Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Arte urbana em expansão

Arte urbana em expansão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Arte
Visitas: 3
Comentários: 4
Arte urbana em expansão

Toda a arte é uma forma de expressar os sentimentos, seja na tela, no papel ou nas paredes, no que diz respeito à arte graffiti, nem sempre foi bem vista por ser considerada uma arte de pessoas à margem da sociedade, na realidade ela é praticada por artistas que representavam formas distorcidas de rostos, paisagens e objectos.

Parece um paradoxo mas hoje em dia o graffiti é ainda considerada uma arte de vanguarda mas conhece já uma expansão considerável, é muito difundida nalguns países em especial, na Inglaterra, França, Nova York e Espanha.

Há muita gente que se desloca para admirar o graffiti, em monumentos, muros,ou telas lindíssimas expostas em galerias de arte, os símbolos e letras desenhados são de uma beleza admirável, tanto dos desenhos como da mistura de cores usada.




Há artistas que se dedicam apenas a fazer retratos e pinturas realistas, outros preferem usar sprays e realizam obras de grande qualidade, em Nova York é muito comum os artistas juntarem-se em grupos especializados de váris estilos que vão desde o hip-hop a pinturas de grandes murais, distorções gráficas ou fragmentos de madeira. O que importa é que todos compartilham as mesmas tendências estéticas e políticas.

Em Barcelona há um grande colectivo de artistas de graffiti, onde surgiu um movimento artístico de grande qualidade, outros artistas dedica-se a desenhar e pintar camisetes e cartazes para expor. Os desenhos incidem nas grandes figuras da História, actores de cinema ou pessoas célebres.

No Japão são célebres os graffitis por toda a parte em especialmente no metro.As pinturas referem-se a pessoas e acontecimentos do passadfo , que são retratadas em paredes legais, mediante a interecção de cores, luz e sombras.

O seu efeito é realmente extraordinário e de rara beleza
É normal vermos nas pinturas de graffiti,desenhos de animais exóticos, rostos sofredores, grupos de jovens, representações de racismo ou mulheres bonitas.

A Inglaterra valoriza muito a arte urbana é é um grande centro onde se pode admirar a arte em pinturas, fotografias,murais ou galerias. efectivamente trata-se de um centro por excelência,de artistas de renome devido à beleza da cidade de Londres.È ainda frequente deslocarem-se alunos de Belas Artes e design para se especializarem e tomarem contacto com a esta arte.

Enfim, poder-se-á afirmar que se trata de uma expressão de rara beleza e sentimentos pelo passado.

E, de bizarro já não tem nada!


Teresa Maria Batista Gil

Título: Arte urbana em expansão

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 3

649 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    09-09-2012 às 12:35:11

    Eu adoro ler sobre arte, e arte urbana é um tema muito interessante. Muita gente continua a imaginar a arte urbana, uma cidade suja. Contudo, temos que conseguir fazer diferença entre arte e rabiscos feitos por delinquentes. O seu texto é muito esclarecedor para este tipo de pessoas, que ainda pensa que a arte da cidade é a sujidade das paredes. Parabéns pelo seu texto. é muito interessante e apelativo.

    ¬ Responder
  • Streetart PortugalStreetart Portugal

    28-05-2012 às 16:16:11

    Bom texto - é sempre óptimo ler cada vez mais sobre a arte urbana / street art !
    Ralf Wende
    Editor
    www.streetartportugal.com

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla

    18-05-2012 às 14:26:13

    Gostei bastante deste seu texto... Parabéns, continue assim...

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    28-05-2012 às 11:11:46

    Obrigado Carla pelo seu elogio.

    ¬ Responder

Comentários - Arte urbana em expansão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios