Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Automóveis > Os perigos dos gases de escape automóvel

Os perigos dos gases de escape automóvel

Categoria: Automóveis
Visitas: 177
Comentários: 5
Os perigos dos gases de escape automóvel

Os maiores responsáveis pela poluição atmosférica, principalmente nas grandes cidades, são sem dúvida os automóveis através dos gases de escape que emitem. As pessoas que vivem nos centros das grandes cidades certamente sabem isto melhor que ninguém porque “sentem-no na pele” todos os dias.

De entre os poluentes emitidos pelo escape dos automóveis podemos destacar os seguintes: monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono (CO2), hidrocarbonetos (HC), dióxido de enxofre (SO2), óxidos de nitrogénio (NOx) e partículas diversas (poeiras, fumos, fuligem, etc.).

Estes compostos apresentam perigos, tanto para a saúde humana como para o meio ambiente.

O monóxido de carbono é um gás que ao ser respirado entra na corrente sanguínea provocando dores de cabeça e dificuldades respiratórias, podendo mesmo causar asfixia e provocar mortes no caso de estar presente em altas concentrações. De entre os hidrocarbonetos expelidos para a atmosfera pelo escape automóvel, os mais perigosos são talvez o metano e o benzeno, uma vez que em concentrações elevadas podem ser cancerígenos, e além disso também contribuem para o aquecimento global do planeta. Os óxidos de nitrogénio são os grandes responsáveis pela “névoa de poluição” que por vezes se faz notar nas cidades e que reduz a visibilidade. Também contribuem para o efeito estufa e podem provocar irritação nos olhos e no sistema respiratório. As partículas diversas também contribuem para a formação da “névoa de poluição” e são agressivas para o nosso sistema respiratório e cardiovascular. Em relação ao dióxido de carbono, apesar de não ser nocivo para o Homem, é o principal responsável pelo efeito estufa e pelo consequente aquecimento global do planeta.

O aumento consecutivo do número de automóveis a circular nas ruas de todo o mundo em conjunto com o abate indiscriminado de árvores está a provocar um desequilíbrio no ciclo do CO2 (dióxido de carbono), ou seja a flora global já não é suficiente para manter os níveis de carbono na atmosfera equilibrados – o dióxido de carbono produzido sofreu um aumento considerável, devido à acção do homem, enquanto que a utilização do CO2 por parte das plantas diminuiu o que está a provocar a acumulação de grandes quantidades deste gás na atmosfera. Estas altas concentrações de dióxido de carbono fazem com que o calor fique retido na atmosfera, o que está a provocar o aquecimento gradual do planeta levando a alterações climatéricas graves.


Carlos Vieira

Título: Os perigos dos gases de escape automóvel

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 177

805 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • samira furtado

    01-02-2013 às 09:38:13

    eu queria saber que implicações tem a poluição atmosférica

    ¬ Responder
  • sophia

    03-05-2012 às 18:51:55

    eu queria saber o que o monóxido de carbono causa a saúde humana e ao meio ambiente?
    obrigada pela atenção e se possível responder.

    ¬ Responder
  • Umarizal Terraplenagem e Locaçãobrenda

    10-11-2010 às 22:46:51

    eu queria um texto sobreo dióxido de enxofre
    para a máteria de ciências,um texto pequeno que explique
    o que é?
    alguma coisa assim!!
    OBRIGADOOO!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoL _00love

    09-11-2010 às 00:55:59

    Eu gostaria por favor de saber os, perigos do dióxido de enxofre!!
    Seu texto é mto bom mas preciso da informação acima.se puder me ajudar!!!
    Obrigado!!!

    ¬ Responder
  • isabelisabel

    24-01-2010 às 13:31:11

    o meu carro reprovou na vistoria porque tinha os gases no máximo.o que é isso e se o arranjo no mecânico fica muito caro?

    ¬ Responder

Comentários - Os perigos dos gases de escape automóvel

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios