Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Antiguidades > As Galerias Romanas da Rua da Prata

As Galerias Romanas da Rua da Prata

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Antiguidades
Visitas: 4
Comentários: 12
As Galerias Romanas da Rua da Prata

-Conheces as galerias Romanas da Rua da Prata? Aquelas que só são visitáveis numa altura do ano? Vão estar abertas este fim de semana e quero ver se as visito.- Tinha dito o Toupeira.
-Sim conheço. Mas não gosto muito de estar debaixo do chão. Tenho fobia!
-Então, tu não andas de Metropolitano?
-Ando.- Respondi.-Mas não gosto. Só ando de Metro por necessidade. E tu não tens medo?
-Deves saber que a alcunha dos Arqueólogos é: "Toupeiras", por isso andar debaixo do chão não é estranho para mim.- Disse-me o Toupeira sorrindo.

O Toupeira é um Arqueólogo, meu conhecido, que adora escavações. Por isso é que lhe chamam assim. Adora estar encafuado nos buracos desde que encontre por lá alguma preciosidade antiga. Antiguidades é com ele. Por isso fez-me o convite acima. A mim dá-me arrepios ver essas coisas de outros tempos, em buracos tão fundos.Eu também gosto de antiguidades, mas dispenso ter de as ver debaixo do chão.




As Galerias Romanas foram descobertas durante a reconstrução da Cidade de Lisboa após o Terramoto de 1755. Situam-se no subsolo da Cidade e a sua entrada fica na Rua da Prata. A Rua da Prata, anteriormente chamada de “Rua bela da Rainha” situa-se entre a Praça do Comércio e o Rossio. A entrada das Galerias faz-se através de uma abertura no chão dessa mesma rua, mais precisamente no meio da estrada como podem ver na fotografia e onde podem constatar também no vídeo.

Foi em 1959, precisamente no ano em que começaram as obras de saneamento básico, que encontraram as famosas Galerias Romanas. Como consequência foi dada a ordem de exploração e de de pesquisa das ruínas aos Arqueólogos daquela época, nomeadamente ao senhor José Valentim de Freitas que liderou as escavações. Começou assim a ser permitido diversas visitas, apenas para Arqueólogos e Jornalistas cuja única finalidade era a de investigação.

Mais tarde, em 1909, as ruínas Romanas foram totalmente abertas ao público, com a única função de cisterna para abastecer a população local.

Atualmente estas Galerias abrem uma vez por ano para serem visitadas quer por Investigadores, Arqueólogos, Jornalistas como também por turistas e Portugueses interessados na História dos nossos antepassados. História essa que também é nossa.
Devido aos tubos que suportam o esgoto, não é possível visitar todas as galerias. Mas naquelas onde se pode entrar existe uma rede de vários compartimentos de diferentes alturas, tais como: áreas que podem perfeitamente ter sido utilizadas como armazém, arcos de pedra almofadada (uma técnica típica do Império Romano) e galerias de nascentes também chamadas de Olhos de Água.

Esta estranha construção data da primeira metade do século I , depois de Cristo. Segundo os peritos as Galerias foram erguidas sobre uma espessa argamassa Romana colocada sobre a areia.

Na época Romana, estas Galerias serviam como auxílio às actividades Portuárias e Comerciais. Há até quem lhes chame de: “Criptopórticos”, ou seja, construções em forma de abóbada construídas em terrenos instáveis e irregulares de forma a criar uma plataforma de suporte a outros edifícios públicos.

Como curiosidade, talvez não saibam, mas o Aqueduto das Águas Livres está relacionado com essa escavação Romana. Como assim? Eu passo a explicar: O Aqueduto das Águas livres foi construído no reinado de dom João V, no século XVIII, com a finalidade de abastecer a Cidade de Lisboa. Este, teve a sua origem na Freguesia de Caneças, chamada pelos antigos de “Aldeia da Roupa Branca”, e estende-se até ao largo do Rato. O aqueduto foi construído com várias ramificações ou galerias que se estendem por toda a Cidade de Lisboa. Uma dessas ramificações vai dar à galeria dos Olhos de Água da Rua da Prata.

Apenas uma vez por ano as galerias da Rua da Prata abrem ao público. Por quê? Precisamente porque estão inundadas com água o resto do ano. Este facto é benéfico, pois, as águas do tejo preservam as galerias e sustentam a nossa cidade.

Este ano, as Galerias Romanas estão abertas ao público nos dias 28, 29 e 30 de Setembro. Gosta de História? Gosta de Arqueologia? Gosta de Antiguidades? Então de que está á espera para lá ir? Garanto-lhe que vale a pena explora-las!


Jovita Capitão

Título: As Galerias Romanas da Rua da Prata

Autor: Jovita Capitão (todos os textos)

Visitas: 4

794 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 12 )    recentes

  • SophiaSophia

    22-04-2014 às 15:13:25

    Não conhecia as galerias romanas, a Rua Direita achou bem interessante seu texto. É bom que dá para se programar, já que têm datas específicas.

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    30-04-2014 às 23:55:57

    Obrigada!

    Cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder
  • Francisco Madeira

    02-10-2012 às 14:05:18

    belo texto,parecia que estava a ver o local ao vivo,parabéns.

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    02-10-2012 às 14:55:36

    Obrigada pelo comentário Francisco Madeira.

    Cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder
  • Ana Banha

    01-10-2012 às 16:13:50

    Adorei!!! Muita sorte Jovita... ;-)

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    01-10-2012 às 17:03:29

    Olá Ana Banha. Muito obrigada pela apreciação.

    cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder
  • Ana Gonçalves

    01-10-2012 às 15:18:34

    Adorei ler um pouco da nossa historia, a minha filha de 10 anos vai adorar de certeza, pois adora tudo sobre historia.

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    01-10-2012 às 15:59:53

    Obrigada pelo seu comentário Ana Gonçalves!

    Os meus cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder
  • Leonor Abreu

    01-10-2012 às 15:12:44


    Está excelente para dar a ler aos meus filhos de 13 e 14 anos. História e cultura geral escritas duma forma muito clara e nada maçadora ;)

    Gostei muito do texto e revi-me nessa fobia :)

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    01-10-2012 às 15:21:05

    Obrigada pelo comentário sincero Leonor Abreu!

    Os meus cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder
  • ELMA NERY

    29-09-2012 às 16:17:29

    Belíssimo texto!!!!

    ¬ Responder
  • Jovita CapitãoJovita Capitão

    01-10-2012 às 01:01:34

    Muito obrigada pela apreciação, cara amiga Elma Nery!

    Os meus Cumprimentos,
    Jovita Capitão.

    ¬ Responder

Comentários - As Galerias Romanas da Rua da Prata

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Saiba como consertar seu fone de ouvido

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Electrodomésticos
Saiba como consertar seu fone de ouvido\"Rua
É quase certo que, se não forem todas as pessoas, boa parte delas já tiveram problemas com os fones de ouvido e trocaram-nos, pelo menos uma vez na vida. Há casos que são necessárias várias trocas. Por ser um dispositivo sensível e pequeno, um manuseio incorreto ou peças de má qualidade, interfere na vida útil dos fones de ouvido. Seja um chiado, mau contato no cabo ou um lado que parou de funcionar, quase sempre ocorre.
Isso acaba gerando um gasto, às vezes não planejado. O custo é bem pequeno, porém, se for somado todos os fones já adquiridos, pode ser um valor razoável. A manutenção não é tão cara, mas exige um pouco de dedicação. Se você já não aguenta mais comprar essas pequenas peças que estragam o tempo todo, aprenda como arrumar o seu e livre-se desse problema.

Materiais necessários
Esse artigo irá tratar de três tipos possíveis de manutenção: troca do pino, conserto de mau contato e o reparo dos cabos conectados aos fones. Segue a lista de equipamentos necessários:
- Alicate de bico ou corte com área específica para cortar;
- Estilete;
- Lixa;
- Ferro de solda;
- Estanho para solda;
- Conector P2 estéreo e Fita isolante.




Conector do fone de ouvido: Troca
1 - Com o alicate, corte o cabo onde está o conector;
Nessa etapa, não corte muito próximo ao conector porque o mau contato pode estar na parte flexível do cabo. Também não corte tão longe para não diminuir muito o tamanho.
2 - Com bastante cuidado, utilize o estilete para desencapar o cabo;
Se você aplicar muita força nesse passo, pode danificar os fios ou até se machucar.
3 - Dois fios, correspondente aos fones, estarão visíveis. Peque-os e, com cuidado, tire a capa deles com o estilete;
Existem alguns modelos de fones que não tem capa protetora, apresentando três ou quatro fios. Caso seja o seu caso, veja o passo a seguir.
4 - Utilize a lixa para remover a proteção dos cabos encapados;
5 - Ligue o ferro de solda à tomada;
6 - Passe os fios pela capa do novo conector;
7 - Caso seu fone possua dois fios-terra, torça os dois juntos;
8 - Com o estanho e o ferro de solda, grude os cabos no conector;
Antes de realizar esse paço, verifique a ordem correta dos conectores (fone direito e esquerdo). Se você não tiver certeza, veja no outro conector a ordem correta para soldar os fios.
9 - O fio-terra deve ser soldado no buraco central do conector;
10 - Coloque a capa do conector nele e teste seu fone!

Problema de mau contato: Conserto
Agora, você aprenderá a consertar um cabo com mau contato. É recomendado trocar o cabo todo, pois não se sabe onde exatamente está o mau contato e se é somente naquele ponto.
1 - Com o alicate, corte o cabo próximo ao fone;
2 - Com bastante cuidado, utilize o estilete para desencapar o cabo que resta no fone;
3 - Dois fios, correspondente aos fones, estarão visíveis. Peque-os e, com cuidado, tire a capa deles com o estilete;
4 - Utilize a lixa para remover a proteção dos cabos encapados;
5 - Ligue o ferro de solda à tomada;
6 - Utilizando o estanho, solde os fios do cabo novo no que está com o fone;
7 - Com a fita isolante, encape os remendos realizados;
8 - Utiliza a fita isolante para encapar a parte remendada e teste seu fone!

Defeitos nos contatos dos alto-falantes: Arrumando
Agora, você verá como é simples realizar a manutenção nos fones. Confira os passos a seguir.
1 - Ligue o ferro de solda à tomada;
2 - Abra o fone de ouvido;
Nesse item, verifique se o fone não possui parafusos para evitar danos a ele ao abri-lo. Lembre-se de como você abriu para poder fechar depois.
3 - Apenas com o ferro de solda, aqueça onde os cabos estão conectados para derreter a solda e retirar os fios;
4 - Corte a parte dos fios que estão com mau contato;
5 - Com o estanho e o ferro de solta, grude os fios do cabo nos fones;
6 - Monte o fone de volta e teste-o!

No corpo da matéria, há um vídeo feito pela equipe do Baixaki que pode auxiliar você. Gostou das dicas? Comente!

Pesquisar mais textos:

Lucas Souza

Título:Saiba como consertar seu fone de ouvido

Autor:Lucas Souza(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    16-04-2014 às 18:40:31

    Muito valiosa todas as dicas, gostei muito e detalhou muito bem. Obrigada! Parabéns pelo texto!

    A equipa da Rua Direita

    ¬ Responder
  • Vitoria Ribeiro 12-09-2013 às 08:40:23

    Esta com dificuldade em consertar seu fone de ouvido, mesmo com as explicações acima? Consertamos para você! Temos loja física no Centro do Rio de Janeiro, recebemos e enviamos para todo o BRASIL - - 21-25071518 Vitoria Ribeiro

    ¬ Responder
  • João 08-09-2013 às 02:07:31

    Tenho um Headfone Beats Solo HD vermelho e o arco quebrou bem no lado direito no suporte dobrável do fone, Alguem sabe aonde compro esse arco? Moro em Curitiba.

    ¬ Responder
  • mariel 27-01-2016 às 20:30:21

    Conseguiu, João? Estou com o mesmo problema.

    ¬ Responder
  • André 21-07-2013 às 20:00:44

    Comprei um daqueles fones com entrada para cartao de memoria. dos modelos que encaixam na orelha, porem um dos lados foi quebrado. saberiam irformar se existe peca de reposicao, preciso apenas do encaixe da orelha, paguei R$50,00 e vou perder todoo fone por uma unica peça quebrada. MRH-8806Q NIA

    ¬ Responder
  • joaoa 19-06-2013 às 13:31:56

    tenho um skullcandy navigator, e o lado esquerdo do arco quebrou , a 'caixa' esta solta, tem como consertar??

    ¬ Responder
  • sidney 02-04-2013 às 09:18:23

    Qual o endereço da loja? Tenho um fone Philips HLS 8800 e o cabo arrebento e quero consrtalo.

    ¬ Responder
  • Vc é Plagiador 18-02-2013 às 15:19:44

    Engraçado, tu pega a matéria do Baixaki e cola aqui no site.

    ¬ Responder
  • Daniel 27-02-2013 às 12:00:11

    Copiou na cara dura!

    ¬ Responder
  • Marcelo 26-01-2013 às 08:27:20

    VC ESTA COM DIFICULDADE EM CONSERTAR SEU FONE OUVIDO, MESMO COM AS EXPLICAÇÕES ACIMA? CONSERTAMOS PARA VC! TEMOS LOJA FÍSICA NO CENTRO DO RIO DE JANEIRO, RECEBEMOS E ENVIAMOS PARA TODO O BRASIL -2125071518 . BEATS BY, SONY, PHILLIPS, COBY ENTRE OUTROS

    ¬ Responder
  • Renildo 19-08-2014 às 20:58:42

    VOCE TEM COMO CONSERTAR UM ARCO DO BEATES ORIGINAL?..ELE QUEBROU BEM NO CENTRO..SE TEM COMO CONSERTAR, ME MANDE ENDEREÇO OU EMAIL PRA CONTATO...POR FAVOR..MORO EM BRASILIA..SE TIVER ASSISTENCIA TECNICA POR AQUI PRECISO TELEFONE OU ENDEREÇO..

    ¬ Responder
  • Amparo 07-09-2014 às 14:09:59

    Renildo, Vc conseguiu trocar o arco do beats? estou com o mesmo problema. Tb moro em BSB. Peço me orientar.
    Amparo

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento 17-09-2012 às 12:37:14

    Gostei do texto. Sou fã dos artigos publicados pelos autores do ruadireta.com devido à variedade de temas que posso encontrar, além de que a maioria deles são muito ricos em conteúdo, como este! Parabéns autor pela sua dedicação, saiba que as dicas que encontrei aqui poderão me ajudar muito, pois precisava mesmo saber como consertar meu Fone De Ouvido. Espero por novidades, pois sempre estou à procura de novos conhecimentos. Muito obrigada e Boa escrita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios