantástica, em virtude de oferecer uma forma eficaz e segura de preservar amostras de tecido vivo, em laboratórios, bancos de sangue, hospitais e clínicas, que congelam óvulos, embrióes, bactérias, vírus e tecidos vegetais.

Estas células vivas armazenadas a temperaturas criogénicas, ficam animadase a salvo da morte ou deterioração das células.

Deste modo, é possível após vinte anos, serem descongeladas e usadas com sucesso na fertilização in vitro. È o caso do esperma e embriões de milhares de espécies animais e vegetais que são congeladas durante muito tempo.

Em todo o mundo, biólogos e cientistas, estão a preservar amostras, para criar uma espécie de "Arca de Noé", de espécies ameaçadas de extinção, a fim de as preservar no futuro.

Esta é sem dúvida a mais espetacular transformação que é possível fazer através da ciência da congelação ou ultrafrio.


Pedro gil Ferreira

Título: Criogenia- Ciência da congelação

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 10

698 

Comentários - Criogenia- Ciência da congelação

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.