Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > Como decorar o quarto do bebé

Como decorar o quarto do bebé

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Decoração
Comentários: 8
Como decorar o quarto do bebé

A chegada de um bebé a qualquer casa é antecedida por muitas tarefas. Uma delas, e uma das mais importantes é a decoração do quarto do membro mais recente lá de casa.
Nem sempre é uma tarefa fácil e implica grandes decisões. Acima de tudo deseja-se um quarto bonito e aconchegante. Mas não podemos esquecer a segurança.
Acima de tudo, deverão evitar-se grandes exageros a nível de decoração, já que isso não irá criar o ambiente doce, aconchegante e tranquilo desejado, mas sim um quarto decorado e cheio em demasia, além de proporcionar uma maior cumulação de pó.

Planeamento e Dicas


A distribuição dos móveis deverá ser muito bem planeada. E isso deverá ser feito antes da compra dos mesmos, o que tornará a decisão da escolha muito mais fácil. Opte por móveis revestidos de material facilmente lavável, e sem esquinas. Disponha a mobília para que a área de passagem livre no quarto seja grande e livre de obstáculos.

Numa primeira fase, o essencial no quarto de um bebé é o berço (que nos primeiros meses irá ficar instalado no quarto dos papás), uma cómoda-trocador, uma poltrona para amamentar e um cesto para o lixo, poderá também colocar um conjunto de prateleiras para expor uma ou outra peça de decoração.

As cores do quarto deverão ser suaves, de modo a não agitar o bebé. O truque é abusar dos tons pastel, que são relaxantes e calmantes, e usar cores mais fortes e desenhos variados em meia parede ou nos armários.
Opte por colocar reguladores de intensidade de luz. Verá como serão úteis na hora de dormir, mantendo alguma visibilidade caso tenha de ir só confirmar se o seu filhote está a ter um bom sono, sem acordar a criança.
Prefira estores ou telas de PVC ou telas em vez de cortinas de tecido. É uma maneira de prevenir a acumulação de pó, além de serem facilmente laváveis.

Coloque um espelho numa das paredes. A partir dos 6 meses vai ver como será engraçado observar o seu bebé a reagir aos seus próprios movimentos, fala e gestos no espelho.

O berço deverá ser complementado com um mobile. Há muita escolha no mercado. Se tiver jeito para os trabalhos manuais e para a costura, pode mesmo arriscar e criar um, com bonitas peças de feltro. O mobile enfeita e estimula visualmente o seu bebé.

Não se esqueça do espaço para uma pequena aparelhagem. A música é muito importante na vida de um bebé.

O chão deverá ser revestido por um material facilmente lavável e que não acumule poeiras.


Catarina Bandeira

Título: Como decorar o quarto do bebé

Autor: Catarina Bandeira (todos os textos)

Visitas: 0

766 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 8 )    recentes

  • SophiaSophia

    26-04-2014 às 20:14:29

    Imagino como é gostoso poder decorar o quarto do bebê. Deve ser uma emoção muito grande. Saber como decorar é fundamental!

    ¬ Responder
  • maria jaquelinemaria jaqueline

    12-07-2012 às 12:06:25

    eu to gravi de uma meenina eu quero decora

    ¬ Responder
  • Nathiele alvesNathiele alves

    14-02-2012 às 21:32:37

    Ola tenho duas lindas filhas ,e estou a espera de mais um baby,e gostaria de saber como decora o quarto delas ,não no rosa ,pois como não sei ainda o sexo do meu proximo baby ,obrigadooo

    ¬ Responder
  • Jaqueline MárciaJaqueline Márcia

    06-02-2011 às 13:47:40

    Olá, minha filha tem 3 anos e queria um quarto bem lindo pra ela. Vc podia me ajudar a ter uma idéia linda e diferente sem sair do rosa é claro! me responda por favor! bjs

    ¬ Responder
  • Joete Carvalho FilhoJoete Carvalho Filho

    11-10-2010 às 23:25:15

    Preciso de modelos de pintura de quarto para menino.

    ¬ Responder
  • janesjanes

    18-08-2010 às 01:39:58

    oi queria que mim enviase foto de guarto de criança de 10 e 9 meninos e menina

    ¬ Responder
  • isabel prisciliaisabel priscilia

    10-04-2010 às 17:58:44

    Adorei todos os quartos que qui estão gostaria que meteçem mais quartos destes na net.

    ¬ Responder
  • LaisLais

    03-11-2009 às 23:23:47

    eu ameii o quartoo do bebê e acho que vou fazer o quarto da minha filha desse jeitinho vc pode me mandar outra formas de decoração

    ¬ Responder

Comentários - Como decorar o quarto do bebé

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os descendentes de Eça

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Os descendentes de Eça\"Rua
Recentemente, por via da comunicação social, soubemos da entrega do prémio Leya, a um trineto de Eça de Queirós. Julgo que bastou essa noticia, para que todos ficássemos curiosos sobre os seus descendentes…esse mistério, como o Mistério da Estrada de Sintra, começou a adensar-se entre quem se interessa por estas coisas da literatura e da genealogia…então aqui deixo algumas notas que poderão ser importantes para quiçá, um dia, um qualquer jornalista, ou editor, se lembre, de conseguir reunir todos os seus descendentes vivos e se tire uma fotografia de família.

José Maria Eça de Queirós, escritor pródigo da nossa nação, contraiu matrimónio em 1886, com Emília de Castro Pamplona Resende, condessa de Resende, deixando à data de sua morte, em Paris, quatro filhos como seus descendentes e herdeiros diretos; foram eles António Eça de Queirós, Maria Eça de Queirós, Alberto Eça de Queirós e José Maria Eça de Queirós; portanto três meninos e uma menina.
Através do site Geneall.net, foi possível perceber as linhas genealógicas que se seguiram aos seus filhos. No entanto, nem todos os nomes dos seus bisnetos e trinetos estão aí presentes, com certeza por motivos de ordem pessoal, de resguardo da privacidade, motivos que não podemos questionar. Porém, é possível, pelo menos determinar a existência desses membros da família queirosiana.

De antemão sabemos que não houve descendência por parte de dois dos seus filhos, António Eça de Queirós e de Alberto Eça de Queirós.
Maria Eça de Queirós teve dois filhos, uma menina e um menino, porém a menina morreu muito nova, ficando apenas o menino, de seu nome Manuel Pedro Benedito de Castro, que mais tarde casou com Maria da Graça Salema de Castro, a mulher que se tornou a primeira diretora da Fundação Eça de Queirós, na casa de Tormes, pertença da família da esposa de Eça de Queirós. Como Manuel Pedro Benedito de Castro não teve filhos, sabemos que por este ramo, terminou a descendência do escritor.

Convém, entretanto, acrescentar aqui uma curiosidade. Depois do regresso a Portugal da viúva de Eça, ela e os filhos, foram residir para a casa da Granja, pertencente à família de Sophia de Mello Breyner. Inicialmente como esta casa costumava ser arrendada pela família de Sophia, Emília de Castro, arrendou-a, vindo a compra-la uns anos depois. Portanto, é aqui nesta casa que ela cria os seus filhos, e é onde, José Maria Eça de Queirós, um dos seus filhos, permanece após a sua morte, tendo criado aqui os seus filhos e netos, e tendo aqui também falecido.

Podemos então seguramente afirmar que a sua grande linha de descendência parte do seu filho, com o mesmo nome, José Maria Eça de Queirós, que teve também ele, atente-se à curiosidade, quatro filhos, neste caso, ao inverso, um menino, e três meninas, respetivamente de seus nomes, Manuel Eça de Queirós, Maria das Dores Eça de Queirós, Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós e Emília Maria de Castro Eça de Queirós. Esta ultima, Emília, teve ao que consta nove filhos, sendo que um deles, Afonso Maria Eça de Queirós Cabral, é quem atualmente preside à Fundação acima citada, depois da morte da primeira presidente, referida atrás, Maria da Graça Salema de Castro.

Manuel Eça de Queirós por sua vez teve seis filhos, Maria das Dores Eça de Queirós teve três filhos, e Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós, dois filhos. Somados, contabilizamos vinte, os bisnetos do famoso escritor. Seria interessante avançar um pouco mais nos ramos genealógicos e aflorar quem são ou pelo menos, quantos são os trinetos e tetranetos de Eça, por conseguinte fica aqui o desafio, pois é certo que porventura alguns destes descendentes não se conhecem, e nunca terão trocado qualquer impressão sobre o seu ascendente, para uns, bisavô, para outros trisavô, e ainda para outros, tetravô.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Os descendentes de Eça

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios