Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Materiais Construção > Pisos flutuantes

Pisos flutuantes

Visitas: 26
Comentários: 6
Pisos flutuantes

Os pisos flutuantes possuem alta resistência, são compostos de substratos (HPP/HDF) com contrabalança e revestidos com papel decorativo.

Foram chamados de flutuantes por ter sido este o termo encontrado para definir pisos que não são pregados ou colados no contra-piso, ou seja, eles são fixados por meio de seus encaixes macho e fêmea com cola a base de pva.

Para melhor entender de onde vem a resistência destes pisos:
O HPP é um painel de partículas de eucalipto termo-fixadas com resina.
Sua superfície é coberta com um revestimento decorativo impregnado, o que confere o padrão do piso, o HDF é a folha de laminado de papel fotográfico de alta qualidade com imagem de madeira.
Sobre o papel decorativo é aplicado o Overlay, que nada mais é do que a camada de proteção do piso.
E a contra face é revestida de papel Kraft, que é colocado no local com resina balanceadora.

Sua colocação deve ser feita por mão de obra especializada, preferencialmente indicada pelo fabricante, pois assim o consumidor não corre o risco de perder as garantias do produto e nem o desperdício de lâminas.

A conservação deste piso requer alguns cuidados como evitar objetos cortantes sobre o piso, os rodízios dos móveis devem ser feitos de poliuretano, os pés dos móveis revestidos com feltro, se derramado água sobre o piso o mesmo deve ser enxugado o mais rápido possível para evitar o inchamento deste e em caso de haver cupins no local de instalação, uma descupinização deve ser feita.

A limpeza pode ser feita com aspirador de pó (sendo que não pode raspar a lâmina), podem ser utilizadas também vassouras de cerdas macias e um pano úmido bem torcido. Semanalmente a limpeza pode ser feita com produtos como Veja ou Lysol, nunca utilizar produtos abrasivos. Não é recomendada a utilização de ceras, por gerarem camadas de gordura sobre o piso, o que gradativamente dificultara a limpeza.

Sua utilização requer alguns acessórios tais como rodapé 50 mm, perfil piso – parede, cordão, perfil T e frontal de escada.

As vantagens:
Instalação rápida e pratica
Maior estabilidade dimensional quando exposto ao calor e umidade
Resistência à queima por pontas de cigarros
Boa proteção contra atritos, riscos e marcas de sapatos de salto alto.

As desvantagens:
Dificuldade de conserto em casos de rasgos ou arranhões
Para remover imperfeições, fazer reparos ou retoques deve-se utilizar produtos apropriados e do mesmo fabricante do piso, preferencialmente trocar a peça.
Pode ser danificado por umidade excessiva
Não existe forma de restauração


Fabiane Martello

Título: Pisos flutuantes

Autor: Fabiane Martello (todos os textos)

Visitas: 26

791 

Imagem por: Patrick Hoesly

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 6 )    recentes

  • Andressa

    05-08-2014 às 17:42:07

    Qual a diferença entre o piso HPP e o piso HDF? tem diferença de qualidade e durabilidade?

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    05-08-2014 às 22:15:31

    O HDF possui alta densidade, com duas faces lisas, o que pode ser usinada. Pode ser curvado, possui a espessura fina, é especialmente utilizado como divisórias de portas, bem como na fabricação de móveis. É um painel muito versátil!
    O HPP é 100% de madeira reflorestada, por isso, ele é ecologicamente correto. Possui maior durabilidade que o HDF. É confortável em qualquer temperatura, fácil de limpar e manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    12-05-2014 às 04:50:09

    Os pisos flutuantes são bem interessantes e conhecendo ainda as vantagens e desvantagens deu para avaliar se é um bom negócio ou não.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • RafaelRafael

    10-02-2011 às 13:22:46

    Qual a diferença entre o piso HPP e o piso HDF? tem diferença de qualidade e durabilidade? gostaria da resposta.
    abraços

    ¬ Responder
  • AnaAna

    18-10-2010 às 00:48:53

    Gostaria de saber qual a diferença entre piso flutuante e piso laminado. E qual site que consigo material para verificar informação. Obrigado, aguardo retorno pelo e-mail da minha colega.

    ¬ Responder
  • Jade BandeiraAna Paula Lages

    12-02-2010 às 10:20:58

    Obrigado é muito interesante.

    ¬ Responder

Comentários - Pisos flutuantes

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Patrick Hoesly

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios