Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Energias Renováveis > Energia solar

Energia solar

Comentários: 2
Energia solar

A energia solar é, pode dizer-se, o vigor que vem do céu, uma alta energia. Efectivamente, o calor e a luz que o Astro-rei emana têm diversas utilidades para diferentes espécies de seres vivos. As plantas servem-se da luminosidade para realizar a fotossíntese e, deste modo, obterem nutrimento.

Os animais, por sua vez, alimentam-se delas, sendo que a decomposição de ambos dá origem ao carvão, ao petróleo e ao gás natural. Sendo assim, os combustíveis fósseis que existem na actualidade começaram por ser luz solar há milhões de anos, durante os quais ocorreu a decomposição.

Já para os humanos, o Sol encerra outros motivos de interesse. Alguns valorizam a possibilidade de poder secar a roupa sob os seus raios. Outros aproveitam a energia solar para “gratinar” a sua própria pele, ficando tão “tostados” que, nalguns casos, quase dá para sentir o cheiro a carne assada…

Por outro lado, está cientificamente provado que a exposição ao sol assume um importante papel no tratamento da depressão, uma vez que ajuda a fixar a vitamina D. Não admira que certas pessoas, simpatizantes do ar livre nos dias de firmamento desanuviado, sejam detentoras de um iluminado bom humor…

Naturalmente que esta exposição deve ser antecedida dos cuidados de protecção que todos conhecemos. É que as consequências podem ser calamitosas a vários níveis. A cabeça é, invariavelmente, a parte mais sensível.

Podiam realizar-se estudos no sentido de aferir acerca da existência, ou não, de relação entre o número de horas de insolação e a percentagem de paranóias; de facto, há para aí imensos indivíduos com sintomas de ter apanhado sol a mais na “moleirinha”…!

Dadas as actuais circunstâncias, é de toda a conveniência aproveitar adequadamente a energia solar, enquanto uma das formas de energia mais neutras para o Ambiente. Isto sim, é uma ideia luminosa! 


Rua Direita

Título: Energia solar

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

671 

Imagem por: Jeremy Levine Design

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Daiany Nascimento

    17-09-2012 às 20:34:58

    A energia solar é uma das mais interessantes de serem aproveitadas, pois sua abundância em determinadas regiões do mundo é incrível. A intensidade da luz do sol é muito maior em regiões mais próximas da linha do equador, porém outros continentes que não estejam tão próximos a essa faixa também podem tirar proveito dessa fonte de energia renovável.

    ¬ Responder
  • franciscafrancisca

    14-09-2010 às 03:13:42

    eu gostei do texto, realmente esplicou o que eu queria saber mas, eu queria saber mais sobre essa imagem.

    queria saber pra que serve e qual a sua utilidade em relação a energia solar... É que eu vou fazer um trabalho na escola que o assunto é energias renováveis, e por isso eu gostaria de saber mais.

    FICAREI MUITO GRATA SE FALAREM MAIS SOBRE O ASSUNTO!

    ¬ Responder

Comentários - Energia solar

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios