Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Aprenda enquanto você dorme

Aprenda enquanto você dorme

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 2
Aprenda enquanto você dorme

Se você leva uma vida muito corrida e acha que dormir pode ser uma perda tempo, saiba que um novo estudo feito por pesquisadores do Instituto Weizmann de Israel indicou que você pode utilizar o tempo em que está inconsciente para aprender novas coisas. De acordo com o site Nature, os cientistas usaram um método muito simples de aprendizado chamado: condicionamento clássico (ou condicionamento de Pavlov). Por meio deste método eles passaram a ensinar 55 indivíduos a associar dois estímulos (aromas e sons) no período em que estavam dormindo. Gostou da notícia? Então, saiba mais detalhes desta pesquisa inovadora.

Estímulo-resposta: Os pesquisadores do Instituto Weizmannoptaram por trabalhar com sons e odores, agradáveis e desagradáveis, pois não é necessário estar acordado para processá-los. Assim, eles mediram o condicionamento de todos os participantes por meio da respiração. Quando uma pessoa sente um cheiro agradável à respiração é mais profunda, e o contrário acontece quando o indivíduo sente um odor ruim.

Com o decorrer da pesquisa, os pesquisadores observaram que as pessoas não precisavam mais sentir nenhum tipo de cheiro para apresentar as mudanças na respiração, precisando apenas do estímulo sonoro para que começassem a respirar mais ou menos profundamente. O experimento parece apenas envolver ações relativamente simples, mas os cientistas tem consciência de que as pessoas também seriam capazes de aprender informações mais complexas enquanto dormem.

Dessa forma, conforme as pesquisas realizadas pelos cientistas, o cérebro humano é capaz de reconhecer e processar estímulos externos até mesmo enquanto uma pessoa está inconsciente. Apesar de existirem algumas limitações para esse processo, o estudo pode ser o inicio de uma mudança na forma de como o cérebro absorve novas informações.
Por fim, ainda segundo os autores dos estudos, de nada adianta colocar um livro de matemática debaixo do travesseiro e achar que será possível acordar pela manhã sabendo tudo. Portanto, enquanto várias pesquisas estão sendo feitas com relação ao assunto, resta-nos continuar estudando e se esforçando a cada dia para aprender coisas novas.

Gostou da novidade? Se sim, deixe seu comentário e compartilhe seus textos preferidos do site Rua Direita em suas redes sociais. Em breve você poderá conferir novos textos interessantes.


Rua Direita

Título: Aprenda enquanto você dorme

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

631 

Comentários - Aprenda enquanto você dorme

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios