Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O que fazer quando a distância ameaça a relação

O que fazer quando a distância ameaça a relação

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
O que fazer quando a distância ameaça a relação

São vários os motivos que podem obrigar as pessoas a viver uma relação à distância, e de entre esses motivos destacam-se as questões profissionais.

Nestes casos, a distância pode ser um grande problema ou um problema não tão grande dependendo da situação afectiva e emocional em que o casal se encontra nesse momento.

A distância muitas vez funciona como uma desculpa para terminar uma relação que já não andava bem e que não tinha futuro. Neste tipo de situações a distância apenas precipita algo que provavelmente iria acontecer mais dia, menos dia.

O importante nestas situações é que o casal fale e decida em conjunto o que fazer perante a situação. O tempo é mais importante que a distância, e se a distância for longa mas o tempo for curto então a questão pode ser facilmente ultrapassável, no entanto se o tempo de separação for longo a situação já é mais complicada.

Apesar disso, se o casal for realmente unido e estiverem os dois dispostos a fazer esse sacrifício é perfeitamente possível manter a relação forte mesmo que a separação seja algo longa. O importante é manter o interesse e “manter-se perto” apesar de estar longe. Hoje em dia, e com todas as tecnologias de comunicação que estão à disposição das pessoas, esta tarefa está imensamente facilitada quando comparada com a realidade de há apenas alguns anos atrás.

As pessoas podem facilmente comunicar por telefone, e-mail, mensagens instantâneas (Messenger) e até por vídeo, e por isso se houver vontade e interesse, o casal pode manter a relação viva e manterem-se “próximos”. Obviamente, a partir física da relação é interrompida, mas se o tempo de separação não for excessivamente longo, também é possível superar essa situação.

Por outro lado, se uma das partes ou ambos começarem a perder o interesse, se os contactos passarem a ser cada vez menos frequentes e mais curtos, então a probabilidade das coisas darem para o torto aumenta, porque as memórias começam a desvanecer (“a chama enfraquece”), e ao mesmo tempo surgirá a necessidade de procurar novos relacionamentos.

No caso de a relação estar numa fase inicial, a distância até pode contribuir para o fortalecimento dessa relação, uma vez que o casal não tem aquele contacto diário que muitas vezes gera situações de desacordo e discussões.

O mais importante mesmo é que o casal tome uma decisão em relação à sua situação e que ambos se comprometam com a decisão tomada. Se isso acontecer tudo correrá pelo melhor, independentemente da distância.


Carlos Vieira

Título: O que fazer quando a distância ameaça a relação

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 0

784 

Imagem por: doug88888

Comentários - O que fazer quando a distância ameaça a relação

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Segurança
Raio Mata Três Pessoas No Brasil\"Rua
No dia 07 de novembro de 2014, três pessoas acabaram morrendo em decorrência de raios após as vítimas serem socorridas, mesmo depois de bastante tempo tentando reanimá-las.

Os três homens deram entrada no hospital com parada cardiorrespiratória e com muitas queimaduras. Esse incidente aconteceu na zona leste de São Paulo, as vitimas trabalhavam com ferro velho.

O Brasil é o país onde os raios estão mais presentes no mundo. São mais de 50 milhões de raios por ano. Esses raios atingem mais pessoas na zona rural, porém nas áreas urbanas ocorrem também só que com menos frequência.

Há pessoas que falam que raios não ocorrem duas vezes no mesmo lugar, mas isso é improvável, eles ocorrem sim! Tanto que nos últimos séculos, as tempestades aumentaram 90% por causa do aquecimento do planeta devido ao asfalto, que é uma das formas de poluição.

Alguns cuidados, nesses momentos, são importantes como: não ficar em área aberta, não usar o telefone e se vir uma tempestade, então permaneça no carro.

Os raios ocorrem no Brasil porque é um país tropical e de muito calor, por isso está em primeiro lugar em queda de raios. Nesse mesmo ano de 2014, um rapaz morreu usando o computador. Ele recebeu a eletricidade no momento em que o raio caiu na antena.

O estado de São Paulo lidera em quedas de raios. Um raio dura em média 1 segundo, e a queda de raios acontece por uma descarga elétrica que produz nuvens de chuva. Os relâmpagos ocorrem entre as nuvens e os raios pelo solo.

Algumas regiões tem tendência de cair mais raios, a descarga é visível a olho nu e é um fenômeno que produz um clarão. As mortes mais frequente são nas áreas urbanas, por isso não é seguro se proteger em baixo de árvores.

Pesquisar mais textos:

Gislene Santos Sousa

Título:Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Autor:Gislene Santos Sousa(todos os textos)

Imagem por: doug88888

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios