Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A Origem Dos Jogos Olímpicos

A Origem Dos Jogos Olímpicos

Categoria: Outros
Visitas: 12
A Origem Dos Jogos Olímpicos

Com a proximidade dos jogos olímpicos á porta de Londres é importante saber-se a origem destes jogos e o seu espírito subjacente.

Segundo o antigo código de heroísmo, o lema era ser o mais rápido, o mais forte e o mais alto. Como os povos antigos estavem sempre em guerra, inventaram festivais e jogos desportivos internacionais, como o exemplo dos jogos oplimpicos, para se testarem em relação aos outros, sem derramar sangue.

Daí que eles nasceram na Grécia antiga, na cidade da olimpia, onde os atletas competiam por uma combinação de glória e honra.
Estes jogos eram, inclusivamente, protegidos por tréguas sagradas, para que os seus participantes e espetadores pudessem viajar sempre em segurança.

Os Jogos olimpicos eram realizados de quatro em quatro anos, deslocando-se milhares de pessoas á cidade de Olimpia, para assistir a eles, como um grande espetáculo da Grécia.

O festival de jogos começou para celebrar a morte de um heerói local, chamado Pelopo, em honra de quem o Peloponeso foi batizado. No entanto, os gregos afirmam que os jogos se iniciaram em 776 a.c, encarando-os como o início da primeira Olimpiada da era moderna.

Na realidade, os jogos olimpicos, eram, um festival religioso dque durava cinco dias dedicados á glória de Zeus.

O recinto onde se realizavam era sagrado e tinha espaços reservados às competições e á adoração do seu deus, bem como para as cerimónias realizadas durante o festival.

O recinto estava rodeado por muitos edifícios e pelo estádio e o hipódromo. Continha dentro deste espaço, o altar de Zeus, o ginásio, piscina,o estádio, um hotel, uma assembleia onde os jurados e participantes prestavam os juramentos e o pritaneion,um edifício que albergava os vencedores.

Todo o recinto era de uma grande beleza, espacilmente porque os altares eram iluminados e se via o fogo sagrado da deusa Héstia.

Estes jogos eram apreciados por muitos, mas às vezes eram cancelados devido às guerras frequentes entre os gregos e outros povos. Estes, excluíam dos jogos cidades-estado suas rivais, por serem muito competitivos e altamente religiosos.

As olimpíadas modernas pretendem recuperar o antigo ideal de "mente sã, em corpo são", que vem desta época passada.

As olimpiadas atuais foram ideia de um pedagogo , de nome Pierre de Coubertin, que os retoma dos seus antepassados longínquos.

No passado eram também vistos como jogos de guerra, políticos, de
maratonas e pessoas vitoriosas.

Conclui-se, deste modo, que os jogos mantêm na atualidade o mesmo espirito guerreiro e de alta competição entre os seus pares.
Ainda hoje há muita gente que os aprecia em todo o mundo e viaja de longe para os assistir.


Pedro gil Ferreira

Título: A Origem Dos Jogos Olímpicos

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 12

718 

Comentários - A Origem Dos Jogos Olímpicos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios