Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Ikebana: uma obra de arte

Ikebana: uma obra de arte

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 26
Comentários: 5
Ikebana: uma obra de arte

Ikebana é a bela arte dos arranjos florais japoneses que segue uma filosofia oriental baseada nos princípios do Zen Budismo. Essa arte teve sua origem na Índia como oferenda a Buda, porém tornou-se reconhecida mundialmente como parte integrante da cultura nipônica. Essa arte prima pelo equilíbrio e beleza do interior da casa, tornando o ambiente em que se encontra harmônico. Contudo não são raros os arranjos, também conhecidos como Kado ou Caminho das Flores, serem montados para ambientes maiores de exposição, como salas inteiras, por exemplo.

Os materiais utilizados são variados, contendo elementos naturais como galhos, flores, frutos, sementes, folhas, entre outros e elementos produzidos como vidros, plásticos e metais. Acredita-se que admirar ou produzir um Ikebana é um caminho de autoconhecimento, visto que proporciona, devido a sua forma e aparência, a experiência da meditação. A harmonia é dada não só ao lar, mas à pessoa também. Acredita-se também que estes arranjos evitam ou afastam os maus fluidos.

A montagem de um Ikebana segue a interpretação subjetiva da interação entre céu, terra e homem. Ela pretende traduzir o místico ligando o homem terreno ao espiritual, através das impressões adquiridas com a beleza das formas geométricas que dão a estes arranjos. As flores são vivificadas. O objetivo é mantê-las belas pelo máximo de tempo possível. A união entre terra, céu e homem num mesmo arranjo visa  mostrar o equilíbrio entre esses elementos. Cada Ikebana é único e traz consigo uma representação desse tripé.

No Ikebana nem sempre há flor. Os praticantes dessa arte utilizam as belas formas naturais valorizando o movimento dessas formas na natureza, diferenciando-se dos arranjos ocidentais que visam à quantidade e o colorido das flores. Nestes arranjos não há cortes ou amarrações. A planta é respeitada na sua essência e utilizada exatamente como ela é. Os galhos retorcidos não são dispensados e os elementos escolhidos são equilibradamente adicionados a um vaso previamente selecionado. Nos Ikebanas a busca é pelo equilíbrio da forma, independente de número de materiais utilizados.

O arranjo é composto em sua base por três ramos, cada um representando um elemento. O ramo mais acima é a representação do céu. O intermediário representa o homem e o mais abaixo, a terra. Entre eles, outros materiais são incluídos: flores, musgos, ramos. Os arranjos florais podem ser utilizados em peças decorativas para casa e ambientes, mas também pode fazer parte de outras peças como buquês, enfeites de mesa ou vasos. Eles buscam a harmonia e a paz. Os arranjos devem seguir o tempo e a estação em que se encontram. Há no mundo, várias escolas que seguem estilos diferentes e ensinam a bela arte dessa composição floral.

A arte de confeccionar Ikebanas possui vários estilos, entretanto todos exigem do ikebanista, no momento da criação, silêncio para contemplar a natureza e suas belezas. O Ikebana não é meramente uma peça decorativa, é mais do que isso, é uma representação do real e do divino interagindo a fim de proporcionar paz e harmonia.


Rosana Fernandes

Título: Ikebana: uma obra de arte

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 26

781 

Imagem por: trengarasu

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    12-10-2014 às 13:21:51

    São lindas mesmo. Ter um ikebana é ter uma obra de arte em casa.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    24-04-2014 às 22:35:49

    Os japoneses são feras nisso. Esse Ikebana é uma linda arte, gostei do texto.

    ¬ Responder
  • Carmen Silvia MoreiraCarmen Silvia Moreira

    29-09-2011 às 17:26:58

    Estou fazendo curso de Ikebana na Igreja Messiânica Johrei Center Gonzada em Santos. Gostaria de saber o preço de vasos, tesouras e hanadomê para poder comprer via internet. Muito obrigada, Carmen

    ¬ Responder
  • SusanaSusana

    14-07-2011 às 16:17:04

    Será que me podem dizer onde se podem comprar arranjos em ikebana? Tenho alguma urgência:(
    Obrigada

    ¬ Responder
  • maria simonemaria simone

    13-09-2010 às 02:35:43

    Gostaria de saber mas sobre os arranjos de flores ikebanas sao lindos.
    se vc pouder manda umas fotos para mim
    bjs maria simone

    ¬ Responder

Comentários - Ikebana: uma obra de arte

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Imagem por: trengarasu

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios