Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > Decoraçao De Interiores

Decoraçao De Interiores

Categoria: Decoração
Visitas: 2
Decoraçao De Interiores

Se você já se cansou das paredes lisas e sem graça da sua casa, ou simplesmente sente vontade de mudá-las por algo com mais textura. O que você está esperando para mudá-las?

As paredes contribuem muito com a decoração e conforto do seu lar, lhe permite jogar com a luz e a sensação de espaço, você pode criar estilos e se focar nos detalhes criando um desenho único.

Nesta ocasião vamos nos concentrar na pintura das paredes, com várias técnicas com as que você poderá usar para decorar por sua conta o espaço.

Esponjado:
Esta técnica se realiza ao dar suaves golpes sobre a parede com a ajuda de uma esponja com tinta. A parede que você vai mudar deve estar previamente pintada com tinta a base de água ou mare e deve estar seca antes de começar a aplicação.

A tinta da esponja deve ser diluída com água e devemos nos certificar de que não goteie ao molhar a esponja para conseguir o efeito desejado.

Gotelê:
É o acabado que se caracteriza pelo efeito do relevo em forma de gotas, se realiza com tinta a base de água ou plástica. Existem diversas técnicas caseiras para realizá-lo, a maioria utiliza tintas grossas ou ásperas com aplicações de rolo ou escovas de plástico.

Trapeado:
Esta técnica é muito simples: deve se aplicar sobre a parede, tinta com um pincel e expandi-la com um pano ou um pedaço de tecido áspero.

Marmorizado:
Também existem técnicas que buscam imitar alguns materiais, como o caso do marmorizado, no qual consiste em primeiro lugar ter a superfície de uma cor lisa, depois deve se passar um pano evitando que fique uniforme antes que seque e finalmente desenhar linhas finas com um pincel fino para assemelhar o mármore, borrar as linhas para que fique mais real.

Esta técnica é um jogo de contrastes, você só precisará molhar o pincel com tinta e esfregar com outro pincel seco salpicando então sobre a parede, o resultado fica ainda melhor quando as cores de ambas as tintas contrastam.

Estucado:
Para a técnica do estucado se usa uma pasta feita de cal e mármore pulverizado, você deve envernizar com aguarrás ao terminar de aplicá-lo.

Craquelado:
Consiste em misturar pó de giz e tinta acrílica obtendo assim um acabado com efeito de rachaduras.

Espalhado:
Na técnica de espalhado podemos imprimir a ilustração que quisermos se recorta um molde de metal com a forma que se busque fazer, aplica-se a tinta e com cuidado se retira o molde.

Estas são algumas técnicas que lhe darão um toque diferente e único as suas paredes. Lembre-se de consultar nas lojas especializados os produtos que mais se aproximem dos resultados que você busca.


Miguel Pereira

Título: Decoraçao De Interiores

Autor: Miguel Pereira (todos os textos)

Visitas: 2

377 

Comentários - Decoraçao De Interiores

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios