Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Cães pedinchões

Cães pedinchões

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Visitas: 4
Comentários: 5
Cães pedinchões

É muito comum ver-se a pedinchice constante de alguns animais de estimação. Cães e gatos desenvolvem um “marketing” muito próprio para conseguir aquilo que querem, à semelhança das estratégias levadas a cabo pelas crianças. É claro que eles não reclamam coleiras com diamantes, camas bordadas a ouro, transportadoras Loius Vuitton, ou outros produtos de luxo (e irracionalidade, diga-se de passagem) oferecidos por uma indústria multimilionária. Aliás, nem todos os cães têm a sorte de nascer nos Estados Unidos, onde, de vez em quando, há alguém que, por senilidade, descrença total nos humanos, ou seja lá pelo que for, lega uma herança choruda ao seu amigo de quatro patas….

Não obstante, torna-se muito desagradável e aborrecido ter o próprio cão a pedir isto ou aquilo em permanência, nomeadamente na altura das refeições, quando ele se acha no direito de provar ou, quiçá, até deliciar-se com uma porção do manjar dos donos. A ansiedade do bicho não é coisa fácil de suportar, e, perante a presença de visitas, converte-se em embaraço. Todavia, a nossa comida não é adequada para o aparelho digestivo do animal, e as gorduras e os temperos podem mesmo causar-lhe sérios danos. Há cães que ficam diabéticos, cegos e a maioria morre precocemente, à conta destes (maus) hábitos.

Paralelamente, ceder aos caprichos do cão uma vez, no entendimento dele, significa, por um lado, que irá lograr o que deseja em todas as ocasiões (basicamente, o cão não compreende porque é que umas vezes pode receber e outras não), e, por outro, que é ele quem manda, o líder, porque lhe satisfazem sempre as venetas. Este facto pode originar agressividade no bicho quando a sua vontade não for cumprida, ainda que não se trate de um cão possante e violento. Na prática, um animal destes sente que não só pode fazer aquilo que lhe apetece, como todos lá em casa (que ele vê como a sua matilha) têm de concretizar os seus pedidos. A agressão será, então, a maneira de forçar a resposta às suas exigências.

Educar os cães desde pequeninos é fundamental. Nesta perspetiva, não é sensato que eles partilhem a cama com os donos, entrem primeiro em casa, comam primeiro, andem sempre ao colo, … Todos estes comportamentos levam o cão a sentir-se igual ou superior ao dono, hierarquicamente falando. Estabelecer as regras desta hierarquia é essencial para a segurança do animal e para o bem-estar de cão e dono(s). Educação não é sinónimo de castigo e há que ter consciência da necessidade do treino do bicho e de lhe impor limites que o façam perceber, sem cenas deploráveis, o lugar de cada um.

A disciplina não compromete em nada o amor pelos animais; pelo contrário,
proporciona um convívio harmonioso e uma maior felicidade para todos.

Treinar para deitar, sentar e ficar é o básico. E deveras útil quando se está a comer… Dar uma recompensa (em carinho, alguma gulodice, …) quando o cão obedecer a uma ordem, funciona como estímulo e ensina-o a merecer o que pede. O que não se pode permitir é que ele se empine na mesa, que vá dando patadinhas ou arranhões para chamar a atenção e pedir comida e, muito menos, que se sente à mesa com os donos. Especialmente os cães grandes, dominadores e com temperamentos fortes, tentarão, invariavelmente, obter algo mais do que o que já alcançaram.

Os cães são pedinchões (de guloseimas, brincadeira, …) porque recebem ao pedir. Se esta tendência for contrariada, os bichos assimilarão outros ritmos, valores e conceitos. O «Não!», dito com firmeza, pode, inclusive, impedir que o seu cão se torne um perigo público!


Maria Bijóias

Título: Cães pedinchões

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 4

767 

Imagem por: e³°°°

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • SophiaSophia

    16-06-2014 às 06:14:13

    Os cães pedinchões ainda veem com aquela cara mais inocente quando estamos com algo na boa, num tem nem como dizer não...ehheh
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Danilo SoaresDanilo Soares

    07-01-2010 às 19:21:36

    @Dinair Guimarães
    Vc é Dinair Alho Guimarães?
    se for entre em contato pelo email
    (13) 91327626
    É sobre um filho que procura a mãe.

    ¬ Responder
  • Robson

    19-10-2014 às 00:48:46

    Procuro informações também sobre Dinair Alho Guimaraes possivel nascimento em 29/06/52 entrar em contato cels (11) 9 8881-66-99 claro / 9 8449-86-11 tim por favor entrar em contato

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãofernando

    06-12-2009 às 21:41:37

    texto maravilhoso, gostei muito do amor e carinho manifestado pelos animais de estimação
    continue a escrever que eu adorei ler
    bem haja

    ¬ Responder
  • Dinair GuimarãesDinair Guimarães

    25-10-2009 às 01:12:34

    Interessantíssimo e muito útil este texto. Ele esclarece várias dúvidas de pessoas q/ não sabem como disciplinar o seu cão. Eu sou apaixonada por caninos e aqui em casa temos um cão muito inteligente, dócil, carinhoso, mas infelizmente o estragamos, eu educava e o meu marido deseducava. Agora ele tem oito anos, sobrepeso, gastrite, gengivite e mesmo levando ao veterinário, já perdeu alguns dentes, tudo por conta da alimentação inadequada e eu, tenho toda a tolerância do mundo, porque ele mora dentro de casa e é de porte médio.
    Mas nós o amamos muito e cuidarei bem dele enquanto vida tiver.

    ¬ Responder

Comentários - Cães pedinchões

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Viagens
Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco\"Rua
Não é novidade para ninguém que o Brasil está passando por uma séria crise econômica e política. Atrelado a isso, a elevação do dólar nos últimos meses tem contribuído para a queda considerável no número de viagens internacionais. Para os amantes de viagens, também chamados travelholics, a crise não é um motivo para adiar aquela viagem tão esperada.
Nesse post você terá dicas de como superar esse momento e realizar seu sonho de uma forma mais econômica, sem precisar de guias turísticos, que encarecem ainda mais a viagem.

Dica 1) Planeje sua viagem com antecedência.
Provavelmente a maioria já ouviu falar disso, mas é a pura verdade. Programar a viagem é o primeiro passo para uma estadia tranquila e bem mais barata. Escolher o destino, a época do ano e com quem ir é o começo de tudo. As passagens aéreas costumam ter preços promocionais quando comprada com antecedência e você poderá escolher melhor onde passará as noites.

Dica 2) Pesquise os preços das passagens diariamente.
Se o destino já está definido, comece a buscar as passagens já. Os preços costumam variar diariamente, e sim, podem cair ou subir absurdamente de um dia para o outro. Eu super indico o Google Voos como busca de passagem. Ele apresenta os valores e os horários das mais variadas companhias aéreas e no final, te redireciona para o site da empresa sem te cobrar nenhuma taxa por isso. Além disso, ter em mente a opção de flexibilizar as datas pode te possibilitar um bom desconto no final. Você e o seu vizinho de assento podem estar indo pro mesmo destino, mas pagando valores completamente diferentes.

Dica 3) Use e abuse do Google Maps para escolher a região de hospedagem.
O Google Maps é uma opção de busca com mil e uma utilidades. Depois de escolhida a cidade, pesquise a localização dos principais pontos turísticos que são do seu interesse. Há várias ferramentas para busca de hotéis e pontos turísticos no site. Se você vai depender de transporte público ou ''viação pé'' para conhecer a cidade, uma boa dica para economizar tempo e dinheiro é ficar na região cultural da cidade. Você poderá pagar um pouco mais caro na estadia, mas economizará em outros quesitos.

Dica 4) Utilize os sites de busca de hotéis para fazer as reservas.
Depois de muito pesquisar, descobri que organizar a viagem por conta própria pode sair até pela metade do preço do que seria através de uma agência de viagem. Existem muitos sites de hotéis, mas é bom pesquisar sua credibilidade em fóruns e sites de reclamação. Minha sugestão é o Booking.com, há anos no mercado com milhões de clientes, ele é reconhecido pela sua transparência e grande assistência àqueles que precisaram resolver algum problema. Utilizando as datas de entrada e saída, e os filtros como valor máximo da diária e número de estrelas, você encontra o melhor hotel pro seu gosto e seu bolso.

Dica 5) Seguro Viagem
É imprescindível a contratação de um seguro viagem se você está indo para o exterior. Dependendo do país, uma diária no hospital pode sair mais cara que toda a viagem. Sem falar que em caso de extravio de bagagem e algum problema mais grave com um parente próximo no país de origem, além de outras questões, o seguro tem a cobertura específica. Não se deixe levar pelos pequenos preços. Procure aqueles conhecidos mundialmente e, de preferência, utilizado por algum conhecido. Quanto mais detalhado for, melhor.

Dica 6) Curta a pré-viagem pesquisando
O período antes da viagem é tão gostoso quanto ela, propriamente dita. Aproveite para pesquisar sobre os locais do seu interesse, restaurantes, lojas e principalmente transporte. Hoje, já existe taxímetro online em grandes metrópoles, onde você pode fazer um cálculo estimado da corrida de um lugar a outro. Como o nosso objetivo é a economia, são muitas as alternativas de transporte. Além do bom e velho ônibus, as vans compartilhadas do aeroporto para o hotel podem sair bem mais em conta que o táxi. Para quem for ficar poucos dias em uma grande cidade, os ônibus vermelhos de dois andares, conhecidos por Hop On Hop Off, dão uma geral na cidade, passando pelos principais pontos e possibilitando ao turista parar onde quiser, e esperar pelo próximo nos pontos indicados. Existem ticktes de 24, 48 e 72 horas ilimitado, a partir do momento do primeiro uso.

Pesquisar mais textos:

Letícia Spínola Flávio

Título:Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco

Autor:Letícia Spínola Flávio(todos os textos)

Imagem por: e³°°°

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Adriana SantosAdriana Santos

    10-11-2015 às 21:16:50

    Gostei das dicas! Valeu!
    Realmente, as pessoas que amam viajar encontram diversas formas, nem que seja um lugar próximo a sua cidade!

    Abraços!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios