Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Papagaio – um amigo a considerar

Papagaio – um amigo a considerar

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Visitas: 6
Comentários: 5
Papagaio – um amigo a considerar

Os papagaios são aves bastante coloridas e com grande aptidão para imitar sons e palavras da nossa linguagem. Considerados inteligentes, os papagaios distribuem-se por mais de 350 espécies conhecidas, das quais uma grande parte já foi domesticada pelos humanos.

Embora apreciem mais climas quentes, actualmente eles encontram-se em basicamente todos os recantos do mundo, sendo, em inúmeros casos, adoptados como animais de estimação. Na verdade, é sempre agradável acordar e ter um “amigo” a dizer-nos «Bom dia!», não é? Deve ser o único animal de estimação que interage com o(s) dono(s) ao nível da fala.

Em média, um papagaio pode viver até aos 80 anos (é, realmente, um companheiro para a vida…!), medir cerca de um metro e pesar à volta de um quilo e meio. Este quilo e meio, na maioria dos papagaios, é mantido à base de fruta, flores, sementes e pequenos insectos, acrescentando, eventualmente, verduras, legumes, arroz integral com casca, outros cereais (como milho, grãos de aveia e trigo integral), alpista, ração para cão e carne. É importante que a alimentação vá variando ao longo das semanas e são de evitar alimentos gordurosos, como o amendoim. Uma alimentação equilibrada é essencial para a saúde e disposição para procriar dos papagaios, assim como para a resistência dos descendentes. A quantidade ideal de comida para um papagaio corresponde a cinco por cento do seu peso corporal (aproximadamente 450 gramas), em duas refeições diárias. Uma vez que se verifica muito desperdício durante o repasto do bicho, o melhor é servir o dobro da dose certa.

Os papagaios são muito afáveis, sobretudo enquanto “crianças”, isto é, na condição de filhotes. Dotados de alegria e esperteza, facilmente se afeiçoam a quem os trata bem. Necessitam, à semelhança de qualquer animal (e pessoa!) de atenção e amor, e podem ficar magoados com alguém que lhes fira a enorme sensibilidade ou faça algo de que não gostem. Possuem hábitos diurnos e grande energia. Dado que na Natureza vivem em bandos, o ideal é criá-los, pelo menos, em dupla. Gostam de andar e trepar.

No que se refere à gaiola para os albergar, se o objectivo for tê-los sempre fechados, convém que ela seja espaçosa (com, mais ou menos, três metros de comprimento por dois de largura e dois de altura). É aconselhável, também, comprar companhia, que, eventualmente, proporcionará também acasalamento. Se o propósito for ter um papagaio domesticado, que esvoace pela casa, o tamanho da gaiola pode ser bem mais reduzido (80cm por 80 cm por 60 cm), já que é apenas para passar o dia, tendo depois oportunidade de se exercitar. É útil, neste caso, arranjar um poleiro onde esteja a comida do animal e onde ele possa fazer as necessidades.


Maria Bijóias

Título: Papagaio – um amigo a considerar

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 6

764 

Imagem por: Crispin Swan

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • SophiaSophia

    16-06-2014 às 05:31:49

    Já tive papagaios e é ótimo! Gostei muito de seu porte, estrutura e são realmente, imitadores de nossa fala. Adoraria ter um novamente!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • michel

    01-04-2014 às 22:51:42

    oi eu tenho um papagaio ele tem sete meses mas gostaria de saber como eu sei que ele que comesa a falar quanto tempo um papagaio comeca a falar

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoHeitor

    30-03-2013 às 09:09:37

    Esta matéria é absurda,o diversas informações erradas entre elas tamanho, peso e alimentação, jamais de girassol,
    Carne, café, bolacha etc.... Forma correta frutas sementes e ideal ração especifica para papagaios ex: nutropica

    ¬ Responder
  • cleauza batista fernandescleauza batista fernandes

    24-12-2010 às 04:35:44

    eu tenho um papagaio que é super inteligente, ele d canta fala ele late igual dachorrinho é uma graça e me diverte muito..eu não sabia que podia dar ração de cachorro carne,eu não sabia o meu é enjuado pra comer ele gosta muito é de girassol milho verde,me diga uma coisa ele solta muito a penugem,o que será isso?estresse não é porque a gaiola dele é enorme e fica enbaixo de uma arvore onde ele ve jente o dia todo.e as penugem o que sera?ele tem de 6 7 ano. poderia me dar uma resposta? obrigada!! valeu..

    ¬ Responder
  • aline

    13-04-2013 às 14:09:52

    meu papagaio naceu em novembro nois estamos em abril pois nao fala quase nada so falar papai , quer biscoito, queria saber se e assim mesmo que começa ou se esta se esta na fase de conversar e quando tempo realmente que eles aprende a falar mesmo

    ¬ Responder

Comentários - Papagaio – um amigo a considerar

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Imagem por: Crispin Swan

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios