Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > Antigamente e Atualmente

Antigamente e Atualmente

Categoria: Decoração
Antigamente e Atualmente

Decoração nada mais é do que uma forma de embelezar um ambiente,acrescentado itens ou retirando,colocando cores ou escurecendo,jogando luzes ou apagando-as.Mas o conceito do que é belo muda muito.É algo que varia demais.Vou começar esclarencendo sobre tudo que algum dia já foi considerado como de bom gosto.

Tapete pendurado na parede já foi um item muito apreciado pelos decoradores clássicos.Se fosse um tapete oriental,mais gracioso ficava.

Lustres por todos os cantos,imitando a decoração de um castelo,era algo de se invejar.Grandes sofás com grandes mantas já foi considerado como símbolo de estilo e sofisticação.Almofadas com fios de ouro,jarros de cristal desenhado,prataria impecável tudo isso por mais complicado que seja de acreditar já foi visto como chique ou até mesmo casual.Porém essas pessoas moravam em casas,onde tudo era mais espaçoso e naturalmente tinha lugar para colocar um jogo de copos gigante.Atualmente,com quase todo mundo morando em apartamentos mais conhecidos como apertamentos devido ao aperto dessas habitações.

Era natural que tudo se tornasse mais prático.Ou seja nada de grande sofá com uma manta gigante em cima,coloca um sofá de couro pequeno preto (porque preto é mais fácil para limpar)e pronto.Nada de grandes lustres,utiliza-se uma pequena luz ambiente e problema resolvido.Ninguém mais tem ou herda prataria.Jogo de copos e de pratos tornou-se algo muito antigo.Não precisa de prato para comer pizza (prato mais consumido atualmente)come-se no papel toalha e está tudo resolvido.

Perde-se beleza e talvez até mesmo charme.Porém,tem muito mais a cara do século 21.A decoração deve acompanar a modernidade,digo andar ao lado dela.Nunca se tornar antiquada demais ou futurista demais.Deve atender as necessidades das pessoas naquele presente momento e ser agradavelmente estéticamente.Hoje,o desafio da decoração é reunir utilidade com beleza simultaneamente.Sem que nenhum dos lados saia perdendo.Quem tem que ganhar é a pessoa que vai se aproveitar daquela condição,muito provavelmente o dono da casa ou do apartamento.Essa mesma regra deve ser válida para ambientes profissionais,como uma empresa ou uma loja.Afinal,decorar é embelezar seja qual for o espaço.Preferencialmente com o menor custo possível e com o melhor gosto.Não esquecendo nunca do lado exterior do ambiente,porque o lado de fora é tão importante quando o design de interiores.


Gabriela Torres

Título: Antigamente e Atualmente

Autor: Gabriela Torres (todos os textos)

Visitas: 0

641 

Comentários - Antigamente e Atualmente

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios