Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > DVD Filmes > La Vita è Bella - Cinema Italiano

La Vita è Bella - Cinema Italiano

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: DVD Filmes
Comentários: 12
La Vita è Bella - Cinema Italiano

Até pode vir dizer que não gosta de filmes estrangeiros, que não há nada como um filme à maneira Americana, legendado em Português de Portugal. Mesmo filmes Portugueses não gosta. Acha que soa mal, que os enredos são diferentes, que não têm a ação o enredo e a qualidade de Hollywood.

Pois bem, muitos são os que pensam desta forma e batem o pé insistentemente até... até verem - A Vida é Bela - de Roberto Benigni.

Esta história apaixonante conta-nos não só a vida desumana vivida durante o holocausto, mas muito mais do que isso. A compaixão, o sacrifício, a espera, o amor, a tolerância, e o permanente renascer do ser humano são temas de acompanham todo o filme.

Uma forma apaixonante de fazer ver a vida, Roberto Benigni, deslumbrou ao co-escrever, dirigir e representar esta peça tão memorável.

Em 116 minutos, vemo-nos envoltos em ansiedade, pena, compaixão, revolta, amor e muitos outros sentimentos difíceis de conciliar num só filme, mas que aqui são anexados com uma perícia de mestre.

A história baseia-se na extraordinária vida de um homem Judeu (Guido) que se muda para uma pequena cidade Italiana – Arezzo - e torna-se proprietário de uma livraria. Com a vida económica estabilizada, apaixona-se por uma jovem rapariga têm um filho.

A interromper toda a felicidade e estabilidade de Guido, irrompe por Itália o regime fascista e este é levado com o seu filho para um campo de concentração.

Começa aqui uma história irreal do faz de conta, em que Guido, para proteger o seu filho, diz-lhe que tudo não passa de uma brincadeira. Os Alemães gritam porque fingem estar zangados e as pessoas fogem e gritam porque representam. Tudo se trata de um jogo, e é nesta vivencia que o nosso personagem representado por Roberto Benigni, ilude e protege o filho que tanto ama.

A busca constante pela proteção do filho e a luta permanente para que a criança não sofra consequências psicologicamente traumáticas, tornam Guido num verdadeiro herói.
Um filme que nos marca de forma profunda e única. Uma produção avassaladora, em que não são necessárias falas Inglesas nem efeitos especiais hollywoodescos para cativar, prender e fazer recordar mesmo os mais insensíveis.

Liberte-se das manias dos filmes tradicionais e explore outros cinemas. Além de ficar impressionado, vai verificar com os seus próprios olhos que existem histórias fantásticas de serem vistas e comentadas.


Carla Horta

Título: La Vita è Bella - Cinema Italiano

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

688 

Imagem por: Il Metiu

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 12 )    recentes

  • SophiaSophia

    28-04-2014 às 04:18:52

    Estás bem certa quanto a explorar outros tipos de cinemas. Também serve para tudo na vida! Obrigada pela inspiração.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    13-09-2012 às 11:21:14

    eu tenho e concordar consigo, embora o cinema português esteja a tentar sobressair. todavia, não há nada como um bom filme estrangeiro, com actores conhecidos e queridos do público. eu adoro filmes franceses, italianos, do ingleses e americanos. também já filmes do norte de países do norte da Europa, e nem sempre são maus. A Vida Bela é um clássica, que demonstra as relações humanas perante as adversidades.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    13-09-2012 às 11:15:42

    eu tenho e concordar consigo, embora o cinema português esteja a tentar sobressair. todavia, não há nada como um bom filme estrangeiro, com actores conhecidos e queridos do público. eu adoro filmes franceses, italianos, do ingleses e americanos. também já filmes do norte de países do norte da Europa, e nem sempre são maus. A Vida Bela é um clássica, que demonstra as relações humanas perante as adversidades.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    12-09-2012 às 17:23:27

    La Vita è Bella é um dos meus filmes favoritos e equipara-se à Lista de Schindler no que diz respeito aos meus filmes preferidos sobre o Holocausto. É um filme realizado e interpretado de forma brilhante por Roberto Benigni. Não sendo uma comédia, é o filme mais leve sobre o Holocausto, pelo menos no concernente às imagens gráficas, uma vez que comporta um certo grau de carga emocional (não sendo, de todo, um filme triste).

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCremilde

    26-07-2012 às 11:32:06

    Quantas vezes descreditamos alguns filmes somente porque foram filmados num pais fora da América ou porque é falado numa outra língua que não o Inglês? Há que dar o devido valor a filmes chamados de estrangeiros para que se perceba a qualidade de filmes que por aí há a aguardar que se descubra.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoMariana

    24-07-2012 às 09:54:07

    Já tinha visto este filme há muitos anos e não sabia o nome. De vez em quando descrevia o filme a alguém, mas ninguém me sabia dizer o titulo. É muito bom. Perfeito alguém se ter lembrado de escrever sobre este filme, tão único e tão intenso. Muito, Muito Bom.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCristina

    24-07-2012 às 09:53:30

    “La Vita é Bella” é absolutamente monstruoso no melhor sentido que se pode empregar. Quem se lembraria de uma história destas??? Só mesmo Roberto Benigni. Sou completamente apaixonada pelos enredos deste senhor que com assuntos tão dolorosos faz crescer na ilusão o carinho de qualquer um. A quem ainda não viu, o meu conselho de a não perder.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoPetra

    23-07-2012 às 11:42:05

    Este é um dos melhores filmes de todos os tempos. Só já foi dito, só mesmo o amor incondicional de um pai pode fazer desta privação de liberdade e de vida, uma aventura para que o seu pequeno filho sofra o mínimo possível. Perfeita a forma como este pai quer mostrar a vida e esconder a dura realidade da invasão nazi.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoPatrícia

    23-07-2012 às 11:41:48

    Vi há muitos, muitos anos atrás um filme que se chamava “O Julgamento de Nuremberga”. Devo dizer que foi um dos filmes mais marcantes da minha vida. Pela tensão absoluta, pelos relatos, por algumas imagens mostradas (e que nunca mais me consegui esquecer), este é um filme difícil de encontrar e descobrir, arrisco-me mesmo a dizer que ainda mais difícil de assistir, mas marca-nos a forma de ver o mundo para o resto da vida.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoPedrosa

    23-07-2012 às 11:41:30

    Lamentavelmente há muita gente que não conhece este filme. Filmes cuja história se passe em pleno holocausto são alguns, mas que falem com o amor com que este filme nos toca há poucos. O holocausto é aqui tratado de uma forma única e com um amor que só um pai sabe dar. Uma história absolutamente avassaladora em todos os aspetos, prende-nos, comove-nos e apaixona-nos.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoFrancisco

    19-07-2012 às 12:11:15

    Este filme é absolutamente grandioso. Para quem gosta de assistir a um bom filme sem que a caraterística hollyodesca seja obrigatória, este filme é inevitável. Pelos atores, mas principalmente pelo enredo da história, “La Vitta é Bella” transborda-nos de emoção do principio ao fim do filme. A não perder mesmo que a língua Italiana lhe seja estranha na grande tela.

    ¬ Responder
  • nayaranayara

    08-10-2010 às 19:53:08

    você pode manda a historia da la vida es bella ?

    por favor

    ¬ Responder

Comentários - La Vita è Bella - Cinema Italiano

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Il Metiu

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios