Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Sorrir é o melhor remédio!

Sorrir é o melhor remédio!

Categoria: Saúde
Visitas: 2
Sorrir é o melhor remédio!

A 1 de Abril celebra-se o Dia Internacional da Diversão no Trabalho. A instituição desta data comemorativa teve como propósito lembrar que o trabalho não tem de ter o peso que, amiúde, se lhe aplica, podendo, inclusive, ser motivo de gozo e regozijo.

Na verdade, estudos realizados recentemente nos Estados Unidos vieram demonstrar que o bom humor, não só aumenta o fluxo sanguíneo, como potencia a saúde e as capacidades do empregado, estimula a inovação, optimiza a comunicação interna, favorece a aprendizagem e proporciona maior coesão entre as diversas equipas da empresa. Portanto, o sentido de humor cria um ambiente mais relaxado, com o qual todos beneficiam, e, por conseguinte, a produtividade também.

Não é tarefa fácil encarar os problemas com humor, mantendo-os a uma apetecível distância. Todavia, brincar com as situações é uma forma de desmistificação das próprias dificuldades, que nos impede de ficarmos sob o seu domínio, atordoados e incapazes. A atitude humorística ajuda a manter o cérebro desperto e a cultivar uma certa frieza de análise, que concorre sobremaneira para a sobriedade da avaliação das circunstâncias, evitando as malhas da confusão de um “diagnóstico emocional”.

Se aprendêssemos a sorrir mais e melhor, mais genuína e humildemente, os bons sentimentos que daí adviriam aproveitariam a toda a gente e a Humanidade deixaria a sombra da taciturnidade.

O sorriso e a ternura andam de mãos dadas. Quando sorrimos, não fazemos favor nenhum a ninguém; só talvez a nós mesmos, uma vez que somos os primeiros a lucrar com isso. Para além de nos ficarmos a sentir melhor e mais optimistas, estamos a cuidar da pele…e do coração.

Sorrir à criança travessa, sorrir ao ancião solitário que suporta o peso dos muitos anos que já viveu, sorrir ao amigo inoportuno, sorrir ao vizinho chato, sorrir ao carteiro, ao condutor do autocarro, numa palavra, sorrir a todos, a fim de melhorarmos o dia deles e o nosso. Com uma pitadinha de alegria tudo se torna mais leve, menos árduo, menos doloroso, menos negro.

Só com cidadãos responsáveis, válidos e positivos é possível suster uma sociedade de futuro forte e produtiva. O sorriso, o bom humor, o saber rir-se de si próprio são sinais de felicidade interior, de segurança, de paz de espírito.

Acordar com vida e saúde todas as manhãs constitui, só por si, motivo mais do que suficiente para um sorriso de orelha a orelha enquanto se saúda o novo dia que nos é dado como prenda!



Maria Bijóias

Título: Sorrir é o melhor remédio!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

651 

Comentários - Sorrir é o melhor remédio!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios