Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > As Dietas mais disparatadas…

As Dietas mais disparatadas…

Categoria: Saúde
Comentários: 1
As Dietas mais disparatadas…

Muitas são as pessoas que andam obcecadas em perder peso. E com a chegada do Verão a obsessão aumenta. Para conseguirem um corpo de sonho estão dispostas a tudo, mesmo em embarcar em dietas loucas que só trazem resultados a curto prazo, esquecendo que tudo isso poderá trazer consequências psicológicas, tais como: um aumento da vulnerabilidade ao stress, variações de humor, ansiedade, dores de cabeça e de estômago, impulsividade, irritabilidade e até mesmo depressão.

Antes de começar uma dieta, verifique se é uma opção saudável e para tal, indico-lhe aqui algumas formas de perceber se está a iniciar uma dieta perigosa. Assim, suspeite se incluir um determinado alimento apenas ou um grupo específico de alimentos; se for uma forma rápida, permanente e fácil de emagrecer com slogans do tipo “ Emagreça numa semana” ou “ “Perca 15 quilos num mês”; não precisa de fazer exercício físico; utilizam testemunhos de experiências anteriores mostrando pessoas satisfeitas com a dieta/produto; prometem o desaparecimento rápido ou diminuição de gorduras localizadas e restringem determinados alimentos, em vez de aconselharem uma redução da ingestão dos mesmos.

Em tempos, também eu entrei em algumas destas dietas, fiz a famosa Dieta da Seiva, em que durante dez dias não comia, apenas bebia a Seiva, cerca de dois litros por dia e a única coisa que podia comer era maças verdes, mas no máximo duas por dia. Só sei que me senti muito fraca e que no fim não compensou, porque depressa recuperei o peso. Também fiz a dieta da sopa, em que durante uma semana comia apenas sopa de cebola, apanhei um enjoo tão grande, que hoje não posso ver cebolas à frente. É certo que emagreci, mas uma vez mais recuperei tudo. Depois existem ainda dietas, como a da Lua, que consiste em ingerir apenas líquidos durante 24 horas, durante cada mudança de fase da lua. É mais uma dieta desequilibrada que nos obriga a consumir apenas chás, sopas, água e sumos de fruta natural. A dieta da clara do ovo, em que se pode consumir somente clara de ovo e batata cozida diariamente, até perder o peso pretendido. Tal como estas existem muitas mais, mas tudo com soluções rápidas que depressa acabam por lhe sair caro, porque além de voltar a recuperar o peso, perde massa muscular e ganha flacidez no corpo.

Eu já não entro nestas dietas ilusórias, porque respeito o meu corpo e a minha saúde e você talvez deva começar a pensar da mesma forma…

Catarina Guedes Duarte

Título: As Dietas mais disparatadas…

Autor: Catarina Guedes Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

762 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Wallace RandalWallace Randal

    14-09-2012 às 14:15:34

    Essas dietas milagrosas são, como você disse, ilusórias e perigosas. O melhor mesmo é equilibrar a alimentação saudável, prática de exercícios, e ser feliz. Por que o importante é estar com saúde e bem consigo mesmo, amando ser quem cada um é, e sem medo de viver a vida. Ir ao nutricionista pode ser esclarecedor além de que ele pode indicar a melhor rotina de refeições para o cada tipo e fim específico.

    ¬ Responder

Comentários - As Dietas mais disparatadas…

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios