Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como escolher um colchão

Como escolher um colchão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 1
Como escolher um colchão

Você sabia que uma boa noite de sono estimula vários processos metabólicos no organismo? Mas, esses efeitos não podem ser obtidos se a cama não for confortável. Atualmente, já é possível encontrar vários tipos de colchões e travesseiros. E, em meio a tantas novidades, basta escolher o que melhor se adapta ao seu corpo, ou seja, aquele que deixa a coluna mais alinhada. Confira dicas e saiba como escolher um colchão.

Fique atento às características de cada colchão:
Espessura: 15 cm já é o suficiente para proporcionar uma noite confortável.
Altura da cama: ela deve ficar, no mínimo, a 30 cm do chão. Essa distância garante uma ventilação adequada.
Estrado ou box? O estrado traz mais vantagens no quesito circulação de ar, o que ajuda a prevenir irritações na pele provocadas pelo excesso de suor.
Tamanho: o colchão pequeno restringe os movimentos durante a noite.

Tipos de colchão:
Mola: a armação é composta por fios de aço inox com formato cilíndrico, cônico ou bicônico. Pode durar até 3 anos.
Espuma: existem diversos modelos, desde os mais duros até os extramacios. É preciso mantê-los sempre secos e só podem ser utilizados por, no máximo, 5 anos.
Látex: este são compostos por borracha derivada da seringueira, se molda facilmente ao corpo e volta ao formato inicial sem resistência. Deve ser trocado a cada 10 anos.
Alternativos: podem ser de ar ou de água, mas que não são recomendados para o uso diário, salvo em casos de indicação médica.

Glossário:
Bonnel: sistema de molas mais antigo e tradicional, com fios de aço.
Compensado: tipo de madeira mais comum na fabricação de camas, inclusive da box.
Densidade: definição técnica para o peso que a espuma pode suportar.
Double side: o famoso colchão dupla face. Os dois lados podem ser usados sem preocupação.
Dupla densidade: colchões com faces distintas. Normalmente, um lado é firme e o outro é extrafirme.
Jacquard: tecido empregado para forrar travesseiros, fronhas e lençóis.
Pocket: molas ensacadas de forma individual.
Poliframe: armação de espuma utilizada como suporte, principalmente para colchões de mola.

Como cuidar?
- O colchão precisa ser trocado de acordo com o tipo de material utilizado em sua fabricação. Podem durar de 3 a 10 anos.
- é aconselhável substituir os travesseiros a cada 2 anos para evitar a proliferação de bichos como ácaros, que causam problemas respiratórios.
- Caso o colchão ou travesseiro molhe, deixe secar ao sol. Não os deixe úmidos para evitar a proliferação de micro-organismos.
- Se possível, aquira uma capa antiácaro. Coloque-a sob a fronha e os lençóis para proteger contra alergias. Lave-as toda semana.


Rua Direita

Título: Como escolher um colchão

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

805 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Colchão Certo

    16-03-2013 às 11:34:20

    Adorei esta matéria. Parabéns.

    ¬ Responder

Comentários - Como escolher um colchão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios