Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Não fique arrumado ao canto!

Não fique arrumado ao canto!

Categoria: Mobiliário
Visitas: 4
Não fique arrumado ao canto!

O mobiliário tem-se vindo a revelar, nos últimos anos, uma área bastante versátil e com uma espantosa capacidade de adaptação às contingências e à evolução das condições de comércio. A internacionalização, o marketing, o desenvolvimento de novas estratégias, as parcerias e as alianças constituem desafios que hoje se colocam ao ramo do mobiliário, no sentido de ir “pregando” o êxito de maneira sólida.

As feiras internacionais assumem, neste contexto, primordial importância, uma vez que propiciam a observação das tendências do sector e o diálogo entre as partes, sendo muito úteis, tanto para quem quer vender, como para aqueles que pretendem comprar. Só a auscultação atenta e cuidada conduz ao aperfeiçoamento da actividade.
Por outro lado, os certames profissionais do mobiliário contam com a presença de diversas entidades especializadas nos mais variados domínios, proporcionando informação e serviços que vão ao encontro das necessidades do tecido empresarial. Valorizar a relação que existe entre a oferta e a procura no recinto de exposições aporta benefícios alargados e todos acabam por lucrar com o tempo reservado a essas visitas.

Na actual conjuntura, em que a informação surge com uma velocidade assombrosa, levando a que as novidades da semana passada constituam, praticamente, relíquias da antiguidade, vale a pena descobrir novos nichos e recolher dados críticos sobre o mercado.
Efectivamente, novos gostos, formas, produtos e processos produtivos fazem constantemente “mexer”a indústria do móvel, não deixando que se torne… imóvel! Se, como diz o adágio popular, «parar é morrer», a verdade aqui contida é particularmente aplicável neste âmbito. Somente uma aposta adequada num design mais apelativo, na redução dos custos de produção, nomeadamente através do melhoramento de métodos, juntamente com políticas comerciais crescentemente agressivas, poderão alicerçar níveis de crescimento e de desenvolvimento sustentado elevados.

Com o intuito de recompensar iniciativas, de gerar uma certa competitividade extra e de incrementar o aparecimento de novas ideias, têm sido lançados prémios cuja intenção passa por optimizar o cruzamento interdisciplinar e, sobretudo, levar a cabo um levantamento do que melhor se executa na área das intervenções efémeras.
Paralelamente, tem-se lançado o desafio da procura de parceiros de confiança, com o objectivo de criar plataformas de intercâmbio e de fomentar a troca de experiências e de abordagens.

É sobejamente conhecido que «a união faz a força». Nesta, como noutras matérias, a soma de esforços e a divisão de responsabilidades levarão à subtracção de preocupações e à multiplicação de ganhos. É tudo uma questão de matemática…



Maria Bijóias

Título: Não fique arrumado ao canto!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 4

601 

Comentários - Não fique arrumado ao canto!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O Mito da Entrevista de Emprego

Ler próximo texto...

Tema: Empresariais
O Mito da Entrevista de Emprego\"Rua
Aguardando há meses pela oportunidade de um novo emprego e após ser aprovado em várias etapas do processo de seleção eis que surge um empecilho: a entrevista de emprego.

Diversas dúvidas passam pela cabeça do candidato como o que vestir, como sentar-se, qual o tom de voz adequado, o que o entrevistador espera como resposta e como impressioná-lo provando ser a pessoa certa para a vaga a ser ocupada.

A verdade é que não há regra que garanta o sucesso em uma entrevista, porém, algumas atitudes e cuidados precisam ser tomados. Abaixo seguem 10 dicas que auxiliarão o candidato enfrentar essa fase do processo de seletivo de forma mais segura, não importando a área ou cargo pretendido.

1. Seja pontual. A pontualidade é uma forma de demonstrar respeito, consideração e compromisso com a empresa, porém, ser pontual não significa ser precipitado, chegando com muito tempo de antecedência. Para isso programe-se: quanto tempo você levará para chegar até o local combinado para a entrevista? E se houver algum tipo de atraso? Programe-se para que os prazos possam ser cumpridos. Se o atraso for inevitável entre em contato com a empresa e explique o motivo para o mesmo solicitando a possibilidade de remarcar o compromisso.

2. Vista-se de maneira condizente ao cargo que irá ocupar. Mesmo parecendo ser uma superficialidade, a forma como o candidato se veste pode influenciar a decisão do entrevistador, portanto, causar uma boa impressão é essencial. Para isso pesquise o perfil da empresa, se possível observe a forma como os funcionários se vestem e use na entrevista algo um pouco mais formal do que usaria todos os dias para ir ao trabalho.

3. Zele por uma boa aparência. Como descrito acima causar uma boa impressão é essencial, dessa forma, a higiene pessoal é indispensável. Vale ressaltar que perfumes e maquiagem exagerados são pontos negativos em uma entrevista.

4. Tenha em mente suas principais realizações profissionais e as evidencie. Quais os principais desafios que essas lhe trouxeram e o que aprendeu em cada uma delas. Se é seu primeiro emprego vale ressaltar suas experiências escolares e acadêmicas como trabalhos em grupos, projetos realizados, programas de estágio e trainee.

5. Tenha atitudes positivas. Um método de entrevista consiste em perguntas aparentemente absurdas que não possuem, necessariamente, respostas prontas. O que ele deseja na verdade é avaliar seu raciocínio lógico, portanto, seja criativo, argumente e crie estratégias para sair dessa saia justa.

6. Seja genuíno e autentico. Mesmo estando sob pressão seja você na entrevista. Não minta nem use máscaras. O recrutador provavelmente perceberá que você não está sendo sincero.

7. Tenha argumentos. “Por que você quer trabalhar aqui?” ou “Quais serão suas contribuições para essa empresa?” são perguntas básicas em uma entrevista de empregos. Portanto, tenha bons argumentos para esses questionamentos.

8. Mostre-se interessado. Faça perguntas plausíveis ao entrevistador.

9. Seja gentil e educado a todo o momento. Muitas empresas costumam analisar o candidato no momento em que esse inicia o processo seletivo.

10. Mostre-se confiante. Se você fará a entrevista de emprego é porque já passou por outras fases do processo seletivo, ou seja, tem muitos pontos a seu favor. Acredite no seu potencial .

Outros textos do autor:
O Mito da Entrevista de Emprego

Pesquisar mais textos:

Mabelly Venson

Título:O Mito da Entrevista de Emprego

Autor:Mabelly Venson(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios