Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Ensaios Clínicos?

Ensaios Clínicos?

Categoria: Saúde
Ensaios Clínicos?

A medicina sempre foi um campo em contínua evolução, ainda mais nos dias de hoje. Esta evolução é contínua e não pode parar, não só devido a todas as doenças que existem para as quais (ainda) não existe cura, mas também para combater novas doenças que vão aparecendo, principalmente devido às condições ambientais que nos rodeiam.

Os ensaios clínicos podem ser definidos como investigações sobre um determinado medicamento experimental conduzidas no ser humano, com o objectivo de descobrir ou verificar os efeitos clínicos e farmacológicos e os possíveis efeitos indesejados desse mesmo medicamento.

Os ensaios clínicos dividem-se em quatro fases. A Fase I é a da investigação em animais, a Fase II num grupo restrito de seres humanos, a Fase III num grupo alargado de seres humanos e a Fase IV é a fase de acompanhamento após o medicamento ser introduzido no mercado. Esta sempre foi uma área bastante controversa, não só porque envolve a experimentação de substâncias em seres humanos, mas também em animais, na Fase I.

É através deste processamento por fases que se fazem os testes aos medicamentos até eles serem introduzidos no mercado. As leis europeias obrigam que qualquer substância medicamentosa seja submetida a todas estas fases.

A medicina está de tal forma avançada que, hoje em dia, já é possível não morrer de doenças que há poucas décadas matariam milhares, como é o caso dos cancros, ou ainda de melhorar a nossa qualidade de vida útil e de prolongar a sobrevivência.

A polémica surge com o uso de animais e com a legitimidade do ser humano em usá-los para seu próprio benefício. Até que ponto devemos usar outros animais com uma fisiologia parecida com a do ser humano para testar produtos que são essenciais para a nossa sobrevivência é a dúvida que se impõe. A ciência defende que estes animais são criados especificamente para este fim e que os testes a novas substâncias não são feitos de modo indiscriminado. Usa-se o menor número possível de cobaias para este fim e evitam-se sofrimentos que se sabe não trazerem quaisquer resultados válidos.

Os ensaios clínicos são feitos em ambientes controlados e podem ir de poucas dezenas de pessoas até aos milhares e podem ser específicos de uma região ou serem feitos a nível mundial. A legislação neste campo é extremamente apertada, o que ajuda ao controlo das experiências e ao domínio das actividades para que o seu uso não seja indiscriminado.



Luís Seco Passadouro

Título: Ensaios Clínicos?

Autor: Luís Seco Passadouro (todos os textos)

Visitas: 0

700 

Comentários - Ensaios Clínicos?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios