Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Papagaio – um amigo a considerar

Papagaio – um amigo a considerar

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Visitas: 6
Comentários: 5
Papagaio – um amigo a considerar

Os papagaios são aves bastante coloridas e com grande aptidão para imitar sons e palavras da nossa linguagem. Considerados inteligentes, os papagaios distribuem-se por mais de 350 espécies conhecidas, das quais uma grande parte já foi domesticada pelos humanos.

Embora apreciem mais climas quentes, actualmente eles encontram-se em basicamente todos os recantos do mundo, sendo, em inúmeros casos, adoptados como animais de estimação. Na verdade, é sempre agradável acordar e ter um “amigo” a dizer-nos «Bom dia!», não é? Deve ser o único animal de estimação que interage com o(s) dono(s) ao nível da fala.

Em média, um papagaio pode viver até aos 80 anos (é, realmente, um companheiro para a vida…!), medir cerca de um metro e pesar à volta de um quilo e meio. Este quilo e meio, na maioria dos papagaios, é mantido à base de fruta, flores, sementes e pequenos insectos, acrescentando, eventualmente, verduras, legumes, arroz integral com casca, outros cereais (como milho, grãos de aveia e trigo integral), alpista, ração para cão e carne. É importante que a alimentação vá variando ao longo das semanas e são de evitar alimentos gordurosos, como o amendoim. Uma alimentação equilibrada é essencial para a saúde e disposição para procriar dos papagaios, assim como para a resistência dos descendentes. A quantidade ideal de comida para um papagaio corresponde a cinco por cento do seu peso corporal (aproximadamente 450 gramas), em duas refeições diárias. Uma vez que se verifica muito desperdício durante o repasto do bicho, o melhor é servir o dobro da dose certa.

Os papagaios são muito afáveis, sobretudo enquanto “crianças”, isto é, na condição de filhotes. Dotados de alegria e esperteza, facilmente se afeiçoam a quem os trata bem. Necessitam, à semelhança de qualquer animal (e pessoa!) de atenção e amor, e podem ficar magoados com alguém que lhes fira a enorme sensibilidade ou faça algo de que não gostem. Possuem hábitos diurnos e grande energia. Dado que na Natureza vivem em bandos, o ideal é criá-los, pelo menos, em dupla. Gostam de andar e trepar.

No que se refere à gaiola para os albergar, se o objectivo for tê-los sempre fechados, convém que ela seja espaçosa (com, mais ou menos, três metros de comprimento por dois de largura e dois de altura). É aconselhável, também, comprar companhia, que, eventualmente, proporcionará também acasalamento. Se o propósito for ter um papagaio domesticado, que esvoace pela casa, o tamanho da gaiola pode ser bem mais reduzido (80cm por 80 cm por 60 cm), já que é apenas para passar o dia, tendo depois oportunidade de se exercitar. É útil, neste caso, arranjar um poleiro onde esteja a comida do animal e onde ele possa fazer as necessidades.


Maria Bijóias

Título: Papagaio – um amigo a considerar

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 6

764 

Imagem por: Crispin Swan

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • SophiaSophia

    16-06-2014 às 05:31:49

    Já tive papagaios e é ótimo! Gostei muito de seu porte, estrutura e são realmente, imitadores de nossa fala. Adoraria ter um novamente!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • michel

    01-04-2014 às 22:51:42

    oi eu tenho um papagaio ele tem sete meses mas gostaria de saber como eu sei que ele que comesa a falar quanto tempo um papagaio comeca a falar

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoHeitor

    30-03-2013 às 09:09:37

    Esta matéria é absurda,o diversas informações erradas entre elas tamanho, peso e alimentação, jamais de girassol,
    Carne, café, bolacha etc.... Forma correta frutas sementes e ideal ração especifica para papagaios ex: nutropica

    ¬ Responder
  • cleauza batista fernandescleauza batista fernandes

    24-12-2010 às 04:35:44

    eu tenho um papagaio que é super inteligente, ele d canta fala ele late igual dachorrinho é uma graça e me diverte muito..eu não sabia que podia dar ração de cachorro carne,eu não sabia o meu é enjuado pra comer ele gosta muito é de girassol milho verde,me diga uma coisa ele solta muito a penugem,o que será isso?estresse não é porque a gaiola dele é enorme e fica enbaixo de uma arvore onde ele ve jente o dia todo.e as penugem o que sera?ele tem de 6 7 ano. poderia me dar uma resposta? obrigada!! valeu..

    ¬ Responder
  • aline

    13-04-2013 às 14:09:52

    meu papagaio naceu em novembro nois estamos em abril pois nao fala quase nada so falar papai , quer biscoito, queria saber se e assim mesmo que começa ou se esta se esta na fase de conversar e quando tempo realmente que eles aprende a falar mesmo

    ¬ Responder

Comentários - Papagaio – um amigo a considerar

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Crispin Swan

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios