Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Seguros > O que cobrem os seguros de automóveis

O que cobrem os seguros de automóveis

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Seguros
Comentários: 1
O que cobrem os seguros de automóveis

Antes de se contratar um seguro, seja ele qual for, a primeira coisa a clarificar é o que é que se pretende segurar e que riscos cobre o seguro em causa. NÃO HÁ nenhuma apólice que cubra todos os infortúnios!

Os seguros automóveis compreendem três coberturas, que podem ser contratadas individualmente ou em conjunto. O seguro do veículo indemniza danos ocasionados por diversas circunstâncias, como colisão, roubo, incêndio, queda de árvores, aluimentos de terras, buracos na estrada, granizo, sismos, inundações, etc., dependendo da amplitude da cobertura e respetiva soma dispendida. De realçar que, perante uma situação de perda parcial, o segurado terá de responder por um primeiro montante dessa perda, que o contrato prevê, e que tem, forçosamente, de ser ultrapassado para que a seguradora indemnize os valores excedentes.

Outra garantia dos seguros é a de responsabilidade civil, que pode englobar danos materiais, danos corporais e danos morais. As duas primeiras são passíveis de se contratar isoladamente, e a terceira só pode, normalmente, contratar-se ante a contratação das outras duas. Os capitais de cada uma variam em função da avaliação de cada risco pelo segurado. O seguro de responsabilidade civil cobre apenas terceiros, não contemplando o condutor nem os passageiros.

É o seguro de acidentes pessoais que assegura indemnização de incidentes ocorridos com o condutor e restantes ocupantes da viatura. Não é necessário que haja embate nem que seja atribuída culpa ao automobilista para ser paga a compensação; basta que uma pessoa no interior do veículo sofra algum acidente pessoal no decorrer do uso do automóvel para que se reclame ressarcimento. Se alguém mais desastrado entalar o dedo na porta, por exemplo, já é motivo para acionar o seguro. O seguro de ocupantes cobre as despesas médicas e indemnizações por morte e invalidez permanente do condutor e dos passageiros. É a única forma de caucionar danos corporais do condutor.

Os seguros automóveis possuem inúmeros tipos de coberturas, dependendo as vantagens de cada um das especificidades dos casos. Algumas destas coberturas são obrigatórias, e as opcionais podem não fazer sempre o mesmo sentido. Há ocasiões e etapas da vida em que se justificam, e noutros momentos são dispensáveis ou negociáveis.

O universo dos contratos de seguro é bastante complexo, e exige atenção e conhecimento. Antes de se assinar o que quer que seja, é importantíssimo ler atentamente todos os itens, recolher informação acerca das cláusulas propostas e esclarecer todas as dúvidas.

O cálculo do valor do seguro automóvel é feito com base em dados acerca do veículo (gama, facilidade de obtenção de peças de substituição, …), de características do condutor (idade, perfil, sexo, …) e de outros parâmetros. Para se ter uma ideia geral dos preços dos seguros nas várias companhias, é possível recorrer a um simulador. Há que «jogar pelo seguro»!...


Maria Bijóias

Título: O que cobrem os seguros de automóveis

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

775 

Imagem por: shrff14

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 17:23:42

    Na hora de adquirir o seguro automóvel, se faz necessário saber tudo o que cobre para não ter dúvidas e problemas futuros.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - O que cobrem os seguros de automóveis

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: shrff14

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios