Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Electrodomésticos > Como limpar a gordura do forno sem perder muito tempo

Como limpar a gordura do forno sem perder muito tempo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Electrodomésticos
Visitas: 31
Comentários: 2
Como limpar a gordura do forno sem perder muito tempo

Nada mais gostoso do que chegar em casa ou na casa de alguém e entrar numa cozinha e ver tudo limpo e organizado.

A louça toda lavada, e guardada, em seus lugares. Os armários todos em ordem. O chão limpo e a mesa vazia sem nada fora do lugar.

E para completar a sensação de bem estar um cheiro de alguma coisa gostosa assando no forno.

Ao vermos um ambiente limpo e agradável nos sentimos bem, e confiantes de que vamos comer algo limpo e saudável, por mais simples que seja o cardápio, nosso olfato aguça nossa sensação de fome de querer aquele alimento. Pode acontecer o contrário se nos deparamos com um ambiente sujo e mal cheiroso, nosso olfato ao inalar o odor, juntamente com a perceção visual, mandará uma mensagem ao cérebro de nojo e de repulsa.

Quando entramos na cozinha de qualquer lugar logo focalizamos o fogão, se está limpo, ou sujo, dependendo do aspeto sentiremos á vontade ou não de comermos.

Não importa se é pequeno ou grande, se o modelo é antigo ou mais moderno, é importante e adequado que ele esteja limpo por dentro e por fora.

Claro que não é necessário fazer uma grande limpeza após o uso diário do fogão, mas pelo menos uma vez por mês uma boa limpeza é importante, para sua conservação.

O forno geralmente é um local do fogão em que a limpeza é feita raramente, até pela dificuldade muitas vezes encontrada de como fazer.

Se deixar a gordura dos assados acumularem se torna mais difícil retirar, fora aquele cheiro desagradável de queimado.

Para limpar o forno aqueça-o, a gordura ali incrustada, ficará mais mole, aproveite para retirá-la com a ajuda de uma esponja ou pano úmido, retire também os restos de comida que possam estar por ali.

Retirado todo o excesso de gordura, deixe o forno esfriar, passe pano úmido agora com detergente, nunca use ponta de faca ou palha de aço isso danifica o fogão, se a gordura estiver muito acumulada use produtos anti-gordura que são próprios para este tipo de trabalho.

Quando o forno estiver todo limpo passe um pano seco, para não ocorrer oxidação.

Ao fazer um assado crie o hábito de fazer sua limpeza. Ainda com o forno um pouco aquecido mesmo que superficialmente, isto facilitará quando for fazer uma faxina dentro e fora do seu fogão.


Sheila Leite

Título: Como limpar a gordura do forno sem perder muito tempo

Autor: Sheila Leite (todos os textos)

Visitas: 31

771 

Imagem por: anamoly23

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    28-04-2014 às 05:17:51

    Para tudo, devemos ter zelo. A Rua Direita sugere que a limpeza seja feita regularmente, pois isso afeta a boa higiene tanto do forno quanto da comida que será colocada lá. Um lugar limpo é tudo de bom!

    ¬ Responder
  • isa

    15-09-2013 às 15:06:54

    Quando comprei a casa o forno já tinha sido usado por outras pessoas e nunca foi limpo devidamente, agora vejo-me aflita para o limpar pois a gordura não sai... O que poderei fazer?
    Obrigada

    ¬ Responder

Comentários - Como limpar a gordura do forno sem perder muito tempo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Saúde
Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento\"Rua
A pneumonia é uma infecção bacteriana ou viral dos pulmões. Os sintomas podem incluir febre, calafrios, falta de ar, tosse que produz fleuma e dor no peito. Geralmente, a pneumonia pode ser tratada com sucesso em casa com antibióticos, mas alguns casos podem exigir hospitalização e podem resultar em morte. Vacinas estão disponíveis contra alguns dos agentes infecciosos mais comuns que causam pneumonia.

Causas de pneumonia
A pneumonia é uma infecção das bolsas de ar nos pulmões, sendo causada por bactérias, vírus ou, raramente, fungos. A maioria dos casos de pneumonia são causados por bactérias, mais comumente Streptococcus (doença pneumocócica), mas a pneumonia viral é mais comum em crianças.
 
Qualquer pessoa pode desenvolver pneumonia, mas alguns grupos estão em maior risco. Estes incluem:
- Bebês e crianças pequenas, particularmente aqueles nascidos prematuramente
- Pessoas que tiveram uma infecção viral recente, como um resfriado ou gripe
- Fumantes
- Pessoas com condições pulmonares crônicas, como asma, bronquite ou bronquiectasias
- Pessoas com sistema imunológico enfraquecido
- Pessoas que bebem álcool em excesso
- Pacientes hospitalizados
- Pessoas que tiveram problemas de deglutição ou tosse após um acidente vascular cerebral ou outra lesão cerebral
- Pessoas com 65 anos ou mais.
A pneumonia pode desenvolver-se quando uma pessoa respira as pequenas gotículas que contêm pneumonia, mas também pode ocorrer quando bactérias ou vírus que estão normalmente presentes na boca, nariz e garganta, entram nos pulmões.

sinais e sintomas de pneumonia
A pneumonia viral tende a desenvolver-se lentamente ao longo de vários dias, enquanto que, geralmente, a pneumonia bacteriana desenvolve-se rapidamente, muitas vezes ao longo de um dia.
A maioria das pessoas que desenvolvem pneumonia, inicialmente, têm uma infecção viral, como um resfriado ou gripe, que produz sintomas como dor de cabeça, dores musculares e febre. Se uma pneumonia se desenvolver, geralmente, os sintomas incluem:
- Febre alta
- Calafrios
- Falta de ar
Aumento da frequência respiratória
- Uma tosse que piora e que pode produzir escarro descolorido ou sangrento (fleuma)
- Dores no peito causadas pela inflamação da membrana que reveste os pulmões.

Em bebês e crianças, os sintomas podem ser menos específicos e podem não mostrar sinais claros de uma infecção no peito. Comumente eles terão uma febre alta, podendo parecer muito indispostos e tornarem-se letárgicos, mas eles também podem produzir uma respiração barulhenta e apresentar dificuldade para se alimentarem.
 
Também é possível que a pele, lábios e unhas se possam tornar-se azulados. Este é um sinal de que os pulmões são incapazes de fornecer oxigênio suficiente para o corpo. Se isso ocorrer, é vital procurar assistência médica imediatamente.

Diagnóstico para pneumonia
Se houver suspeita de pneumonia, é importante procurar atendimento médico com prontidão para que um diagnóstico preciso e um tratamento adequado possam ser implementados.

O médico poderá obter um histórico médico e realizar um exame físico. Durante o exame, o médico ouvirá o tórax com um estetoscópio. Respiração grosseira, sons crepitantes, sibilos e sons respiratórios reduzidos numa determinada parte dos pulmões podem indicar pneumonia.
Geralmente, para confirmar o diagnóstico, realiza-se uma radiografia de tórax. O raio-X mostrará a área do pulmão afetada pela pneumonia. Também podem ser efectuadas análises ao sangue e uma amostra do escarro pode ser enviada para um laboratório para realização de testes.

Tratamento de pneumonia
A maioria dos casos de pneumonia podem ser tratados em casa. Entretanto, bebês, crianças e pessoas com pneumonia grave podem precisar de ser internados num hospital para tratamento.
Geralmente, a pneumonia é tratada com antibióticos, mesmo que exista suspeita de pneumonia viral, já que também pode haver um grau de infecção bacteriana. O tipo de antibiótico utilizado e a forma como será administrado serão determinados pela gravidade e causa da pneumonia.
Se a pneumonia puder ser tratada em casa, geralmente, o tratamento inclui:
- Antibióticos, administrados por via oral sob a forma de comprimidos ou líquidos
- Medicamentos para alívio da dor
- Paracetamol para reduzir a febre
- Descansar

Se for necessário tratamento hospitalar, gerlamente, o tratamento inclui:
- Antibióticos administrados por via intravenosa
- Terapia de oxigênio, para garantir que o corpo receba o oxigênio de que precisa
- Fluidos intravenosos, para corrigir a desidratação ou se a pessoa estiver muito indisposta para comer ou beber
- Fisioterapia, para ajudar a limpar o escarro dos pulmões.

Pesquisar mais textos:

José Antunes

Título:Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento

Autor:José Antunes(todos os textos)

Imagem por: anamoly23

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios