Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Quem não tem um desejo

Quem não tem um desejo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 1
Quem não tem um desejo

Os desejos das grávidas permanecem, ainda hoje, um mistério para toda a comunidade científica, que apenas avança motivos hipotéticos para que tal suceda. Deficiência nutricional, carência emocional, desejo de chamar a atenção, são apenas algumas das razões apontadas para esta particularidade que apenas afeta metade das grávidas (cerca de 50% da mulheres grávidas referem ter já sentido desejo por algum alimento especial).

Popularmente, afirma-se que é o bebé que deseja esses alimentos e, consequentemente, a mãe é impelida a ingeri-los; outro mito popular refere que, caso a mãe não consuma esse alimento, o bebé pode nascer com um rosto semelhante ao do alimento que «exigiu» durante a gravidez (um tomate, por exemplo).

Os alimentos mais vezes requestados pelas grávidas incluem comidas muito doces ou muito salgadas ou condimentadas. Frutas, como ananás, morangos, manga ou coco são também alguns dos alimentos desejados. Muitas mulheres chegam, inclusivamente, a acordar durante a noite e a solicitar, sem espaço para recusa, aos seus maridos que lhes tragam o alimento pretendido. Desde que a satisfação do pedido não se transforme num pesadelo para o companheiro – pela impossibilidade de encontrar o alimento em causa – não é errado aceder-se ao mesmo, muito pelo contrário: este gesto transformar-se-á num mimo adicional para a mulher que, ao atravessar uma fase tão delicada da sua vida, agradecerá o carinho do esposo. De qualquer maneira, há que salientar que o bebé não será prejudicado se, por acaso, o alimento não chegar à mulher.

Portanto, se lhe apetecer comer iogurte com presunto, batatas com arroz, esparguete com chocolate, leite condensado à colherada ou salsichas regadas com caramelo, por que não? Poderá sempre satisfazer os seus desejos, mas tenha em atenção a regulação do seu peso e controle rigorosamente o seu nível de glicemia no sangue, bem como a tensão arterial. Estes fatores são fundamentais para que os desejos não se venham a tornar em sérios empecilhos para a sua saúde e do bebé.

Finalmente, existem grávidas cujos desejos fogem bastante do normal ou aceitável. Certas mulheres desejam, verdadeiramente, comer substâncias como gelo, carvão, pó, terra, sabão, pasta de dentes, plasticina, etc. A esta fenómeno atribui-se a designação de «pica». A pica parece ter origem em fatores culturais (uma mulher que tenha crescido no campo pode desejar, de repente, comer palha ou terra) e fisiológicos, uma vez que a anemia costuma estar associada a estes casos. O médico terá de avaliar a situação e impedir que a grávida venha a ingerir quaisquer destas substâncias – que poderiam pôr em perigo a sua própria vida.


Isabel Rodrigues

Título: Quem não tem um desejo

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

629 

Imagem por: MeaganJean

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãogilbertos

    07-05-2014 às 00:16:58

    amo mulheres gravidas...que bela foto, claro li o texto

    ¬ Responder

Comentários - Quem não tem um desejo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Imagem por: MeaganJean

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios