Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Como lidar com a mudança de hábitos alimentares

Como lidar com a mudança de hábitos alimentares

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Como lidar com a mudança de hábitos alimentares

Em muitas famílias acontece que, diferentemente dos outros membros, um filho decidiu se tornar vegetariano. E quando isso ocorre, muitos pais não sabem como lidar corretamente com essa circunstância, justamente pelo fato da decisão ter sido adotada na adolescência e por não estarem habituados com esse tipo de dieta. Então, veja algumas dicas e saiba como lidar com a mudança de hábitos alimentares.

Primeiro, tente compreender a razão pela qual seu filho tomou essa decisão, converse com ele sobre o assunto. Procure entender se essa escolha feita por simples pressão de outros amigos ou em defesa dos direitos dos animais, por exemplo. Dessa forma será possível perceber se o jovem realmente sabe do que se trata e se a questão está sendo levada a sério. Compreender a motivação do novo vegetariano irá lhe ajudar a entender melhor sobre o assunto e a como fazer a manutenção da nova dieta.

Se você notar que o jovem realmente está disposto a se tornar um vegetariano, é aconselhável procurar um especialista. Procure as orientações de um nutricionista para que ele indique a melhor dieta para o seu filho, para que ele continue a ter uma alimentação balanceada. Esse profissional poderá lhe ajudar a fazer as substituições necessárias para que todos os nutrientes continuem a ser consumidos.

Entre esses nutrientes, atente-se ao consumo de ferro e vitamina B, já que eles são encontrados na carne vermelha e no leite e ovos, respectivamente. Para que o jovem consuma as quantidades ideais desses nutrientes, opte por alimentos fortificados, como pães, cereais e suco de laranja.

Além disso, legumes e verduras de coloração escura, ricos em ferro; castanhas e feijão, ricos em vitamina B, também devem ser consumidos. Mas, se o seu filho não for acostumado a comer essa variedade de alimentos, considere incluir alguns suplementos nutricionais que vão suprir a necessidade de ferro e vitamina B, mas antes disso procure um especialista.

A mudança que começou a acontecer em cada deverá estender-se também a restaurantes e reuniões de amigos e familiares. Decidir ser vegetariano não é um problema e pode ser uma escolha saudável para o jovem, mas deve ser tratada com cautela. Por isso, mantenha-se sempre alerta com relação aos hábitos alimentares de seu filho. Caso note alguma perda de peso ou alteração brusca no comportamento, recorra a um médico.


Rua Direita

Título: Como lidar com a mudança de hábitos alimentares

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

621 

Comentários - Como lidar com a mudança de hábitos alimentares

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios