Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Tire a “pulga de trás da orelha”!

Tire a “pulga de trás da orelha”!

Categoria: Animais Estimação
Tire a “pulga de trás da orelha”!

A raça canina lidera, sem qualquer sombra de dúvida, o ranking das escolhas de miúdos e graúdos para uma companhia aprazível. Mediante certos estímulos e algum jeito, consegue-se ensinar-lhes inúmeras peripécias e gracinhas, que depois se exibem entre familiares e amigos, não tanto realçando as capacidades do cão, mas praticamente a babar à conta do seu feito glorioso. A inteligência nos animais continua a ser um tema bastante polémico a arrecadar diversidade de opiniões e estudos, mas, tal como acontece com as pessoas, há cães mais “inteligentes” do que outros. Assim como os donos: uns aparentam possuir mais massa cinzenta, sendo que noutros casos o seu fiel amigo tem fortes probabilidades de o suplantar…

Há quem diga que em matéria de intelecto, os Caniches ganham aos restantes. A ser verdade, constata-se já uma diferença em relação aos humanos: o tamanho do cérebro não influi naquilo que ele é capaz de produzir. De contrário, os São Bernardo seriam imbatíveis e os Chihuahua, a raça mais pequena de cães em todo o mundo, teriam menos entendimento do que uma formiga! Os Chihuahua seriam assim comparados às loiras, mas em cão, com direito a piadas “ladradas” em qualquer língua. Outra discrepância dos Caniches relativamente à realidade dos donos é que a quantidade de pêlo destes top models caninos não lhes fará muita sombra à inteligência…

Consta que a primeira criatura viva da Terra a deslocar-se ao Espaço foi uma cadela! A Laika tornou-se o primeiro ser vivo terrestre em órbita, a bordo da nave Sputnik II, em 1957. Daí para cá, como aliás para lá, “ladrando” mais ou menos, a bordo seja do que for, o que não falta é gente a entrar em órbita por tudo e por nada…

No seio das mais de cem raças de cães que existem, descobrem-se os mais variados tamanhos, feitios, cores e características intrínsecas de cada uma. O Jack Russel Terrier, por exemplo, é exímio em espantar as pulgas que, abusivamente, se instalem no seu corpo, à procura de uma boleia grátis ou de uma sugadela de sangue extra, uma vez que podem saltar até uma altura quatro vezes superior à dele! Tal faculdade permitiria a indivíduos mais desconfiados retirar “a pulga de trás da orelha”…

Finalmente, quando o seu filho se recusar a lavar os dentes, apresente-lhe como modelo o cão lá de casa. Ele mastiga coisas para limpar as presas. Afinal, há valores mais altos que se levantam ao morder a mobília ou derriçar a carne temperada para o jantar….



Maria Bijóias

Título: Tire a “pulga de trás da orelha”!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

656 

Comentários - Tire a “pulga de trás da orelha”!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios