Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Aprenda a escutar o cliente

Aprenda a escutar o cliente

Categoria: Empresariais
Comentários: 1
Aprenda a escutar o cliente

Se trabalha no mundo dos negócios empresariais há coisas que são muito importantes para aumentar as vendas da sua empresa.

Um dos maiores problemas dos colaboradores de empresas é apresentarem os seus produtos ou serviços sem deixarem falar o cliente. Limitam-se a falar de tudo o que diz respeito ao produto, sem se preocuparem com as reais necessidades das pessoas a quem querem vender. Deste modo cansam o cliente com a conversa e não se apercebem das suas necessidades. Este é um factor de diminuição das vendas em vez de aumento. Para uma melhor performance há coisas muito simples, em especial a capacidade de ouvir e escutar os problemas. Só depois é que se deve aconselhar o produto.

Assim se quer aumentar as vendas da sua empresa deixe o cliente falar e entenda as suas reais necessidades.

Ser amigo do cliente é tão importante como vender. Deste modo há necessidade de analisar o cliente enquanto ele expõem os seus problemas.

Esteja atento a tudo para ver se o produto ou serviço se encaixa dentro das expectativas do seu cliente.

Aprenda a usar de bom senso, olhar analítico, a ouvir atenciosamente e seja sensível e predisposto.

O ideal é criar no cliente uma necessidade imediata do produto que quer vender. Se ouvir simplesmente, fica sensível aos seus problemas e necessidades. Ao contrário, se estiver só preocupado com as comissões que vai receber, em vez de ganhar perde e não cumpre as suas metas no fim do mês.

Uma das qualidades dos vendedores é exactamente a de “ saber ouvir” e não falar logo das virtudes dos seus produtos. Se o cliente não estiver receptivo não vai de certeza consumir o produto.

O melhor é ouvir primeiro o que ele tem a dizer, ouvir suas histórias e ir ao encontro do que precisa, promovendo o produto com suas reais qualidades. Depois de o cliente analisar os seus benefícios está mais receptivo à compra pois vê que o beneficia.

Uma das tácticas de marketing passa pela observação atenta do cliente e não pela exposição imediata do produto. Esta é uma das falhas da maior parte dos vendedores e colaboradores de empresas. Falam muito e não ouvem.

Para aumentar os clientes e as vendas das empresas há coisas muito simples mas fundamentais para melhorar o desempenho e a performance dos vendedores. Tal como é exemplo o deixar o cliente falar.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Aprenda a escutar o cliente

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

721 

Imagem por: whiteafrican

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    06-07-2014 às 21:35:57

    É tão importante não deixar as emoções falarem mais alto. Um cliente aborrecido é muito chato, mas devemos manter a educação e ter ética. Escutar primeiro, depois falar algo!

    ¬ Responder

Comentários - Aprenda a escutar o cliente

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: whiteafrican

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios