Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Seguros > Seguro de acidentes pessoal

Seguro de acidentes pessoal

Categoria: Seguros
Comentários: 1
Seguro de acidentes pessoal

Todos nós estamos expostos a uma grande diversidade de perigos, no trabalho e no lazer. Eles espreitam-nos no trajecto de casa para o trabalho e vice-versa, no meio do trânsito infernal, em transportes particulares, ou colectivos, nos passeios, a atravessar uma passadeira para peões, no cinema, discoteca e tantos outros.

Por este motivo é conveniente subscrever sempre um seguro de acidentes pessoais, numa seguradora, para viver com mais tranquilidade e segurança no dia-a-dia.

Estes cobrem o trabalho por conta próprio e o trabalho por conta de outrem e os acidentes no próprio lazer.

As seguradoras cobrem estes acidentes durante vinte e quatro horas por dia e inclusive despesas com o internamento.

Os imprevistos da vida acontecem a qualquer um sendo estes seguros que garantem as indemnizações em caso de incapacidade temporária ou permanente. Inclusive pagam aos beneficiários em caso de morte. Por exemplo se o acidente levar á morte os filhos têm direito a receber uma indemnização para a sua sobrevivência.

Deste modo vale a pena prevenir os riscos com a subscrição de uma apólice numa seguradora pois os seus benefícios são muito superiores ao que se paga mensalmente.

Não são só fonte de preocupação os acidentes de carro mas também outros que muitas vezes acontecem na escada, no elevador, na garagem etc.

Como existe uma grande diversidade de seguradoras que oferecem todo o ti+o de seguros convêm escolher a que mais se ajuste ao rendimento mensal. Devem ainda ser ponderadas os montantes que oferecem em caso de acidentes ou incapacidades.

Muitas vezes basta o facto de se estar em casa ou na garagem para acontecer um imprevisto e os seguros de automóvel ou habitação que quase toda a gente tem não concedem cobertura monetária para este tipo de situação. Deve pois dar-se especial importância a este tipo de seguro que muitas vezes se desconhece a sua utilidade.

Um seguro é sempre a melhor protecção enquanto se trabalha para a pessoa ou seu agregado familiar, em qualquer parte do mundo, vinte e quatro horas por dia.

Há modalidades adaptadas às necessidades de cada um, podendo alguns dispor de seis modalidades diferentes em função das coberturas e dos capitais seguros que se prefere.

Em função da modalidade que se escolhe o capital seguro, por morte ou invalidez permanente pode atingir 150.000 euros, sendo ainda acumulável com o das outras coberturas. Pode ainda escolher-se a opção morte ou invalidez permanente Triplo valor e receber o triplo do capital seguro.



Teresa Maria Batista Gil

Título: Seguro de acidentes pessoal

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

621 

Imagem por: Mike Licht, NotionsCapital.com

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 16:52:19

    Não no sentido de prever o pior, mas um seguro pessoal hoje em dia é bem válido. Afinal, o mundo está todo louco! heehh
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Seguro de acidentes pessoal

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios