Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Técnicas de primeiros socorros

Técnicas de primeiros socorros

Categoria: Saúde
Comentários: 1
Técnicas de primeiros socorros

Apesar de haver indícios de que a sociedade está cada vez mais egoísta e egocêntrica, continuo a acreditar que tal não é verdade e ainda vamos a tempo de inverter a tendência e lutar pelo bem comum. Não entrando em questões sociais, políticas ou económicas, quero apenas alertar os leitores para a necessidade de saber executar técnicas de primeiros socorros. Na verdade, nunca se sabe quando tais conhecimentos terão de ser postos em prática, para auxiliar um familiar, amigo ou mesmo um desconhecido. De salientar que as dicas que aqui deixo devem ser aprofundadas e renovadas. São questões de saúde que estão sempre a sofrer alterações e actualizações, pelo que procure estar informado das últimas regras. Sinceramente, espero que estas curtas linhas deixem um “bichinho” de querer saber mais e procurar formação adequada e creditada sobre estes assuntos.

Quando se deparar com uma vítima, comece por verificar o seu estado de consciência. A pessoa não tem de estar necessariamente deitada no chão, podendo encontrar-se em qualquer posição.
- Comece por abanar suavemente a vítima pelos ombros, enquanto lhe pergunta em voz alta “está-me a ouvir” ou “aperte a minha mão”, aguardando uma resposta da sua parte.

- Se a vítima reagir ao seu contacto, coloque-a numa posição confortável e se necessário transporte-a até ao hospital.

- Se a vítima não responder, verifique se está a respirar. Em caso afirmativo, coloque-a em posição lateral de segurança - ajoelhe-se ao lado da vítima e levante-lhe a perna mais próxima de si, de modo a fazer um ângulo recto. Nunca largando a perna, coloque o braço da vítima que está mais longe de si, num ângulo recto com o tronco. O braço mais próximo de si deve ser colocado sobre o peito da vítima. Segure a vítima no ombro e por baixo da perna que esteve sempre a segurar e volte-a, de forma a ficar de costas para si. Mantenha a perna em ângulo recto e coloque-a de modo a impedir que a vítima role para a frente. Por fim, cruze o braço sobre o braço que está no chão.

- Chame uma ambulância.

Se a vítima não ventilar, terá de verificar se há algum objecto a obstruir as vias aéreas e possivelmente executar técnicas de reanimação cardiopulmonar. Este tipo de técnicas não se aprendem por um livro ou num simples texto informativo como este. Apenas num curso de Suporte Básico de Vida vai conseguir aprender e treinar estas técnicas.

Se se deparar com uma vítima que não respira e não tem preparação para a auxiliar, chame imediatamente uma ambulância e não abandone a vítima.



Cláudia Bandeira

Título: Técnicas de primeiros socorros

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 0

711 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Sofia NunesSofia Nunes

    15-09-2012 às 15:53:25

    O tema do seu texto é algo em que penso frequentemente. Isto porque considero necessário que se implemente das escolas, a partir do ensino primário, cursos básicos e obrigatórios de primeiros socorros. Se as crianças forem desde cedo familiarizadas com estes procedimentos e com a eventualidade de os virem a ter de utilizar, mais naturalmente reagirão face a uma situação de emergência envolvendo tanto conhecidos como desconhecidos. Estou certa de que tal empreendimento salvaria vidas.

    ¬ Responder

Comentários - Técnicas de primeiros socorros

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios