Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > O sector empresarial

O sector empresarial

Categoria: Empresariais
Visitas: 2
Comentários: 3
O sector empresarial

Uma empresa é não mais que um conjunto organizado de meios, que pretendem exercer uma actividade particular, pública ou de economia mista, produzindo e oferecendo bens e/ou serviços, de modo a atender a necessidades humanas.

As empresas públicas visam obter rentabilidade social e as privadas visam o lucro.

Os serviços empresariais podem também ser classificados quanto aos objectivos, ao tamanho, à estrutura, ao volume de trabalho interno e à organização.

A nível económico, dependendo do tipo de prestação empresarial, existem três categorias, o sector primário que corresponde à agricultura, o sector secundário que abrange serviços industriais e o sector terciário que abrange o sector dos serviços.

Uma empresa pode ser propriedade de uma pessoa ou de diversas, o que se designa de sociedade. Esta última pode ser constituída de várias formas: por quotas, de responsabilidade limitada, anónima, cooperativa, em comandita…

A maioria das empresas tem como objectivo principal obter lucro e é em função deste que definem um plano estratégico, o qual vai sofrendo ajustamentos, conforme os resultados.

Assim, os serviços empresarias abrangem sectores diversos, dando respostas a todas as imposições que o cliente exige, adaptando-os da forma que for mais conveniente. É que no fundo o cliente é quem manda…


Rua Direita

Título: O sector empresarial

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

702 

Imagem por: kevindooley

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • elizia

    19-02-2015 às 22:27:08

    Estou sendo perseguida pela minha supervisora. Chego no horário certo, faço tudo certo, e ela pega demais no meu pé e me faz passar vergonha na frente de meus colegas. O que devo fazer??

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    21-02-2015 às 16:10:55

    Olá,
    Bem, você pode conversar com a dona da empresa ou alguém superior à sua supervisora para colocar a situação e ver o resultado. Caso nada seja feito, você pode mover uma ação contra ela, mas terá que ter provas, testemunhas a seu favor.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Yuri SilvaYuri

    11-07-2014 às 19:52:05

    Fantástico essa visão de setor empresarial. Pode-se verificar que quem sustenta o país são as empresas privadas, pois são elas que geram dinheiro no mercado.

    ¬ Responder

Comentários - O sector empresarial

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: kevindooley

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios