Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A Ciência Da Destilação

A Ciência Da Destilação

Categoria: Outros
Visitas: 2
A Ciência Da Destilação

Separar misturas químicas é usual, desde a idade Média, sobretudo com os gregos que já transformavam água do mar em água potável.

Esta foi, com efeito uma descoberta revolucionária que nos permitiu produzir gasolina a partir de crude ou vodka, ou até mesmo de batatas.

A destilação permitiu que se extraíssem óleos e ungentes de fores e ervas para fazer medicamentos ou perfumes. Tal como permitiu transformar cerveja e vinho caseiros em bebidas espirituosas e refinadas, a que chamam agora, aqua vitae, ou melhor dizendo água da vida.

Ainda hoje, a destilação, continua a ser um processo químico crucial , para isolar compostos de uma solução misturada. O seu pressuposto é de que cada composto molecular, tem os seus pontos de ebuliçao e compensação, sendo que este é atingido quando a pressão e o vapor de um líquido, iguala a pressão atmosférica sobre ele, permitindo que as moléculas escapem do líquido.

Deste modo, é possível produzir bebidas álcoolicas, gasolina, perfumes,petróleo refinado, água destilada e inclusivamente separar o ar.

Este pode ser separado do azoto, oxigénio, árgon, através da destilação criogénica, em que as temperaturas são arrefecidas a menos de duzentos graus Celsuis, originando líquidos purificados.

O primeiro perfume foi criado por um alquimista de nome Ibn Sina, que destilou óleos essenciais para criar a famosa "água de rosas".

Atualmente os compostos para fabricar perfumes vêm de flores, ervas, resinas, e do âmbar, substância extraída dos cachalotes. Destas, nascem os perfumes incríveis que todos apreciam tanto.

No que diz respeito às bebidas alcoólicas, o seu teor de álcool não ultrapassa os 20% por volume, e os alquimistam destilam a cerveja e o vinho, para fazer o gin e o brandy, que são bebidas muito mais fortes.

O crude que é extraido do solo, tem que ser refinado por destilação, separando os componentes, como o gasóleo, gasolina e gás natural. Depois é aquecido a 600 graus e o seu vapor ascende por uma coluna de ar refrigerante. Ao atingir o ponto de ebulição, condensa-se e flui para fora da coluna.

Se fervermos água, obtem-se uma água, com baixos níveis de vestígios munerais e outras impurezas. Deste modo era feita a água potável, a partir da água do mar, sendo hoje este líquido purificado usado em baterias dos automóveis e outros sistemas eletroquímicos.
Estes são, com efeito, os principais usos da destilação, aplicados na atualidade pela alquimia, indústria e comércio.

Através da destilação é possível extraír de uma solução misturada, um único composto, seja perfume ou álcool.

Esta ciência é usada desde a antiguidade, onde se faziaam já licores populares, em especial o gin, pelos holandeses, irlandeses e franceses, perfumes destilados das flores, na Mesopotâmia, e álcool, destilado de cerveja de arroz, na China.

As transformações, provindas da destilação são inúmeras e aplicadas com grande interesse por alquimistas e, sobretudo pela farmacologia e químicos, nos laboratórios.


Pedro gil Ferreira

Título: A Ciência Da Destilação

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 2

785 

Comentários - A Ciência Da Destilação

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios