Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Ajude o seu filho em tempo de exames

Ajude o seu filho em tempo de exames

Categoria: Outros
Comentários: 1
Ajude o seu filho em tempo de exames

A memória constitui uma das capacidades mais prodigiosas do ser humano. Os bebés nascem logo com essa competência, mas como não lhes é possível evocar os acontecimentos, dada a falta de linguagem, não se sabe o que lhes ficará retido. A “lembrança” de determinadas músicas que escutaram na barriga da mãe parece ser disso prova. Certo é que a capacidade de memorização vai amadurecendo com o crescimento e, na fase final da vida, sofre alguma deterioração. Trata-se de um processo mental que pressupõe a junção de pedaços de informação e de conhecimentos, com o propósito de gerar novas ideias, o que auxilia sobremaneira na tomada de decisões. Estimular a memória do seu filho é uma das melhores maneiras de o ajudar nos tempos difíceis que são os de exames escolares. E, ao fazê-lo, fornece-lhe um meio eficaz para o sucesso.

Está provado que algumas vitaminas, como a tiamina, o ácido fólico e a vitamina B12, são essenciais para o funcionamento apropriado da memória e podem ser encontradas nos cereais, vegetais e frutas. Uma vez mais, o equilíbrio da alimentação está intimamente relacionado com outros equilíbrios, neste caso o cognitivo.

A memorização engloba três fases: fixar, reter e recordar. Para alguém fixar o que quer que seja tem de querer, pelo que a motivação também assume um papel importante. Para fixar, há que compreender e relacionar as ideias entre si, o que é facilitado pelo recurso aos órgãos dos sentidos. Toda a gente possui, em graus diferentes, memória visual, auditiva, olfactiva e afectiva, sendo que se pode ir sempre treinando, a fim de que se torne mais apta para a aprendizagem. Reter significa reconstituir aquilo que se leu ou estudou, enquanto que recordar é trazer à mente, quando necessário, tudo aquilo que se conseguiu fixar e reter na memória.

Existem estratégias e exercícios que podem funcionar como coadjutores neste processo. A repetição assume particular relevância no desenvolvimento da memória. Jogos de dominó, de animais, de cores, de números, cartões de associação, quebra-cabeças, vídeos educativos, bem como jogar xadrez (a partir dos três anos), constituem mais-valias no âmbito da memória visual. Para estimular a memória auditiva, podem entoar-se as lições com ritmo, aprender poesias, contos, séries, refrães, canções populares, infantis, regionais, um idioma distinto do seu, pintar, etcétera. Fazer palavras cruzadas, e outros exercícios simples, como o jogo das paciências ou apontar números de telefone e posteriormente certificar-se que estão certos, são outras alternativas.

Habitualmente, associa-se o êxito escolar bastante mais à inteligência do que à capacidade de memorização. A memória até é um pouco mal vista pelos educadores, que passaram a considerar errado aprender de cor. A realidade é que as crianças aprendem mais facilmente através da repetição, razão pela qual a tabuada é amiúde entoada com um compasso específico.

Descobriu-se, entretanto, que a memória não é algo puramente mecânico. Armazenar conhecimentos subentende descodificação (entendimento), porque só interrelacionando os factos se os fixa e retém. A aptidão de fixar e reter deve ser estimulada nas crianças e nos jovens.



Maria Bijóias

Título: Ajude o seu filho em tempo de exames

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

605 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoGlorinha

    24-08-2009 às 15:41:22

    Oi maria.
    Nunca soube bem como ajudar os meus filhos a estudar depois de ler o seu teste já tenho em mente algumas técnicas.
    O meu filho tem muitas dificuldades em se concentar pode dar umas dicas quanto a este tema?

    ¬ Responder

Comentários - Ajude o seu filho em tempo de exames

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios