Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Por que as pessoas se identificam com os reality shows?

Por que as pessoas se identificam com os reality shows?

Categoria: Outros
Visitas: 4
Por que as pessoas se identificam com os reality shows?

O sucesso dos programas estilo reality shows, em que pessoas são confinadas em ambientes e forçadas a conviverem com, até antes dos programas, pessoas desconhecidas e realizar tarefas, muitas de superação física e emocional, está na curiosidade e o voyerismo do público e na expectativa de uma fama e de um sucesso repentinos. Esses programas, além de dar prêmios de alto valor, dão visibilidade e alguns integrantes desses programas se beneficiam da imagem que passam para conseguir entrar no mundo das celebridades, fazer carreiras na televisão. Estes exemplos são poucos. Na realidade este tipo de programa dá uma visibilidade instantânea, alguns aliam sorte e talento e conseguem depois de susas participações ganharem chances de trabalho em outros programas.

Os tipos de reality shows são variados. A televisão já experienciou programas que prometem despontar celebridades internacionais do mundo da moda, grandes profissionais nom mundo dos negócios, programas que prometem lançar inéditos talentos musicais, programas em que as próprias celebridades já consagradas convivem confinadas, entre outras propostas. Todas com uma finalidade: ganhar um prêmio milionário, entre outros benefícios que a mídia pode oferecer. Este tipo de programa chama a atenção do telespectador que, hipnotizado pelo dia-a-dia dos confinados, torce pelos participantes, se identifica com estilos de vida e vive junto as emoções como se participasse do elenco.

O problema desses programas é quando eles passam a interferir na rotina das pessoas comuns, no momento em que comportamentos são seguidos e admirados. É importante observar que quem vive essa experiência, passa por situações extremas. Não há como escapar. No entanto, o que parece ali não é necessariamente o que se é no íntimo. Sabe-se que as situações de pressão, geram estresse e as conseqüências podem ser brigas e discussões desnecessárias ou por motivos fúteis. Ainda se pode também concluir que na vida real é possível voltar atrás, arrepender-se e continuar mantendo uma relação. Dentro deste tipo de programa em que a privacidade é inexistente, se alguém briga ferozmente e quer voltar atrás e arrepender-se muitas vezes é encarado como falso e interesseiro. A pessoa fica muito mais exposta, não tem uma rede de apoio de amigos e familiares, fica desconectada com o mundo e precisa ainda agir friamente e controlar as emoções, afinal todas as suas esperanças de melhora na vida são depositadas em um programa desses.

A mídia trata dos participantes desses tipos de programas como “jogadores” ou peças do jogo da vida...  fato é que estes programas atraem as pessoas. A possibilidade de vivenciar e assitir o outro em situações extremas, poder vigiar sem ser condenado, julgar abertamente sem ser julgado fascina as pessoas. Nesses programas é possível se divertir com o que há de engraçado no outro, se comover com a tristeza do outro, se irritar com a falta de respeito e educação em algumas situações ou simplesmente se divertir. Para muitos, programas como esses são puro entretenimento.

Outra perspectiva em relação a programas que dizem ser da vida real é que eles proporcionam aos expectadores a oportunidade de ver sonhos serem realizados. Para muitos é a oportunidade da vida (como se na vida não existissem outras oportunidades que não fossem de super-exposição). Para alguns ver e conhecer experiências reais de vida, principalmente se a origem das pessoas for humilde e sofrida, encanta mesmo sendo por meio de programas milionários, dirigidos e bem editados.

Na verdade esses programas apontam a oportunidade de vivermos momentos de identificação, embora bem distantes, que nos mostram o lado humano do ser. Em cada participante vemos as nossas qualidades e os nossos defeitos. Eles agem como se fossem espelhos de nós mesmos de uma forma amplificada por isso atraem tanto as pessoas. Através dessas caricaturas, elegemos nossos favoritos, aqueles pelos quais mais nos identificamos e nos divertimos com eles.


Rosana Fernandes

Título: Por que as pessoas se identificam com os reality shows?

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 4

798 

Imagem por: Will Foster Photography

Comentários - Por que as pessoas se identificam com os reality shows?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios