Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > A Decoração Ao Longo Dos Tempos

A Decoração Ao Longo Dos Tempos

Categoria: Decoração
Visitas: 12
A Decoração Ao Longo Dos Tempos

Ao longo dos tempos, a decoração tem ganho novos contornos. Com a Revolução Industrial houve uma massificação dos objectos, o que levou os artistas a reclamarem pelo regresso de produtos de qualidade, feitos à mão, mas os custos de produção eram tão elevados que só estava ao alcance das classes sociais altas. Entretanto surgiu a Arte Nova, que é tida como a primeira corrente de estilo moderno do século XX. Os artistas procuravam inspiração no presente e em tudo o que os rodeava, principalmente na Natureza. Como houve uma produção maciça, muitos artigos não têm grande valor.

Em 1908 surgiu a Art Deco em Paris, que perdurou até ao fim da II Guerra Mundial. Popularizou os safaris africanos, os usos de peles de animais, marfim e madrepérola na decoração. Também os hieróglifos eram usados nos tecidos e acessórios.

Os anos 20 foram fortemente influenciados pelo glamour de Hollywood, o que marcou uma nova fase na decoração de interiores e foi quando apareceu a profissão de decorador. Seguidamente surgiu o modernismo, que mais que um estilo era uma corrente de pensamento. Os artistas acreditavam que o design de um objecto tinha que obedecer à máxima “A função precede a forma”. A escola Bauhaus, na Alemanha, tornou-se o centro deste movimento.

O período do pós-guerra ficou marcado pelo consumo desenfreado, o que é um reflexo típico depois das grandes depressões. Na decoração aderiu-se a um novo estilo de mobiliário, deitando fora o que era velho.

Os anos 60 foram aos anos loucos do flower power e da música pop, o que se reflectiu na forma de decorar os ambientes. Londres tornou-se a capital da moda e surgiu a pop art com um estilo arrojado, irreverente, acessível a todos os estratos sociais e culturais. Porém desde 1930 até os dias de hoje, que o estilo que ganhou maior notoriedade foi o escandinavo, onde se estabelece a fusão entre as linhas e os conceitos modernistas, em que os objectos são na maioria funcionais. Daqui resultam peças com formas orgânicas, de design apelativo e muito user friendly.

O expoente máximo desta corrente é a loja sueca IKEA, fundada em 1943. Outra corrente em voga é o minimalismo, fortemente influenciado pelos ambientes japoneses. A elevada qualidade dos objectos criados pela corrente de Artes e Ofícios tem como referência o preceito dos artistas orientais. No fundo a decoração reflecte uma forma de estar da pessoa e da sociedade.


Rua Direita

Título: A Decoração Ao Longo Dos Tempos

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 12

796 

Imagem por: Vinyl Design

Comentários - A Decoração Ao Longo Dos Tempos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Vinyl Design

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios