Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Música > O Grande Regresso de Mika com «The Origin of Love»

O Grande Regresso de Mika com «The Origin of Love»

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Música
Comentários: 3
O Grande Regresso de Mika com «The Origin of Love»

O multiplatinado artista libanês regressou com o lançamento do novo album «The Origin of Love», editado por Island Records, no dia 24 de setembro de 2012.
«The Origin of Love» é o terceiro registo de Mika e o sucessor de «The Boy Who Knew Too Much», que vendeu milhões de exemplares em todo o mundo.
«Celebrate» será o tema de apresentação do novo disco, composto por Mika e Pharrell Williams, produzido por Nick Littlemore, dos Empire of the Sun, e que conta com Pharrell também nas vozes.

Para além de Nick Littlemore e Pharrell Williams, Mika trabalhou também com William Orbit, Benny Benassi, FrYars, Greg Wells (Katy Perry, Adele), Klas Ahlund (Robyn) e colaborou, ainda, com alguns músicos sem contrato, que o próprio autor descobriu online.
Totalmente criado e imaginado por Mika, «The Origin of Love» é o resultado de dois anos de intenso trabalho, período durante o qual o artista reuniu todas as peças, ao viajar pelo mundo inteiro, para congregar um extenso elenco de colaboradores.



Mika revelou acreditar que o seu álbum, «The Origin Of Love», acaba com o modelo atual das canções pop.
Segundo o cantor, «The Origin Of Love» obteve a sua inspiração após a sua irmã, Paloma Penniman, cair do seu apartamento de uma altura de 15 metros em cima de uma grade, em 2010. Desde então, Paloma recuperou e a situação fez Mika superar o seu bloqueio.

Mika passou a maior parte de 2010 e 2011 numa digressão mundial, que o levou a esgotar concertos por toda a Europa, Ásia e América do Norte. No próximo mês de julho vai regressar aos palcos, com um espetáculo marcado em Londres, no dia 26.

«Este single é o que acontece quando se junta uma pessoa com 22 anos, que descobri online – FrYars –, com os incríveis Nick Littlemore e Pharrell Williams», afirma Mika sobre «Celebrate», citado na nota enviada à imprensa pela editora.
«Escrito por mim, pelo Pharrell e pelo FrYars e produzido pelo Nick, este tipo de união só é possível quando toda a gente se entrega totalmente a alguma coisa, apenas para se divertir, deixando os egos de lado. Esta atitude aberta e coletiva é a peça central de “The Origin of Love”. É um álbum de tresloucadas canções de amor e de tolerância. Foi gravado em Miami e Londres, mas, sobretudo, no estúdio que o FrYars tem no seu quarto, no Norte de Londres», confessa.


Mariana Monteiro

Título: O Grande Regresso de Mika com «The Origin of Love»

Autor: Mariana Monteiro (todos os textos)

Visitas: 0

603 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoguida

    17-06-2014 às 23:00:39

    ai ...ai...que borracho eu amo ele e claro a musica também...I love You Mika!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoTeresa

    04-11-2012 às 10:18:30

    Eu adorei Texto e adoro Mika ....obrigado mariana

    ¬ Responder
  • Mariana MonteiroMariana Monteiro

    11-11-2012 às 07:46:18

    Obrigado Teresa. Também adoro Mika!
    Sempre que souber uma grande noticia nova deste grande musico eu escrevo.

    ¬ Responder

Comentários - O Grande Regresso de Mika com «The Origin of Love»

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios