Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > Qual o aroma da sua casa

Qual o aroma da sua casa

Categoria: Decoração
Qual o aroma da sua casa

Todas as donas-de-casa já sentiram dificuldades em seleccionar o aroma certo (e mais eficaz ou duradouro) para o seu lar. De facto, proceder a limpezas rigorosas não é suficiente e a vida moderna requer maior sofisticação ao nível aromático do que o simples cheiro desinfectante dos detergentes e lixívias. Por outro lado, há que sublinhar que existem aromas que, desde os tempos mais remotos da Antiguidade Clássica eram utilizados com finalidades terapêuticas ou psicológicas, em rituais, banhos e massagens. A dona-de-casa poderá, portanto, recuperar parte deste conhecimento dos nossos antepassados e aplicá-lo com sabedoria na sua casa.

Assim, se pretender obter um ambiente mais descontraído, mais relaxante, poder-se-á optar por cheiros e fragrâncias como a camomila (eficaz no combate às insónias), a salva (relaxante e com efeitos anti-depressivos, bem como desinfectantes), a rosa (calmante e anti-inflamatória), o sândalo (associado muitas vezes a efeitos afrodisíacos) e a alfazema (combate o stress e enxaquecas).

Se, por outro lado, se tiver como objectivo criar um clima mais estimulante / excitante, poder-se-á percorrer a seguinte panóplia de odores e perfumes: o jasmim, que provoca efeitos de estimulação em casos de apatia e/ou depressão; a hortelã, indicada para combater dores de cabeça; aromas cítricos, excelentes para revigorar e refrescar a mente; o eucalipto que, tal como a hortelã, alivia as dores de cabeça e permite ainda o tratamento de algumas doenças respiratórias; o alecrim, que funciona como estimulante natural e combate o cansaço e, por fim, o pinheiro que, entre outros atributos, é indicado para o alívio do cansaço.

No entanto, é natural que as dúvidas não fiquem por aqui. Já temos os aromas e as finalidades para que são aplicados. Mas falta algo, crucial para que toda a casa se deixe invadir, penetrar, embeber destas fragrâncias: a forma de aspergir, disseminar, espalhar os cheiros. Existem, naturalmente, várias técnicas, sendo que as mais aconselhadas são as que envolvem a utilização de velas aromáticas (de baunilha, por exemplo). Estas deverão ser acesas de manhã e mantidas a arder sempre sob a supervisão de alguém e fora do alcance das crianças. Outro truque muito utilizado antes da chegada de uma visita é, por exemplo, cozer biscoitos no forno – isso emprestará um aroma muito acolhedor e reconfortante à casa, especialmente nos meses mais frios. Poder-se-á também borrifar as lâmpadas de casa com o nosso perfume pessoal, o que dará a sensação de que estamos, de facto, em nossa casa! Mas atenção: faça-o quando as lâmpadas estiverem apagadas e, logo, frias. Assim que as acender, o perfume iniciará a sua inebriante viagem pela casa. Contudo, há que relembrar que o mais importante é mesmo manter a casa limpa e arejada. Só assim se conseguirá obter um ambiente verdadeiramente agradável!

Isabel Rodrigues

Título: Qual o aroma da sua casa

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

627 

Comentários - Qual o aroma da sua casa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios