Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Electrodomésticos > Adeus Colher De Pau

Adeus Colher De Pau

Categoria: Electrodomésticos
Adeus Colher De Pau

Longe vão os tempos em que se desenvolvia músculo a bater massas de bolos, ou outras, com uma colher de pau, frequentemente pesada e obstinada, em recipientes que teimavam em escorregar, não raras vezes, para o meio do chão.

As batedeiras vieram amenizar esta árdua tarefa, exigindo apenas o esforço de as ligar à corrente.

Também, são apenas batedeiras, não são robots, pelo que não se pode esperar que tomem a iniciativa de saltar por si próprias para a tomada…

Largaram-se as colheres de pau infectas, cuja madeira albergava colónias incontáveis de microorganismos prontinhos a ser ingeridos, e até os sonhos de Natal deixaram de ser pesadelos para quem tem a incumbência de os bater. Sim, porque era da mais elementar generosidade afirmar que custavam um bocadinho a amassar…

Com a utilização de batedeiras, poupa-se tempo e força. Esta maior disponibilidade e energia podem mais proveitosamente ser aplicadas, precisamente, na degustação do que se está a preparar.

Antigamente, nem genica já se tinha para rapar a tigela, sendo o sentimento mais preponderante a vontade de lançar tudo fora, sobretudo em ocasiões de menor predisposição ou habilidade.

Com as batedeiras, pelo menos, tem-se um bode expiatório, e se alguém ousar dizer que estamos a bater mal, isso será pura coincidência.


Rua Direita

Título: Adeus Colher De Pau

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

641 

Imagem por: MizGingerSnaps

Comentários - Adeus Colher De Pau

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: MizGingerSnaps

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios