Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Acupunctura Na Saúde

Acupunctura Na Saúde

Categoria: Saúde
Acupunctura Na Saúde

O termo “acupunctura” significa “punção com agulhas”. Pode parecer assustador a quem padeça de fobia a coisas mais pontiagudas tidas como causadoras de dor, mas o certo é que os benefícios desta modalidade terapêutica milenar compensam largamente o hipotético desconforto que se possa sentir. Na realidade, o toque das agulhas, feito correctamente, apenas provoca uma certa cãibra, sensação eléctrica, formigueiro, peso ou distensão, quer à volta da agulha, quer na parte ascendente ou descendente do meridiano afectado (que constitui o canal de circulação de energia).

Enquanto que no Ocidente as doenças são ligadas à acção de vírus e bactérias e à proliferação de células enfermas, e os tratamentos se dirigem nessas direcções, no Oriente (de onde provém a acupunctura) acredita-se piamente que as patologias são causadas por um desequilíbrio energético. A acupunctura, aplicada em determinados pontos do corpo, serviria, então, para desbloquear o fluxo de energia e recuperar a harmonia do seu funcionamento. Efectivamente, a acupunctura visa o tratamento do indivíduo integral, e não apenas desta ou daquela parte específica, como se o ser humano fosse uma manta de retalhos.

Inicialmente vista como uma especialidade médica destinada a mitigar as dores, na actualidade reconhece-se um domínio bastante mais vasto no que concerne às virtudes da acupunctura. De facto, a Organização Mundial de Saúde estatuiu que a acupunctura é adequada para perturbações que incluem problemas de ouvidos, nariz e garganta, dores de dentes, asmas brônquica sem complicações secundárias (em adultos e crianças), dificuldades do tracto digestivo, soluços, inflamação do estômago e do cólon, úlceras duodenais crónicas, obstipação, diarreia, inflamação da retina ou da conjuntiva, miopia (em crianças), cataratas não complexas, dores de cabeça, enxaquecas, determinadas paralisias faciais ou padecimentos nervosos, debilitações parciais decorrentes de acidentes vasculares cerebrais, incontinência urinária nocturna, ciática, dores lombares e osteoaetrite, inflamação de terminações nervosas, etcétera. A acupunctura apresenta ainda resultados na redução da tensão arterial, no controlo dos níveis de glicémia no sangue, na moderação dos sintomas de esquizofrenia, no estímulo da memória e até na contenção da ejaculação precoce.

Em caso de cancro, por exemplo, o paciente pode beneficiar da acupunctura para minimizar as consequências colaterais da quimioterapia, aumentando, simultaneamente, a resistência física, o que lhe permitirá suportar melhor o tratamento convencional.

A acupunctura é completamente compatível com os cuidados médicos tradicionais. A cooperação e complementaridade entre ambos garantirá efeitos de qualidade superior.

As agulhas têm o poder de excitar as células nervosas da pele, atingir o sistema nervoso central (SNC) e incitar o cérebro a produzir analgésicos e anti-inflamatórios naturais.

O objectivo fulcral da acupunctura é a prevenção de doenças, ou, quando os males estão já instalados, servir de terapia. Não obstante, a aplicação da medicina chinesa contempla também o uso de plantas e minerais, uma alimentação equilibrada e exercícios terapêuticos (como as massagens).

Apesar do seu inegável potencial terapêutico, a acupunctura não é magia. Há enfermidades que ela pode curar, outras para as quais é o tratamento principal, e uma terceira categoria em que esta técnica pode, simplesmente, ajudar.



Maria Bijóias

Título: Acupunctura Na Saúde

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

605 

Comentários - Acupunctura Na Saúde

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cães e Humanos: Amizade por interesses

Ler próximo texto...

Tema: Animais Estimação
Cães e Humanos: Amizade por interesses\"Rua
Não é de hoje que os cães são considerados nossos melhores amigos, porém como toda amizade ela não é totalmente incondicional e livre de interesses, pense bem, você pode discordar a princípio, mas analise a fundo e verá que tenho razão.

Cães convivem conosco a mais de 10mil anos, foi lá atrás na pré história que essa amizade começou, uma das mais duradouras da história. Teorias dizem que essa conexão iniciou pois ambas as espécies precisavam de algo que não possuíam e juntos se completaram.

Em plena era do gelo onde a sobrevivência estava sendo testada a todo vapor, aquele lobo considerado mais corajoso se encontrou com um homem também corajoso e resolveram unir forças, talvez não conscientemente, mas deu certo para ambos, e ali iniciava uma amizade que duraria por milênios.

Nesse estágio da nossa história, corríamos perigo de sobrevivência; faltava comida, segurança e energia ! ... E então percebemos que esses lobos simpáticos poderiam nos dar uma vantagem na corrida contra a morte, afinal eles caçavam muito bem , coisa que tínhamos dificuldade em fazer pela falta de energia naquele momento; então pensamos, eles nos ajudam a caçar, nós dividimos o alimento e em troca eles ganham segurança e afeto, e foi assim que essa amizade nos ajudou a enfrentar todos os percalços do caminho, e hoje evoluímos tanto que não precisamos mais de seus serviços e ainda sim continuam sendo nossos melhores amigos, posso dizer então que realmente é uma amizade verdadeira, que surgiu da dificuldade e interesses mas que não se deixou abalar por nada.

Então, agora quando virmos alguém maltratar esses animais, desdenhar deles dizendo que "não prestam pra nada", "não fazem nada de útil", como a galinha que põe ovos, ou a vaca que dá leite, lembremo-nos o quão útil eles foram na nossa caminhada, não só no quesito físico mas também no emocional, numa época em que as aparências não importavam e nem o QI para se fazer um amigo, bastava ser corajoso o bastante pra ultrapassar barreiras e conhecer mais o outro, do jeito que ele viesse, garanto que vantagens incríveis nascerão dessa amizade, e não pense em vantagens como algo ruim, quando digo penso em a vantagem da gente se sentir o humano mais importante do mundo quando esses seres peludos nos olham nos olhos sem pedir mais nada em troca, damos e recebemos carinho como nunca, uma retribuição silenciosa a quem sempre esteve do nosso lado, no pior e melhor momento.

O maior interesse em uma amizade é que ela dure para sempre, e acho que com os Cães conseguimos isso.

Pesquisar mais textos:

Lara Lavic

Título:Cães e Humanos: Amizade por interesses

Autor:Lara Lavic(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios