Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Ufologia

Ufologia

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 5
Ufologia

Ufologia é a ciência, ou pseudociência que estuda os fenômenos relacionados à vida extraterrestres, nos eventos de aparições de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados) e de Ets (extraterrestes). A ufologia hoje não é mas tão somente a prática de tais estudos, mas tornou-se profissão, estilo de vida, pseudociência, e organizações diversas espalhadas por todo o planeta e com grande apoio financeiro.

As bases da ufologia são a própria população, quando espalham alardes sobre aparições de OVNIs, por exemplo. Todos os anos existem milhares de pessoas que afirmam terem visto OVNIs, e cada vez mais a imprensa se interessa por esses eventos, já como estão se tornando cada vez mais aceitos e discutidos na sociedade. Outra grande base da ufologia é a própria astronomia. O telescópio Hubble nos mostrou um universo de bilhões de anos-luz, e os cientistas ainda dizem que isso é apenas uma fração de nosso universo, enquanto a maioria dos físicos teóricos acreditam em universos paralelos. Quer dizer, em um universo de dezenas de bilhões de anos-luz, em companhia de diversos outros universos, as chances de estarmos sós diminui quase infinitamente. Além do mais, só no nosso universo existem bilhões de galáxias, e em cada uma delas, existem centenas de milhares de sistemas solares.

O principal caso ufológico dos USA foi o famoso Caso Roswell. Em julho de 1947, no Novo México, nos USA, foi avistado na zona rural, um OVNI caindo. Esse OVNI se chocou contra um captador de energia eólica e foi ao chão. Grande multidão de autoridades, imprensa e curiosos se cercou ao local do evento. O exército dos USA, comunicou originalmente que era sim um OVNI, mas depois isso foi desmentido para um simples balão meteorológico. Mas dezenas de pessoas confirmaram que era sim um OVNI e que havia restos de ET falecido no local. Os ufólogos acreditam que o governo só teria mudado a história para evitar grande alarde, que mesmo assim acabou se formando. Para eles, o OVNI, juntamente com os restos mortais do ET foram levados para a Área 51, que é um centro secreto do governo norte americano para estudos, supostamente de assuntos aeronáuticos.

Já no Brasil, o caso mais famoso foi o Caso Varginha, onde um ET foi avistado em um parque por três jovens, que chamaram os bombeiros. Eles teriam o capturado, e segundo alguns, o entregue aos USA. Mas a captura não foi confirmada pelo governo brasileiro, apenas pelas testemunhas. Segundo a mãe das três jovens que testemunharam, elas teriam sido subordinadas a dinheiro, para negarem o que ocorreu, por um homem de paletó preto e de sotaque estrangeiro que as visitou.

Além desses casos, muitos outros tomaram espaço na mídia, como a suposta aparição de um OVNI durante a abertura das Olimpíadas de Londres de 2012 e outro caso em que um mesmo foi avistado em Minas Gerais por outras jovens, que filmaram-no no dia 8 de setembro de 2012. Esse caso tomou grandes proporções na mídia brasileira.

Além desses relatos modernos, os ufólogos também analisam diversos relatos antigos sobre a aparição de OVNIS e ETs há vários séculos atrás, é conhecido como Teoria dos Astronautas Antigos.

Enfim, milhares de aparições continuam sendo vistas e relatadas todos os dias, e isso só vem aumentando nos últimos anos, com o aumento do interesse da imprensa pelo assunto e também com a popularização do termo.


Diego César

Título: Ufologia

Autor: Diego César (todos os textos)

Visitas: 5

668 

Comentários - Ufologia

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios